Chapeuzinho Esfarrapado e outros contos feministas do folclore mundial – Ethel Johnston

Chapeuzinho Esfarrapado organizado por Ethel Johnston Phelps é um lançamento de 2016 da editora Seguinte.

chapeuzinho

Sobre o Livro

“Um conto onde a beleza física e os modos encantadores, não são a característica principal da Princesa.”

Chapeuzinho esfarrapado traz conto de diversos lugares do mundo, com um diferencial bem bacana: todos eles trazem mulheres fortes que não estão aguardando salvamento. Elas lutam lado a lado, também tem as respostas e sabem se virar. Suas histórias estão por ai a um tempo e agora é hora de conhece-las.


Minha Opinião

Esse é um livro de contos com a ideia de reunir histórias passadas por gerações dentro das famílias, de avó para neta, a fim de manter viva a cultura, os contos e as diversas essências femininas do mundo. A obra foi primeiramente publicada pela editora The Feminist Press, que apostou nesse título tão importante.

Ao ler as deliciosas histórias, descobrimos que o conceito de “empoderamento feminino” está presente em todas as culturas, milenarmente. Nada de princesinhas indefesas esperando serem salvas, mas sim meninas e mulheres que foram corajosas e se tornaram heroínas de suas próprias vidas.

download-1

O foco aqui e passar a mensagem de igualdade. Meninas e meninos podem fazer as mesmas coisas. Sendo esse fato passado ao leitor de forma leve e criativa. A maga dos “contos de fadas” está presente e além de entreter é um livro para ser absorvido em qualquer idade. Desde crianças menores tem algo aqui para aprender e podem tirar algo para levar pela vida. Afinal, trazemos na nossa lembrança até hoje as histórias da Disney que tanto ouvimos. Então por que não essas?

Os contos se passam em diferentes lugares: América do Sul, Europa, Ásia e Africa, por exemplo. Isso proporciona diversidade de narrativa e um amplo espectro. Por causa disso, crianças de diferentes culturas e locais podem encontrar aqui representação, assim como os adultos também.

“Não! – exclamou uma delas. – Nossos maridos disseram que não nos queriam mais. Não vamos deixar que nos alcancem nunca.”

Quem escreve o prefácio do livro é a autora de Se eu ficar Gayle Forman, ilustrações lindíssimas de Bárbara Malagoli e introdução de Ethel Phelps, além de vários textos de apoio que discorrem sobre cada uma das histórias apresentadas e sua importância.

Um dos contos que mais gostei foi  A filha do lorde e o filho do ferreiro. Ele conta a história de uma mulher que não quer viver o casamento arranjado que lhe propõem e sim ter o grande amor daquele que realmente conquistou seu coração, mesmo que isso vá contra as normas. Eu gostei muito de Valente, e acabei por relacionar ela com a Merida.

cymera_20161218_110403

Os contos são curtos e a leitura é super fluída e leve. Tanto para crianças como para adultos é uma leitura super positiva que vai levar o leitor a diversos lugares em histórias surpreendentes e cheias de pequenas lições e toques de magia. A edição está super fofa, bem como as ilustrações.

No momento atual, onde o assunto de empoderamento feminino está super em voga, um livro desses é um presente às leitoras que se interessam pelo assunto ou querem encontrar inspiração para encarar os problemas que nós mulheres enfrentamos. Certamente vale a pena.

chapeuzinho-esfarrapado-capa

5estrelasb

CHAPEUZINHO ESFARRAPADO E OUTROS CONTOS FEMINISTAS DO FOLCLORE MUNDIAL

Autor: Ethel Johnston

Editora: Seguinte

Ano de publicação: 2016

Quem disse que as mulheres nos contos de fadas são sempre donzelas indefesas, esperando para ser salvas pelo príncipe encantado? Esta coletânea reúne narrativas folclóricas do mundo inteiro — do Peru à África do Sul, da Escócia ao Japão — em que as mulheres são as heroínas das histórias e vencem os desafios com esforço, coragem e muita inteligência. Este livro é para todo mundo que não se identifica com as princesas típicas dos contos de fadas. É para garotas e garotos, para que todos possam aprender que as maiores virtudes de um herói não são exclusivas a um só gênero. Enriquecida com textos de apoio e ilustrações modernas, esta edição é uma fonte inestimável de heroínas multiculturais — e indispensável para qualquer estante.

É colaboradora do Resenhado sonhos
Carioca, escorpiana e futura contadora.
Amante de séries e livros, que nunca consegue ler ou assistir o suficiente.