A Garota do Calendário #Janeiro – Audrey Carlan

A série A Garota do Calendário é composta por 12 livros, onde cada um recebe o nome de um mês do ano. Ela foi escrita pela autora americana Audrey Carlan e vem sendo lançada aqui no Brasil pela Verus Editora.

20160626_124018

SOBRE O LIVRO

Mia Saunders têm apenas 24 anos e já amou quatro vezes na vida, e em todas elas teve seu coração despedaçado. Primeiro com Taylor, seu primeiro namoradinho do colégio, ele a abandonou na noite de formatura, levando sua virgindade junto. Depois foi o assistente de um de seus professores na faculdade, Maxwell, quem destruiu seu coração e também de outras alunas. Após ela trabalhar no MGM Grand em Las Vegas, ela conheceu Benny, um fajuto contador de cartas que ela achava o máximo, mas ele fugiu após ser espancado quase até a morte. E sua última e pior desilusão amorosa foi Blaine.

“Blaine me prometeu o mundo e me deu o inferno na Terra.”

Mia sempre achou que seu namoro com Blaine era um verdadeiro conto de fadas, mas tudo mudou quando ele emprestou um milhão de dólares para o pai de Mia, que é viciado em apostas e bebidas e ele acabou não tendo como pagar o bandido, que o espancou até deixá-lo em coma. E, após isso, Blaine fez um ultimato: ou ele pagava ou morria.

Muito desesperada e temendo também pela vida da irmã mais nova Madison, Mia recebe uma proposta de sua tia Millie, onde ela seria acompanhante de luxo pela sua empresa durante 12 meses, e com isso receberia cem mil dólares a cada mês. Ela deveria passar 24 dias no mês com o cliente, e usar os outros para cuidados de beleza. Como única opção em vista para quitar a dívida, Mia acaba aceitando.

Após um verdadeiro tratamento de rainha, Mia tirou algumas fotos e seu primeiro cliente apareceu. Weston Charles Channing III, um roteirista de cinema muito famoso de Malibu. Ela questionou porque aquele homem precisava de um acompanhante, pois ele tinha um corpo magnífico, olhos verdes e cabelos loiros. Ao chegar onde se encontraria com Wes,, Mia se vê muito ansiosa e com medo daquela experiência que iria salvar a vida da sua família, mas sem saber o que o futuro a reservaria para os próximos doze meses do ano.

“Ele era tão bom de olhar quanto as ondas quebrando na praia.”


MINHA OPINIÃO

Eu participei das votações na página da editora Verus para a escolha das capas dos livros da série, e as que eu votei foram as escolhidas, o que me deixou bastante feliz, já que esse era um lançamento aguardado por mim. Nelas, em cada mês a nossa querida Mia usa um vestido de cor diferente. Pelo menos em janeiro, ela descreve o vestido que ela está usando na capa. A diagramação está perfeita, a editora super caprichou na edição. As folhas são amarelinhas e grossas, a fonte é muito agradável para a leitura

A temática desse livro é bastante diferente de tudo o que eu já tinha lido e me chamou a atenção desde o início. O fato de ser acompanhante de luxo, faz com que a vida de Mia mude completamente. Ela que sempre gostou de andar de moto, usar jeans cós baixo e camiseta justa, agora teria que usar vestidos glamourosos para eventos sociais. E teria que seguir algumas regras impostas pela agência da tia:

1. Esteja sempre com a melhor aparência possível.
2. Sorria constantemente.
3. Não fale, a menos que falem com você.
4. Esteja disponível o tempo todo.
5. Sexo com o cliente não está incluído no contrato, pois no Estado da Califórnia prostituição é crime, porém, caso se interessasse por sexo, o cliente pagaria 20% à mais.

20160626_124030

Mia realmente me cativou desde o começo, ela não é uma mocinha clichê dos livros eróticos. Por sempre ter que amadurecer rápido por causa dos problemas que enfrentou durante a vida toda, tem uma personalidade muito forte e é bem verdadeira. Por estar rodeada de pessoas da alta sociedade, ela não se deixa levar por aquela vida que não é dela, mantendo sempre os pés no chão, Mia buscava se divertir, e ao mesmo tempo se surpreende com Wes. Ele se mostra ser um homem de bom coração e educado, e logo eles acabam tendo algo a mais do que um simples contrato.

A postura da tia de mia pode parecer estranha num primeiro olhar, mas ela é uma mulher traumatizada por desilusões amorosas e vê no trabalho uma forma de curar isso. Ela não se dá muito bem com o pai de Mia e portanto não é muito chegada com as sobrinhas, mas acaba ficando com pena e oferece uma “oportunidade” para que a garota consiga pagar sua dívida. É claro que ela também vê na beleza da garota um potencial para lucrar e também se aproveitar da situação.

“Sim, eu ia apreciar bastante esse jogo de gato e rato. Se bem que, no momento, eu não tinha certeza de quem era o gato e quem era o rato. No fim das contas, eu estava me divertindo muito para me importar.”

Além dos dois protagonistas, uma personagem que eu adorei conhecer foi Ginelle, a melhor amiga de Mia. Ela é stripper em algum lugar de Las Vegas e é muito mais que uma simples amiga, enquanto Mia está trabalhando longe de Las Vegas, é ela que cuida de seu pai e ajuda Madison enquanto a irmã está fora. É engraçado às vezes que elas se falam ao telefone, pois ambas trocam “xingamentos carinhosos”.

A mãe de Weston foi quem escolheu Mia para passar esses dias com o filho. Como ele era baladeiro, surfista e bastante rico, haviam muitas mulheres que realmente se jogavam em seus pés por puro interesse nos eventos sociais, e isso acabava o atrapalhando, pois eram nesses eventos que ele conseguia novos contatos e contratos para sua vida profissional. Era o “dever” de Mia manter essas moças o mais longe possível de Wes.

20160626_123915

Acho que além de ter cenas eróticas e românticas, essa série nos mostra até onde o ser humano vai para salvar as pessoas que ama. Mia se compromete por um ano em um emprego que a fez largar tudo o que ela estava fazendo no momento, inclusive seu grande sonho de ser atriz. Além é claro de estar fazendo algo em que jamais imaginou se submeter.

O livro é bem pequeno, isso me deu uma leve sensação de ser tudo meio corrido, eu o li em algumas horas e quando acabei, fiquei querendo ler o próximo imediatamente. Como Wes é um cara legal, eu vou sentir falta dele no mês de Fevereiro, e quero muito que fique Mia com ele, porém sei que ainda teremos onze meses pela frente. Indico a leitura para todos que gostam de livros eróticos, e é uma ótima opção pra quem quer conhecer o gênero, pois Garota do Calendário não é só sexo, é também amor e drama, e tem uma protagonista engraçada, cheia de defeitos, mas muito determinada em realizar seus sonhos.

A GAROTA DO CALENDÁRIO – JANEIRO

Autor: Audrey Carlan

Editora: Verus

Ano de publicação: 2016

Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser… Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.

É resenhista do Resenhando Sonhos.
Nascida no interior Paulista, futura cientista da computação, se apaixonou por literatura quando conheceu o bruxo Harry Potter e o vampiro Edward Cullen. Adora ir no cinema e assistir séries em dias chuvosos.