A Vida Secreta dos Nazistas – Paul Roland

A Vida Secreta dos Nazistas é um dos livros do ensaísta, compositor, pesquisador e escritor Paul Roland. Originalmente publicado em 2016, o livro chegou ao Brasil em 2018 pela editora Universo dos Livros.

SOBRE O LIVRO

Sendo um livro de não ficção, a proposta é escancarar algumas das histórias ocultas do Terceiro Reich e de seus membros mais ativos. Alguns dos principais pontos abordados pela obra são: os crimes cometidos sob os aspectos mais cínicos e que nunca levaram seus responsáveis a julgamento, os vícios e dependências (químicas e psicológicas) dos membros do partido e da polícia secreta, os subornos e as corrupções, além da espionagem e manipulação da opinião pública. Além disso, a proposta da obra visa escancarar os roubos e demais atrocidades cometidas contra os cidadãos judeus não somente alemães mas de diversos países ocupados pelo nazismo enquanto o Fuher trabalhava em um programa para produzir uma elite ariana.

“A sorte dos governantes é que os homens não pensam” – Adolf Hitler

A vida secreta dos nazistas revela os conflitos que ocorriam nos bastidores do governo fascista de Hitler envolvendo o exército mais cruel e organizado que a humanidade conheceu. Em outras palavras, a verdadeira história por trás da propaganda vendida pelos nazistas.


MINHA OPINIÃO

Assim como qualquer livro sobre o tema, este nos propõe reflexões muitas vezes dolorosas sobre a humanidade. Se não tivesse estudado tão insistentemente sobre o tema, lido diversos livros e ainda tido aulas de história sobre o passado, seria capaz de jurar que o nazismo e o regime fascista não passavam de histórias para assombrar aqueles que acreditam que os homens sejam completamente bons ou completamente maus. A verdade por trás de terríveis tragédias, no entanto, é que todo ser humano tem algo de bom assim como algo horrível dentro de si e que alguns, simplesmente escolhem deixar que um deles fale mais alto, ou muitas vezes, não tem outra opção.

Longe de querer defender o Fuher, o que mais encontramos nas diversas obras publicadas sobre o assunto são relatos históricos de como o jovem ditador teve uma vida conturbada e que isto pode ter feito com que ele pendesse para um lado tão sombrio. E mais longe ainda de sua defesa está a terrível verdade de que ele não agiu sozinho. Durante os anos em que o governo nazista esteve no poder, podemos encontrar diversos nomes importantes para o plano, um aspecto exaustivamente explorado pela obra de Paul Roland, que com uma incrível exposição de detalhes nos mostra “personagens” como: Joseph  Goebbels, Henrich Himmler, Joachim von Ribbentrop, Goring, Theodor Morell e diversos outros.

“Ciência crítica, pseudociência e fraudes… O solo fértil para as mais absurdas e baixas superstições políticas de massa. Essa era a fé em Adolf Hitler.” – Thomas Mann

Dentre as personalidades citadas, muitos cometeram roubos afim de enriquecer e viver uma vida de mentiras enquanto praticava terríveis atos de crueldade como é o caso de Goring, que furtava obras de arte até mesmo de seu próprio líder. Outros criaram para si uma nova personalidade afim de convencer e enganar Hitler, como o “falso” médico Theodor Morell, o doutor receitava drogas psicotrópicas ao Fuher além de placebos que o tornaram física e mentalmente dependente. Não podemos nos esquecer daqueles que pareciam gosto pela maldade como é o caso de Henrich Himmler e Ribbentrop.

“Hitler era a encarnação da mediocridade… a projeção de um fracasso individual para toda uma nação.” – Joachim Fest

Outros fatos interessantes que são narrados são algumas histórias sobre os objetos roubados, a propaganda do governo e o desenvolvimento dos campos de concentração e seu comando, como por exemplo, o fato do campo de Treblinka ter sido considerado um teste para que seus comandantes soubessem como eliminar um maior número de judeus e como descartar os corpos e como o resultado foi a câmara de gás e o campo de Auschwitz. Além destes podemos encontrar relatos sobre uma instituição de mulheres que eram levadas a acreditar que prestavam um favor ao seu país servindo como “peças reprodutoras” aos comandantes e importantes membros do governo.

Em suma, podemos dizer que esta é mais uma coletânea dos fatos que levaram o pior regime fascista a definhar. Vale a leitura pelo conhecimento e pelo alerta sempre constante que devemos manter sobre esses assuntos.

A VIDA SECRETA DOS NAZISTAS

Autor: Paul Roland

Editora: Universo dos Livros

Ano de publicação: 2018

Enquanto exigia sacrifícios do povo alemão por uma guerra que poucos no círculo interno de Hitler acreditavam que podiam ganhar, os líderes nazistas levavam vidas de incrível devassidão, privilégio e poder. Eram roubos e assassinatos na maior das escalas.
O ex-fazendeiro Heinrich Himmler usou sua influência como chefe da SS e da Gestapo para surrupiar as posses de milhões de vítimas. Joseph Goebbels, o “anão peçonhento” e manipulador da opinião pública, explorou sua posição como Ministro da Propaganda para sair com uma sucessão de estrelas de cinema. Enquanto isso, sob as ordens de Göring, milhares de trens repletos de tesouros pilhados viajavam de volta para a Alemanha advindos da França.
A vida secreta dos nazistas revela esses e muitos outros conflitos que se passaram nos bastidores do exército mais sistematicamente cruel e organizado que a humanidade conheceu. Se o povo alemão tivesse sabido da verdade sobre os homens em quem confiaram seu futuro, a história poderia ter tomado um outro caminho. Este livro conta a terrível verdade por trás da perniciosa propaganda vendida pelos nazistas.

É resenhista do Resenhando Sonhos.
Estudante de Direito, 20 anos, mineira, mora em Belo Horizonte e ama o universo literário.