fbpx

A Memória do Mar – Khaled Hosseini

A Memória do Mar é do autor Khaled Hosseini, publicado em 2018 pela editora Globo Livros.

Sobre o livro

Inspirado na história real de Alan Kurdi, um refugiado de apenas três anos que tentou atravessar o Mediterrâneo, para alcançar a Europa enquanto fugia da crueldade da guerra da Síria, seu país.

No livro vemos um pai compartilhando história de sua encantadora terra, sob uma noite estrelada, sem os temores que ficaram pra trás, quase como se nada daquilo um dia tivesse sido real. Mas com a constante sombra dos horrores que fizeram milhares de famílias deixarem tudo que conheciam para embarcar em direção ao desconhecido.


Minha Opinião

Minha relação com esse autor é bem controversa. Enquanto muitas pessoas o amam por suas histórias que previamente já haviam sido publicadas no Brasil e que conquistou milhões de leitores mundo à fora, o sentimento que eu tenho de quando tentei lê-lo foi de simplesmente não ter funcionado bem comigo. Como já fazem muitos e muitos anos desde que isso aconteceu, gosto de pensar que é porque não foi a hora certa e que, talvez, se eu reencontrar suas obras, possa ter uma experiência diferente.

Porém, enquanto isso não acontece, resolvi me aventurar nessa outra história que vem acompanhada de ilustrações belíssimas de Dan Williams, que parecem verdadeiras pinturas e obras de arte em cada página. O que temos aqui é, sem dúvidas, uma narrativa tocante e emocionante, sobre a jornada de alguém inocente que sequer sabia direito o que acontecia ao seu redor.

Encontrado morto na costa turca em 2015, Kurdi fez com que os olhos do mundo se virassem na direção desse odiodo conflito que assola a vida de muita gente por anos a fio, separando famílias e marcando a história daqueles que são tocados, seja da forma que for, pela guerra.

É claro que o autor toma suas liberdades, renomeia as peças e usa o acontecimento como ponto de partida para sua obra. Com pequenos textos, escritos como uma declaração de amor, Hosseini nos presenteia com um retrato íntimo desses acontecimentos, em uma visão sentimental de um pai que acredita estar se dirigindo a um lugar onde poderá dar uma vida melhor a sua família, e, acima de tudo talvez, a sobrevivência. Infelizmente, como não é isso que aconteceu na realidade, percebemos uma carga pesada em tudo o que é dito, exatamente por esse desfecho que deveria ter sido de esperança e reconstrução, se vivêssemos em um mundo mais gentil.

Com a união das palavras com a arte, em pouquíssimas páginas temos o desenrolar de algo belo, tocante e real, numa narrativa muito mais simplista do que as outras histórias do autor que tive contato e, para mim, com uma sensação muito diferente também, que despertou a vontade de reencontrar seus demais títulos e fazer a prova de fogo da releitura.

A edição que a editora Globo Livros nos apresenta é primorosa, com capa dura e folhas internas coloridas em um papel mais rebuscado. Com tradução de Pedro Bial, nome que aparece na capa com mais destaque que o ilustrador, o que não me pareceu muito justo, bem como um perfil do jornalista que é apresentado também à frente de Dan Williams no fim da edição. Em tempos onde os tradutores lutam tanto por reconhecimento, ver ele dado a alguém que já é famoso, apenas porque ele é famoso me causou certo incômodo. Porém, essa é uma escolha da editora e não se relaciona diretamente com minhas impressões do livro enquanto história, que foram super positivas.

Para quem é fã do autor ou tem interesse pela história de Kurdi ou sua conexão com a guerra na Síria, certamente vale à pena a leitura e a reflexão de porque é necessário arruinar a vida de tanta gente inocente com tanta violência e desesperança.

A MEMÓRIA DO MAR

Autor: Khaled Hosseini

Tradução: Pedro Bial

Editora: Globo Livros

Ano de publicação: 2018

Um pai embala o filho enquanto contempla a noite em uma praia, à espera do amanhecer que trará o barco que os levará a uma nova vida do outro lado do Mediterrâneo. O homem conta para o menino sobre as lembranças da Síria de sua infância, um país encantador que foi destruído pela guerra, obrigando não apenas aquela pequena família, mas milhares de outras, a juntar todos os seus pertences e embarcar rumo ao desconhecido.
Publicada em edição capa dura e ricamente ilustrada, a obra é inspirada na história de Alan Kurdi, o refugiado sírio de três anos de idade que se afogou no mar Mediterrâneo quando tentava chegar à segurança na Europa. Escrita com toda a sensibilidade de Khaled Hosseini, A memória do mar é uma obra de amor e esperança.

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.