Anita Garibaldi – L. Frescura & M. Tomatis

Anita Garibaldi é dos autores italianos Loredana Frescura & Marco Tomatis, e foi lançado em 2012 pela editora Fundamento.

Sobre o Livro

No sul de Santa Catarina nasceu Ana, a terceira filha de uma família pobre e que desejou sempre um filho homem. Crescendo a sombra disso e tendo como amigo somente o jovem Miguel, a menina descobriu no “ser menino” coisas que adorava fazer. Em uma relação tensa com a mãe que sempre a cobrou ter postura recatada de mulher, após a morte do pai, se viu obrigada a casar com um homem desprezível que nunca amou.

Quando esse homem se uniu à guerra ela ficou sozinha e viu seu amigo Miguel, que estava lutando ao lado dos farrapos, voltar com um dos nomes mais importante da revolução: Giuseppe Garibaldi. Com uma paixão arrebatadora que desafiava os bons costumes da época, Ana se entregou a esse amor e foi lutar ao lado de Giuseppe, se tornando Anita Garibaldi. Um nome que ficou marcado na história do Brasil e também da Itália, de onde seu amado veio.

“Havia conhecido Garibaldi. O italiano distante da pátria, que lutava pela liberdade de um país que não era o seu.”

20160814_174010

Seu primeiro desafio nessa nova etapa da vida foi se provar útil à guerra e não um troféu do revolucionário Garibaldi. Foi ai que ela pode mostrar toda a sua força e coragem ao cavalgar ao lado dele e empunhar uma arma tão bem quanto qualquer homem bem treinado. Anita ganhou o respeito dos revolucionários e se tornou um símbolo pra eles.

Mas a vida não lhe reservou só isso. Enquanto era soldado ela também precisava ser mulher, amante e, um pouco mais a frente, mãe. De 1832 a 1849 acompanharemos essa heroína por sua jornada e conheceremos as muitas faces daquela que ficou conhecida como Anita Garibaldi, uma heroína de dois mundos.

Minha Opinião

Ao ver a capa pensei que o livro era de não ficção, sendo um documentário sobre a vida dessa personalidade que foi Anita Garibaldi. Mas me enganei. O livro trata-se de uma romantização da história, trazendo o ponto de Ana e de seu amigo Miguel. E, de forma alguma fiquei decepcionada. Acho que a leveza que a história traz ajuda a imergir o leitor de forma positiva, mesmo havendo dúvidas sobre a veracidade daquilo que é contado enquanto sentimentos da protagonista.

A Revolução Farroupilha ou Guerra dos Farrapos é um fato histórico super importante para o Rio Grande do Sul e também para o Brasil. Foi quando, no meio dessa “peleia”, Giuseppe chega ao porto de Laguna, em Santa Catarina, que conhece Anita e logo se apaixona, mudando completamente a vida dela..

Na época casada, mas com o marido lutando pelo outro lado na guerra, ela sofre todos os preconceitos que poderiam ocorrer por ela ter um relacionamento fora do casamento. Porém, nada disso importa pra ela. Quando ela era ainda muito nova um homem a assediou. Isso somado ao fato de que gostariam que ela fosse um menino fez com que sua relação com o sexo oposto fosse complicada e, nunca acreditasse que poderia encontrar ao lado de um homem a felicidade plena.

Entretanto, quando começa a se relacionar com Garibaldi, tudo muda e ela se vê perdidamente apaixonada por ele e por uma causa, algo que ela sempre desejou. Desde criança Anita sempre ansiou por algo mais, por ser mais. Quando a revolução se apresenta a sua frente e ela tem a oportunidade de embarcar nessa jornada ao lado do homem que ama, Anita agarra com todas as forças.

“Sei que sou Anita, uma mulher feliz. E, se o mundo inteiro me chamar de vadia por isso, será pra mim motivo de grande orgulho.”

20160814_174054

Porém, novamente, não é algo fácil ser um soldado no meio de homens que acreditam que o lugar da mulher é em casa cuidando dos filhos. Ela então precisa provar para todos que lutam com Garibaldi que ela não é um prêmio que ele carrega em baixo do braço, mas sim uma igual para caminhar ao seu lado.

Sua força, coragem e destreza ao cavalgar e atirar logo ganha o respeito de todos. Com o tempo e com as lutas a maternidade bate a porta de Anita e ela se vê em uma situação completamente nova. Ela quer lutar, mas também quer que seus filhos cresçam saudáveis e em segurança. Seu gênio forte bate com o de Garibaldi e eles travam sua próprias lutas em meio à Revolução.

“Gosto de espaços infinitos. Não me incomoda estar sozinha.”

20160814_174038

Talvez pra mim a única coisa que não é satisfatória no livro é o fato de não sinalizar quem está falando no capítulo. Como a forma de narrativa também muda, Anita falando em primeira pessoa e Miguel falando para Anita, quase como se ela estivesse em sua frente, até eu me situar e entender a lógica que intercalava os capítulos, fiquei um pouco confusa.

Eu achei a narrativa do livro encantadora. A voz da protagonista é muito forte e o leitor é capaz de se relacionar com o que ela sente. A menina forte desde pequena, que gostava de travessuras e a aprender coisas de meninos desde sempre. Anita era feminista sem saber. Queria ser livre, conduzir sua própria vida e tomar suas próprias decisões. Porém nasceu em uma época onde isso não era apropriado para uma mulher, e teve uma adolescência infeliz ao lado de um homem que desprezava. Quando se rebelou e foi viver o grande amor de sua vida, que ia contra as regras da sociedade, foi ofendida e mal falada, mas seguiu em frente.

Com coragem e perseverança, Anita traçou seu caminho do Brasil à Itália, tendo seu nome conhecido e, posteriormente, cruzando o oceano para conhecer a terra do amado e lutar por lá outras batalhas. Das dificuldades de ser mulher à maternidade, das longas esperas à luta, de menina à mulher. Anita conquistou seu lugar na história por aquilo que inspirou nos outros, e pelo que tinha de sobra. Força e esperança.

Para os amantes da história ou para aqueles que se interessam em conhecer mais sobre Anita Garibaldi, eis aqui uma forma mais leve para isso acontecer. Essa história pode conter elementos da ficção, mas acredito que traz na essência um pedacinho da verdadeira Anita e tenho certeza que com tudo o que ela representa, será capaz de conquistar você.

4estrelas

20160814_173656

Romance histórico baseado na vida de Anita Garibaldi. Por força do destino, nasceu Ana, filha de uma família pobre, no sul de Santa Catarina. Por imposição, casou-se com um homem desprezível, ainda na adolescência. Por amor e sede de liberdade, tornou-se Anita e juntou-se aos farrapos no combate às forças imperiais. A menina que desafiava os costumes encontrou seu norte em Giuseppe Garibaldi – uma paixão arrebatadora que uniu dois mundos. Almas gêmeas no amor e na ideologia, Anita e o “pirata italiano” buscaram a liberdade do povo e encontraram lugar na História do Brasil e da Itália. Assim foi Anita Garibaldi – menina rebelde, mulher apaixonada, mãe de cinco filhos, soldado valente na luta contra a fome, o medo e o desânimo. E esta foi a história de Anita e Giuseppe – um amor que resistiu à opressão, atravessou o Atlântico e venceu todos os obstáculos, sempre iluminado pelas chamas da revolução.

 

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.
  • Lara Caroline

    Olá!
    Adoro suas resenhas, sempre fico super animada para ler cada livro. Esse livro parece ser muito bonito e inspirador, sempre gosto de ler sobre mulheres que fizeram história, ainda mais pelo fato de ela ter passado por todos esses preconceitos para ser aceita como ela era. Fiquei com vontade de ler este livro.

  • Daiele

    Tamirez eu tbm sou do Sul, um pouco acima de vc, haha. E eu lembro vagamente da Anita no tempo de escola, lembro de termos feito pequenos teatrinhos sobre essas guerras no sul e a de Farroupilha com certeza estava lá. Acho muito bacana a ideia desse livro, ainda mais por ser romantizado, fiquei muito curiosa e ja acrescentei na minha listinha de compras!

  • Nossa fiquei morrendo de vontade de ler. Confesso que na época que estudei sobre ela na escola, não liguei muito. Mas hoje tenho muito interesse de conhecer um pouco mais sobre a vida e a história de Anita.
    Adorei sua resenha, muito bem escrita e falada <3
    Beijinhos!
    Livros, Amor e Mais

  • Ilana Rafaely

    Como eu nunca tinha ouvido falar dessa mulher nas aulas de história ?????? Curto ler livros que fala sobre algum contexto histórico (principalmente guerra/ revoltas) porque é mais fácil para assimilar do que ver alguma aula sobre isso, por exemplo. E obras que tem personagem feminina forte me deixam mais animadas para ler e com toda certeza irei comprar esse livro para conhecer a vida da Anita Garibald.

  • Bruna Prata

    Eu fico sempre interessada para ler tudo que você indica, adoro suas resenhas. Obras com personagem feminina sempre me deixa animada, principalmente se ela for forte para os padrões estabelecidos.

  • Bárbara Branco

    Quando vemos mulheres da vida real tornando-se símbolos nacionais <3
    Eu prefiro versões romantizadas à biografias, então acho que eu me daria tão bem com o livro… Fiquei com muita vontade de ler

  • ADRIANA HOLANDA TAVARES

    Não conheço muito sobre a história dela não, sei apenas o básico porque acredito eu como sou do Nordeste vemos apenas por cima a história do Sul. Mas sei que ela foi um nome de peso na revolução Farroupilha, e lembro que por conta da minissérie também me chamou a atenção. Essa capa é linda demais, e fiquei aqui extremamente curiosa se é uma foto da mesma ou uma foto por aproximação de imagem. Gostei muito de ter sido romantizado. E esse fato de mudar o narrador também me atrapalha um pouco, mas quero demais ler!

  • viviane baptista

    Quando vi essa capa fiquei meio desmotivada, mas ao logo da resenha fui mudado de opiniao ja que me interesso muito por historia e para mim poder saber um pouco mais é sempre bom.