Batman: A Piada Mortal – Alan Moore & Brian Bolland

Batman a Piada mortal foi originalmente publicado em 1988 e continha grandes nomes, como Alan Moore, trabalhando no roteiro, Brian Bolland na arte e Richard Starkings como letrista. Ganhou em 2011 uma republicação aqui no Brasil pela Panini, em uma edição de luxo contando com um ótimo trabalho em capa dura.

Apesar de se tratar de uma HQ do Morcego, o cara da hora aqui é o Coringa, que com certeza é uns dos personagens mais emblemáticos do universo da DC. Este que não tem muita coisa revelada nas histórias do Batman, como é o caso outros personagens como Harvey Dent, o duas-caras. Do Coringa, nem o nome sabemos e tampouco o que o levou a loucura e insanidade, então a proposta dessa obra é apresentar um pouco do passado do vilão e responder algumas dessas perguntas.

Durante a trama vamos acompanhado duas linhas de tempo diferentes, uma com o coringa, que acaba de escapar do Asilo Arkham e está tentando provar sua teoria de que o que o separa do restante dos então bons cidadãos de Gothan. Em contra partida temos a segunda narrativa trazendo exatamente o homem antes do Coringa, um cara como qualquer outro em Gothan, um comediante frutado que está prestes a se tornar pai e acaba tomando decisões erradas.

Quanto ao Batman, ele se vê cada vez mais preocupado com o que o destino reserva a esse entrave entre ele e o Coringa, enquanto tenta capturar o maníaco e resgatar o comissário Gordon, que foi capturado pelo vilão junto com a filha, tentando se controlar para fazer valer a lei e provar que o palhaço está errado na sua teoria.

A HQ tem algumas cenas muito impactantes, até mesmo para os padrões de hoje e não podemos nos esquecer que se trata de uma história de 1988. A arte e traços utilizados para o palhaço conseguiram deixa-lo mais insano do que nunca. Conseguimos aqui ver algumas semelhanças entre o Coringa e o morcego, e o porque do palhaço ter essa fixação por ele.

Vale ressaltar que A Piada Mortal ganhou uma versão animada recentemente e quem faz a voz do Coringa não é nada mais nada menos que Mark Hamill (Luke Skywalker). Se você é fã do morcego e ainda não leu essa HQ, acho que você deveria dar uma chance porque é realmente uma obra incrível, tão incrível quanto ver o Batman, o cavaleiro das trevas, rir de uma piada.

35estrelasb

BATMAN: A PIADA MORTAL

Autor: Alan Moore e Brian Bolland

Editora: Panini

Ano de publicação: 2011

Um dia ruim.
É apenas isso que separa um homem são da loucura. Pelo menos segundo o Coringa, um dos maiores e mais conhecidos – se não o maior e mais conhecido – vilão do mundo dos quadrinhos. E ele quer provar o seu ponto de vista enlouquecendo ninguém menos que o principal aliado de seu maior inimigo: o Comissário Gordon. Cabe ao Cavaleiro das Trevas impedir.
O genial roteirista Alan Moore (Watchmen, V de Vingança) e o artista Brian Bolland (Camelot 3000) mergulharam na mente do Palhaço Psicótico e presentearam os fãs da nona arte com uma das melhores histórias já escritas sobre a origem do Coringa, analisando de forma definitiva sua relação com o Cavaleiro das Trevas e Gotham.
Brian Bolland é o astro da edição. Além de escrever o posfácio e nos presentear com uma aventura de oito páginas e esboços, o artista britânico fez questão de recolorir toda a história – que antes tinha cores de John Higgins – trazendo uma nova dimensão à obra e recriando completamente a atmosfera da HQ. Esta edição de luxo traz a íntegra de Batman: A Piada Mortal e ainda republica, como extra, a primeira história do Coringa.