fbpx

5 coisas para deixar para trás em 2014

coisasparadeixarpratras

O ano está acabando e é hora de fazer aquele balanço das coisas. Como sugestão do mês do Rotaroots está citar aquelas coisas que queremos deixar pra trás nesse ano, para começar um 2015 mais leve. Escrevendo esse post, depois de fazer a minha retrospectiva e já ter deixado preparada a lista das metas para o ano novo, vi que as coisas se repetiram, o que é bom, já que parece que sei onde o problema está.

 

Insegurança

Eu acho que estou deixando esse pra trás. Sinceramente 2014 foi um ano de provação e parece que eu venci. Teve dias que eu acordei achando que minha vida era uma merda e que tudo estava fadado a dar errado. Mas, felizmente, estou terminando o ano com muita positividade no coração e numa relação muito melhor comigo mesma e com o universo.

Preguiça

Isso já foi um problema absurdo na minha vida e esse ano muita coisa mudou. Já criei o hábito de acordar cedo até final de semana e tocar as coisas que tenho pra fazer. Só fico até mais tarde na cama quando estou realmente cansada e depois ainda levanto culpada. Tento protelar as coisas o menos possível e sempre resolver tudo que necessito antes de ir fazer coisas de lazer. Acho que a preguiça é o pior inimigo dos nossos objetivos, pois acabamos deixando de fazer várias coisas só pra ficar sem fazer nada.

Sedentarismo

Eu sou sedentária e sei que não é correto, porém ainda não encontrei a motivação certa pra resolver esse problema. Acho que preciso é de alguém pra fazer algo comigo. Ando pensando seriamente em aderir ao pilates, mas vamos ver o que vai acontecer em 2015.

Impaciência

Eu sou muuuuito irritadiça. Mas muito mesmo. E a minha impaciência com as coisas e as pessoas não colabora com a melhora da minha personalidade bastante emburrada. É bastante engraçado (ou trágico?) ver como eu mudo de humor muito rapidamente e como as pessoas ao meu redor por vezes não entendem o que aconteceu ou o que fizeram de errado. A questão é que sou assim, e a impaciência parece ser um traço da minha personalidade. Esse ano me peguei muitas vezes dizendo pra mim, em pensamento: te acalma, respira, conta até 10, deixa pra lá, afasta isso do pensamento. Funcionou parcialmente, o que já é um progresso, mas acho que ainda tem como melhorar.

Timidez

É estranho eu citar isso, porque normalmente não se percebe isso. Mas eu sou sim tímida e tendo a não me sair bem em lugares onde só há pessoas estranhas, principalmente se não vejo coisas em comum. Se a pessoa gostar de coisas que eu gosto, a coisa fica um pouco diferente e eu me saio bem em puxar papo e até em investir numa conversa mais acirrada, mas se não, bom, dai complica bastante e eu fico no meu canto, de vez.

divisoria

Gostei bastante de acompanhar essas postagens em outros blogs e ver o quanto compartilhamos alguns pontos. Acho que isso também ajuda a ter determinação de resolver isso para o ano que se inicia :D

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.