A Queda dos Anjos – Susan Ee

A Queda dos Anjos é o primeiro livro da série da autora Susan Ee e, foi lançado aqui no Brasil em 2016 pela Verus Editora.

Sobre o livro

Nesse primeiro livro, Fim dos Dias, estamos vivendo alguns meses depois do apocalipse. Os anjos desceram dos céus e subjugaram à força os humanos, matando todos aqueles que cruzassem o seu caminho. Agora eles controlam o planeta, mas ninguém entende muito bem qual é a intenção deles ou o que estão verdadeiramente fazendo dentro dos locais que tomaram como sede. O que a terra tem a oferecer quando se tem todo o céu?

“Eu nunca percebi que triunfar era simplesmente estar viva.”

Nesse universo caótico temos gangues de mercenários dispostos a tudo para sobreviver e os humanos que só querem continuar vivos. É entre esse segundo grupo que nossa protagonista, Penryn está. Ela tem fugido com sua irmã, Paige, que é paraplégica e a mãe, que tem alguns parafusos soltos, porém tudo muda quando ela presencia uma luta entre anjos.

Na rua, enquanto tentava achar comida e um lugar seguro, elas veem um grupo de anjos derrotar um outro serafim e lhe cortar as asas. Desesperada pela ação Penryn acaba atirando para o anjo machucado sua espada e com isso irrita o líder do grupo, que leva Paige como refém. Sem saber o que fazer ou para onde ir, Penryn se vê sozinha e enxerga no anjo machucado sua única forma de encontrar a irmã mais nova.

Assim, ela socorre Raffe e exige sua ajuda para encontrar Paige, numa troca de favores, já que o anjo precisa costurar de volta suas asas. Eles vão avançar em direção ao covil dos serafins, porém, o que os espera lá pode ser bem surpreendente e ajudar a entender um pouco mais sobre o porquê desses seres estarem entre nós.

Minha opinião

20160320_170803

Lendo esse livro percebi que li poucas histórias que tivessem anjos envolvidos, porém, nenhuma delas era pós apocalipse e sim numa preparação ou busca por esse objetivo. Dessa forma A queda dos anjos trás uma perspectiva diferente ao leitor.

Achei a Penryn uma personagem bem interessante principalmente no primeiro momento do livro, onde é claro que é ela quem está carregando a família nas costas. Com o problema de locomoção da irmã e mental da mãe ela é o que mantém tudo junto e funcionando. E, logo que ela perde isso, podemos ver que um pouco de quem ela é se vai também.

“Começo a dizer a ela que tudo ficará bem, mas a mentira seca em minha boca. Não faz sentido tranquilizá-la.”

20160320_170727

Por mais que ela seja forte a sua maneira, Penryn tem seus momentos mimizentos no livro, mas em geral se caracteriza como uma personagem que está em busca do objetivo de recuperar sua irmã e vai ir atrás disso custe o que custar. E é ai que o contraste dela com o Raffe entra em jogo. Como ele é quieto e enigmático e ela quer saber tudo, ver os dois juntos é quase um duelo silencioso. Ela quer saber o que está acontecendo, o que está se passando na cabeça dele, mas ele aplica a boa terapia do silêncio e raramente entrega algo a mais do que o estritamente necessário.

A trama envolta dos anjos, a forma como eles conduzem as coisas, a política de comando e o que eles realmente estão fazendo em terra firme é realmente a parte interessante do livro e é quando essas coisas começam a ser reveladas que o livro fica bacana. A presença deles e o rapto de Paige podem não ser tão aleatórios assim, e o que eles querem com os humanos se torna algo bem complexo que, mesmo no final, não fica totalmente claro.

Quando o livro termina estamos em uma situação bem diferente do desenrolar da história, nesse primeiro livro, portanto o que virá em seguida fica bem aberto para interpretações. Eu espero que a trama se desenvolva mais no âmbito político ou estratégico do que no romântico, apesar de termos tido pouco nesse livro (e sem triângulos amorosos, viva!).

Também acho que tenha mais a ser revelado na relação com a mãe dela, já que no livro fica a incógnita sobre se foi ela ou não quem causou a condição da Paige e, o fato de ter pedido a Penryn que tomasse aulas de defesa pessoal e aprendesse a lutar para se proteger e proteger a irmã, o que pode ser um indício que ela está escondendo algo que vai além de uma simples doença.

Fica aqui a curiosidade e expectativa para o próximo livro. E se você ainda não leu livros sobre anjos ou está procurando uma nova opção, dê uma chance para A Queda do Anjos :)

4estrelas

20160320_170144

Os anjos do apocalipse chegaram — e vieram para aterrorizar a humanidade e acabar com o mundo moderno. Gangues de rua tomam conta do dia, enquanto o medo e a superstição dominam a noite. Quando anjos guerreiros sequestram uma menininha indefesa, sua irmã mais velha, Penryn, fará o que for preciso para salvá-la. Até mesmo um acordo com um anjo inimigo. Raffe é um guerreiro caído, que perdeu as asas. Depois de eras lutando suas próprias batalhas, ele é resgatado de uma situação desesperadora pela jovem Penryn, que concorda em ajudá-lo — desde que ele mostre a ela como encontrar sua irmã. Viajando por um mundo sombrio e perigoso, eles podem contar apenas um com o outro para sobreviver. Juntos, vão em direção à fortaleza dos anjos em San Francisco, onde Penryn arriscará tudo para resgatar sua irmã, e Raffe se colocará à mercê de seus piores inimigos pela chance de voltar a ser inteiro.

 

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.