Amante Sombrio – J. R. Ward (Irmandade da Adaga Negra #1)

Amante Sombrio é o primeiro livro, dos quatorze que compõe a série sobre vampiros Irmandade da Adaga Negra, de J. R. Ward e foi lançado pela Universo dos Livros em 2011.

idaadaganegra

Sobre o livro:

Na sociedade moderna os humanos nem imaginam a luta que é travada entre vampiros e redutores (caçadores de vampiros que possuem a peculiaridade de já terem sido humanos, mas depois de tirarem o seu coração e perderem sua alma, passam a viver para a caça). São tempos difíceis para os vampiros, tantos “vampiros civis”, que são aqueles vistos como comuns, quanto para os vampiros de linhagem mais elevada, como os integrantes da sociedade da Adaga Negra. Dentre eles, o seu líder (que não aceita bem esse posto) Wrath, conhecido por possuir o sangue mais puro da linhagem.

Diferente dos vampiros que estamos acostumados a ver, esses não criam outros vampiros através da mordida, os outros vampiros são gerados através de fêmeas, tanto vampiras quanto humanas, mas nem sempre elas sobrevivem. O que a repórter Elizabeth Randall não sabe é que seu pai é um vampiro, um dos guerreiros mais valorosos da Adaga Negra: Darius. Ele está muito preocupado com o futuro de sua filha que está próxima de passar pela transição que acontece aos 25 anos, e que, para tal,  ela precisará do sangue de um vampiro macho. Essa é outra particularidade: eles podem se alimentar de comida como qualquer outra pessoa, pois o sangue só os deixa mais fortes e precisa ser alguém do sexo oposto.

“Sente que não se enquadra, não é? Como se todos os outros se movessem a uma velocidade diferente, mais lenta. Acredita que é anormal, diferente, isolada. Irrequieta. Sente que alto está para acontecer, algo monumental, mas não sabe o que é, nem como evitar.”

Eventos levam Beth a conhecer Wrath e a atração entre os dois pode ser fatal. Uma moça bela que nunca se encaixou no seu mundo e sempre se sentia deslocada e sem um objetivo concreto, acaba entrando em um novo mundo onde existem caçadores da sua raça, rituais milenares e a Virgem Escriba, a criadora dos vampiros e que possui um grande inimigo, que por sua vez é o criador dos redutores: Ômega. Seria algo como o Deus e o Diabo dos vampiros.

Após a transformação, Beth se vê transportada para esse novo mundo onde não sabemos de onde o verdadeiro inimigo vem e o menor passo em falso pode destruir tudo que foi conquistado até então. Os vampiros estão morrendo e precisam se unir contra o seu inimigo, mas para isso precisam de um rei que os lidere e guie para protege-los dos mais terríveis perigos.


Minha opinião:

Esqueça tudo que você sabia sobre os vampiros, pois esse é um livro totalmente diferente e que vai mostrar uma nova faceta dos sanguessugas. Além de focar em uma história de amor, daquelas que já estamos acostumados, entre um vampiro malvado que nunca se apaixonou e uma menina deslocada, mas que dessa vez descobre já ter nascido como vampira e que está prestes a se transformar e ver sua vida virada de cabeça para baixo. O livro possui um diferencial, é um livro erótico, algo que eu não costumo ler e que foi um dos motivos que me levou a dar apenas três estrelas para ele.

Conhecemos o temido vampiro Wrath, o mais puro da linhagem, o linha dura que afasta todos que tentam se aproximar e que todos tem medo e respeitam. Logo imaginamos a dificuldade que deve ser lidar com essa criatura, mas ao conhecer sua amada Beth tudo muda de figura muito rapidamente e o vampiro malvado vira um cordeirinho apaixonado nas mãos de sua fêmea. Aqui está outro ponto que não gostei no livro, essa distinção entre machos e fêmeas e o quanto as fêmeas devem servir seus maridos e como eles podem casar com mais de uma fêmea enquanto elas não podem pensar em ter outro além de seu marido. Achei esses vampiros muito machistas e controladores, principalmente o menino Wrath que me lembrou diversas vezes o desejado (menos por mim) Christian Grey.

“Ah, diabos. A fêmea fizera alguma coisa com o seu cérebro. De algum modo, havia conseguido fazer com que perdesse seu sólido autocontrole e entrasse em contato com o maldito psicopata que havia nele. Um contato que queria evitar.”

foto2

Acredito que o que salvou o livro foi esse mundo criado pelo autor, pois logo de cara temos um glossário com termos e seus significados. Também achei bem interessante essa introdução da Virgem Escriba como criadora e seu rival como Ômega, mesmo sendo fã dos vampiros antigos que transformavam suas vítimas, não comiam e eram maus. Fiquei meio decepcionada com a história por ser meio óbvia  fraca. O livro possui muitas cenas de sexo e aquele amor água com açúcar que não combina em nada com vampiros. Lembrei daqueles livros que eu sempre via nas lojas de revistas (Nora Roberts e afins) que um amigo chamou de “pornô para donas de casa”, só que com vampiros.

Não posso negar que a capa é belíssima e o trabalho feito no livro está lindo e com uma diagramação que facilita o progresso dessas 442 páginas. Mas, confesso que não sinto vontade de ler o restante dos livros, principalmente sabendo que existem mais 13 assim. A história não conquistou meu coração, mas várias pessoas falaram que gostaram. Gosto é gosto, não é mesmo? Enfim, esse não é o estilo e temática que mais me atraem, mas se você gosta de uma mistura de 5o tons de cinza com vampiros românticos dê uma chance para A Irmandade da Adaga Negra.

thumb_livro

4estrelasb

AMANTE SOMBRIO

Autor: J. R. Ward

Editora: Universo dos Livros

Ano de publicação: 2011

Nas sombras da noite, em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra, entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Ainda assim, nenhum deles deseja a aniquilação de seus inimigos mais que Wrath, o líder da Irmandade da Adaga Negra. Wrath é o vampiro de raça mais pura dentre os que povoam a terra e possui uma dívida pendente com os assassinos de seus pais. Ao perder um de seus mais fiéis guerreiros, que deixou órfã uma jovem mestiça, ignorante de sua herança e destino, não lhe resta outra saída senão levar a bela garota para o mundo dos não mortos.
Traída pela debilidade de seu corpo, Beth Randall se vê impotente em tentar resistir aos avanços desse desconhecido, incrivelmente atraente, que a visita todas as noites envolto em sombras. As histórias dele sobre a Irmandade a aterrorizam e fascinam. Seu simples toque faísca, um fogo que pode acabar consumindo a ambos.

É colaboradora do Resenhando Sonhos.
Natural de São Sepé, atualmente morando em Santa Maria.
Formada em Gestão da TI pela URCAMP e cursando Produção Editorial na UFSM.
Apaixonada por livros, Johnny Cash e cachorros.

  • Lara Caroline

    Olá Geórgea!
    De primeira, já quero dizer que não gostei do livro. Não sou muito fã de histórias de vampiros e depois de saber que são vampiros machistas gostei menos ainda rsrs
    Não sou do tipo de gosta de ler histórias eróticas e esse foi mais um ponto que me decepcionou. Sua resenha ficou muito bem escrita e eu gostei bastante da sua sinceridade.

    • Geórgea Teixeira Morais

      Obrigada, Lara! Realmente não é o tipo de leitura que me atrai hehe

  • Lili Aragão

    Oi Geórgea, eu li esse livro tem um tempinho e gostei, o livro pode até ser mais do mesmo rs, mas chamou minha atenção porque tem vampiros e eu curto muito livros sobrenaturais. Como já tem um tempo que li, não lembro dessa faceta machista tão evidente da história rs, eu gostei muito do fato do Wrath ter uma deficiência e isso em nenhum momentos desqualificá-lo como líder, mas nem tudo foi perfeito pra mim e eu daria 4 estrelas, pois eu achei o mocinho um pouco “sensível” em alguns momentos e eu esperava que ele fosse macho alpha em todos os momentos (haha :D). Eu quero continuar a série, mais ela parece não ter fim, a autora continua lançando e tô tão atrasada que tô com preguiça. Gostei da sinceridade de sua resenha (ela ficou mito boa), afinal é muito difícil gostarmos de tudo que lemos :)

    • Geórgea Teixeira Morais

      Olá, Lili! Eu também achei essa transformação do Wrath muito esquisita, pensei que ele seria totalmente diferente. O livro acabou me decepcionando bastante. Obrigada pelo elogio! Beijão

  • ADRIANA HOLANDA TAVARES

    Bom dia Georgéa, vamos conversar? hihihihi. Eu tenho sério terror de ler livros com temática de vampiros ou de anjos, porque acho que forçam demais a barra e fica tudo muito cópia barata um livro do outro, daí que me deparo com essa sua frase: “Esqueça tudo que você sabia sobre os vampiros, pois esse é um livro totalmente diferente e que vai mostrar uma nova faceta dos sanguessugas.” e me pergunto: WHAT:????? Comecei a ler a resenha e me deparei com uma grande surpresa, muitos detalhes diferentes do que estamos acostumados a ler e isso enriqueceu ao meu ver a série, já que pelo menos tem um bocadinho de pontos diferentes e que nos fazem ficar curiosos com o que vem a seguir. E você deu apenas três estrelas por se tratar de um livro erótico, ok,ok! Como eu não tenho problema com livros eróticos acredito que vou gostar da leitura sim, pena muita pena que é uma série tão longa!

    • Geórgea Teixeira Morais

      Oi, Adriana! Se você for ler e gostar, vem me contar o que achou depois! =) Muitas pessoas, que gostaram, me falaram que mesmo sendo tão longa ele vai rápido. E eu também li o primeiro bem rapidinho, mesmo não sendo muito a minha praia! Beijo

  • Daiele

    Olá Geórgia.
    Confesso que eu tenho sim bastante curiosidade para ler esse livro. Primeiro pq se trata de seres sobrenaturais, e eu amo esse tema, sejam vampiros, anjos, quimeras, etc. Adoro conhecer novas definições que os autores criam para esses seres. E tbm estou pobre de historia de vampiros, haha. Ja faz um tempo que ouço falarem dessa série, e só não dei uma chance ainda por se tratarem de 13 livros, se eu nao gostar blz, mas e se eu gosto?! hahaha
    Mesmo sua resenha sendo negativa, acho que eu vou dar uma chance sim, para ter a minha opinião, ja que como disse, gosto bastante dessa temática!
    beijos

    • Geórgea Teixeira Morais

      Que legal, Daiele! Depois compartilha comigo quais foram as tuas impressões. Gosto de saber a opinião dos outros quando algum livro não me agrada tanto assim. Beijão

      • Daiele

        com certeza!
        Mas acho que vai demora, pq tenho tantos livros na frente para comprar! haha

  • Bruna Prata

    Eu li os 3 primeiros volumes dessa -imensa- série há uns 3 anos atrás. Adorava vampiros, e esse mundo criado pela autora me encantou, era diferente de tudo que eu conhecia sobre esses seres. Como na época eu não tinha tanto conhecimento de livros com uma pegada mais hot, eu não dei muita bola. Foi uma leitura muito agradável, tanto que parei de ler a série para adquiri-lá em físico (olha eu aqui 3 anos depois, tenho os livros? Não hahaha) Eu creio que a minha vibe não é mais essa, principalmente pelo machismo contido no livro, e pelo romance meio clichê. Só que eu coloquei recentemente na cabeça, à ideia que eu deveria reler o primeiro livro ainda este ano, e como eu bem me lembro, apesar de todos os pontos negativos, uma história puxa a outra e BUM! Adeus dinheiro porque é bem provável que eu compre todos os livros só por curiosidade hahaha.

    • Geórgea Teixeira Morais

      Várias pessoas me falaram a mesma coisa, Bruna! hehehehe É que vai de gosto, né? Não adianta! Eu adoro livros sobre vampiros, mas confesso que esses muito românticos não me chamam a atenção. :P

  • Marta Izabel

    Olá, Geórgea! !!
    Desisti de ler essa série no terceiro livro e até agora não tenho vontade nenhuma em retornar. Gostei da resenha mais infelizmente não gosto mais dessa série.
    Beijoss

    • Geórgea Teixeira Morais

      Olá, Marta! A história muda muito com o tempo ou segue na mesma? Beijoss

  • camila rosa

    Ola,
    Que pena que o livro não te agradou, eu sempre fui muito curiosa para ler, só que não dá com o valor deles, fiquei até com um pé atras agora, eram muitos elogios, e li somente dois livros com vampiros um curti e outro não, irei pensar mais antes de dar uma chance a saga, pois estou fugindo dos eróticos. P.S vampiro tem que ser mal.
    Beijos *-*

    • Geórgea Teixeira Morais

      Compartilho da mesma opinião, Camila! hahaha Gosto mais dos vampiros antigos. Beijo!

  • Anne

    Sériooooooooooo que vc achou parecido com 50 tons? Kkkk! Eu achei que não tem semelhança nenhuma. Já li toooooooodos os livros. Então, é uma sociedade bem antiga, então é normal que os relacionamentos, alguns, diga-se de passagem, sejam meio arcaicos. Mas continue lendo porque tem vários casais maravilhosos, histórias muito bem boladas e admiráveis. Mas gosto é gosto também, não tem como discutir. Mas eu falo pra ler mais uns 2 ou 3 porque a história vai se desenvolvendo e as surpresas vão se intensificando cada vez mais!! Beijos Ge!

    • Geórgea Teixeira Morais

      Olá, Anne! Pois é, me lembrou em vários momentos! Hahahahaha… Principalmente na forma como ele trata ela. Sim, vai de gosto, não adianta. Talvez ano que vem eu acabe dando uma chance para o segundo livro, pois várias pessoas falaram que a história melhora. Beijões!