Criaturas e Criadores – Raphael Draccon, Carolina Munhóz, Frini Georgakopoulos & Raphael Montes

Criaturas e Criadores – Histórias para noites de terror dos autores Raphael Draccon, Carolina Munhóz, Frini Georgakopoulos e Raphael Montes. Foi lançado pela Record em uma edição em capa dura em 2017.

Sobre o livro

Quatro contos cheios de terror e suspense em um único livro. Aqui encontraremos A Criatura de Raphael Draccon que apresentará a lenda de um ser que dizem habitar uma favela do Brasil. Por isso, a repórter Elizabeth, munida de sua câmera e muita coragem, decide entrevistar o médico Victor, que reside nessa favela e que esclarecerá os fatos estranhos que circundam esse lugar. Porém, não se engane com as aparências, o final será mais revelador que tudo que você já viu por aí. Já em o Conde de Ville de Carolina Munhóz, teremos outra Elisabeth, mas aqui ela é uma jovem escritora de temas de terror, que está passando por crises de criatividade. O que ela não sabe é que sua vida mudará completamente ao conhecer Vlad, um estrangeiro dono de um casa noturna muito peculiar e que carrega um segredo há anos.

“Elizabeth suspirou, saindo do estado letárgico que a informação causara. Aquilo era ouro. Uma placa de ouro. Doente, deturpado, sórdido, bizarro com certeza, mas, ainda assim, para alguém como ela, que se dedicava a observar e relatar o que acontecia no mundo, aquilo era original. O tipo de notícia que ninguém havia ido tão fundo para descobrir.”

Em Por trás da máscara de Frini Georgakopoulos desbravaremos a história da cantora Christine Daaé. Que retorna para se apresentar na reinauguração do teatro Ópera localizado no campus onde ela estudou e que foi palco de diversos eventos intrigantes. O camarote número 5 tem grande relevância para a jovem que possui grandes segredos do seu passado. A figura de um “Anjo da Música” paira sobre essa trama que pode ser muito mais perigosa do que aparenta. E, finalmente, Raphael Montes nos presenteia com O sorriso do homem mau. Aqui a figura de um prisioneiro sofre nas mãos de seu algoz por 20 anos que são marcados diariamente na sua pele. Quem são eles e quais as condições que os levaram a esse derradeiro momento?

Nesse livro você descobrirá que até as criaturas têm sentimentos, que um amor pode sobreviver durante várias vidas, que o perigo pode estar escondido onde menos esperamos e que a vingança pode ser muito lenta e dolorosa. Esses quatro contos incríveis não deixarão você dormir e tenha certeza que todas as histórias presentes aqui são dignas de noites de terror!


Minha opinião

Quatro histórias, de quatro autores brasileiros e recheadas de criaturas estranhas. Vocês não imaginam a minha felicidade ao constatar que, pela primeira vez, um livro de contos me deixou realmente apreensiva. E o melhor, é um livro com autores nacionais. É muito gratificante perceber a qualidade da escrita brasileira. Com uma capa dura linda, com cores vibrantes e com desenhos que acertaram o tema, adentramos em um mundo sobrenatural e sombrio. Onde criaturas que já são de conhecimento geral, ganham uma nova roupagem e histórias ainda mais pungentes. Aqui realmente temos histórias para noites de terror e se a sua noite não estava um terror, ela vai ficar.

O primeiro conto foi o que pensei que não seria tão bom quanto eu esperava. Pensava eu, do alto da minha ignorância, que essa seria apenas mais uma daquelas tramas que eu já estou cansada de ver. Mas a história vai evoluindo conforme as verdades vão saltando aos nossos olhos. Quando achamos que entendemos tudo, percebemos que não entendemos simplesmente nada. A narrativa é cheia de uma apreensão quase palpável no ar. Discussões são levantadas sobre moral, bem e mal, religião, ciência e política. Fica quase impossível escolher apenas um lado.

“Os dedos anulares e indicadores entraram pelos olhos do agente, estourando os glóbulos e explodindo sangue. Não satisfeito, eles se agarraram como garras na lateral do rosto, puxando-os de uma única vez e lhe rasgando a lateral da face.”

O segundo conto basicamente seguia os moldes do primeiro. De cara percebi que havia matado a charada. Porém, não esperava, que o final me deixasse tão em dúvida sobre os acontecimentos que marcaram o desenrolar da trama. Uma mulher que ama um monstro, que é capaz de tudo por ele, inclusive selar um destino tão doloroso. Histórias clássicas de sempre, mas com um toque especial que faz toda a diferença. Afora isso, uma ligação entre os dois primeiros contos foi um prato cheio para mim que amo referências.

Todo o meu amor por esse terceiro conto. Que história surpreendente. Eu não conseguia dar uma pausa na minha leitura, de tanto que fiquei submersa nessa narrativa e quis muito continuar sabendo sobre a história da jovem Christine, entender onde ela esteve durante todos os anos que ficou distante de sua antiga faculdade. Encantadora e com grande talento, ela vai chamar a atenção de muitos, inclusive de uma figura misteriosa que poderá ser um grande perigo. Aqui teremos o levantamento de questionamentos como relacionamentos abusivos e aquele eterno debate: isso é amor ou doença?

O último conto possui toda uma significância para mim. Há muito tempo, várias pessoas, me indicam livros do autor Raphael Montes. Destaco que apenas por falta de tempo e oportunidade que ainda não li algo dele, pois sempre me interessei pelos comentários que li por aí. Esse conto foi uma grande surpresa pra mim. Ouso dizer que está entre os meus preferidos de todos os tempos. Até onde uma pessoa vai para se vingar? O que ela é capaz de fazer? Do sofrimento podemos criar um monstro, sim. E é isso que o autor nos prova, com um final que eu jamais imaginei. 7.305 dias confinado. Imagine se fosse você? Enquanto lia, me dava uma grande agonia e necessidade de saber o motivo dessa atrocidade. Pensava se isso fosse comigo. Fiquei bem perturbada e apreensiva durante todo o texto. E muito satisfeita com o final.

“A mente humana tem a péssima mania de viajar para lugares obscuros, precipícios perigosos onde conhecemos o pior de nós mesmos.”

Todos os contos são muito bem escritos e arrematados no final. Comecei essa leitura não estando muito animada, mas acabei superando todas as expectativas e fiquei muito satisfeita com o que encontrei. Levantei questionamentos internos, fiquei surpresa com relevações inesperadas, vibrei quando algum personagem superava um obstáculo, fiquei apreensiva quando nem tudo saia como o esperado e comemorei quando um deles encontrava a salvação ou até uma forma de cobrar as maldades que sofreram. As histórias são maravilhosas e os autores incríveis. Não deixe de conferir essa releitura de monstros que já são conhecidos, mas que aqui adquiriram novos detalhes. Todos possuem um lado mau? É isso que você vai descobrir aqui.

thumb_livro

5estrelasB

CRIATURAS E CRIADORES

Autores: Raphael Draccon, Carolina Munhóz, Frini Georgakopoulos & Raphael Montes

Editora: Record

Ano de publicação: 2017

Clássicos do medo reinventados por quatro escritores brasileiros, para noites de sustos, terror e gritos. Quatro dos mais populares autores contemporâneas brasileiros, Raphael Draccon, Carolina Munhoz, Frini Georgakopoulos e Raphael Montes se uniram para reinventar os contos de terror clássicos. Frankenstein vive, e está numa favela do Rio. Rumores indicam que Drácula pode ser o dono de uma nova e badalada boate. Numa faculdade de artes, há uma lenda que diz que um fantasma ajuda belas jovens a cantar num teatro abandonado. Um mistério ronda a vida de um dentista e pai de família que está prestes a descobrir seu lado mais monstruoso. Quatro clássicos do medo reinventados por quatro escritores brasileiros para noites de sustos, terror e gritos.

É colaboradora do Resenhando Sonhos.
Natural de São Sepé, atualmente morando em Santa Maria.
Formada em Gestão da TI pela URCAMP e cursando Produção Editorial na UFSM.
Apaixonada por livros, Johnny Cash e cachorros.