(Des)Encanto – A nova série do criador de Os Simpsons


Se você nunca viu um episódio de Simpsons ou não conhece a série, que atire a primeira pedra! Depois de anos acompanhando as aventuras da família de Homer e seus amigos, Matt Groening traz à Netflix um novo projeto, com uma protagonista mulher em um universo fantástico. O quão empolgada fiquei eu? Muito.

Na história, que é comporta por 10 episódios, acompanhamos a história da Princesa Bean. Seu pai, o Rei, quer que ela se case para formar uma aliança, mas isso é a última coisa que ela quer. Com seu espírito livre, a garota quer poder fazer o que quiser, incluindo ficar bebendo até o raiar do dia em tavernas com gente comum, fazer apostas que vão colocar ela em maus lençóis e aprontar pegadinhas com que não deveria. Mas ela é uma Princesa e, “claramente”, esse não é o comportamento adequado.

Porém, tudo se agrava quando dois personagens acabam por se tornar seus principais aliados: um elfo e um demônio. Com essas duas criaturas, Bean vai viver muitas aventuras e se meter nas maiores encrencas, deixando seu pai com os cabelos em pé e sem saber o que fazer com a filha.

A série é maravilhosa? Não em sua totalidade. Me parece haver um problema de ritmo às vezes e algumas das temáticas trabalhadas ainda pendem pra um lado meio errado. Entretanto, acho que demos um bom passo aqui em direção a algo bacana e menos clichê em sua formatação.

A história brinca com os erros, os preconceitos e no fundo traz o questionamento sobre amadurecimento, encontrar o seu lugar no mundo e descobrir quem você realmente é no meio de tudo isso. De forma escrachada, com acontecimentos absurdos, em plena Idade das Trevas.

O plus, é que a série brinca com vários memes e situações do mundo. Na sua dublagem para português, várias coisas relacionadas a nossa cultura da internet foram acrescentadas, fazendo com que todo mundo se divirta e valha a pena conferir a tradução. Eu que sempre prefiro a versão legendada acabei me rendendo e tenho dado boas risadas.

Vale a pena ressaltar porém, que houve pouco espaço pro universo ser desenvolvido e temos um foco muito central na protagonista que impede a expansão do mundo. Como estamos falando aqui de algo completamente novo e cheio de possibilidade, fiquei com a sensação de essa primeira temporada foi quase como “um episódio”. Mas, mesmo assim, a expectativa que marca é que gostaria de ver muito mais de Bean, suas travessuras e esse lugar onde elas estão acontecendo.

Os episódios são curtos e são uma boa pedida pra descontrair sem muito comprometimento. A primeira temporada está disponível no Netflix e vale a pena dar uma olhada :D

(DES)ENCANTO

Criado por: Matt Groening

Com: Abbi Jacobson, Nat Faxon, Eric André

Ano de lançamento: 2018

Bean (Abbi Jacobson) é uma princesa alcoólatra que vive no reino mágico de Dreamland ao lado de Luci (Eric Andre), seu demônio pessoal, e de Elfo (Nat Faxon), seu melhor amigo. Além dos problemas com a bebida, essa jovem da realeza está disposta, juntamente com sua turminha, a viver as mais inusitadas aventuras, nem que para isso tenha que encarar terríveis ogros ou tolos humanos.

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.