Dez Formas de Fazer Um Coração se Derreter – Sarah Maclean

Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter é o segundo livro da trilogia Os Números do Amor da autora Sarah MacLean. Publicado no Brasil pela editora Arqueiro em 2016.

Sobre o livro

Em dez formas de fazer um coração se derreter, conhecemos Isabel, que não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar da pose de dama, ela é uma jovem astuta que administra a propriedade, cavalga e cria o irmão. Porém tudo isso acontece em segredo, sem que ninguém perceba que não há um homem a frente de tudo.

“O que seria preciso para desvendar aqueles segredos? Para fazê-la baixar a guarda?”

dez-formas-1-e1477583511612rt

Para seu pai estava tudo bem, afinal ele nunca quis ter essas responsabilidade. Entretanto, quando o pai morre a jovem terá uma batalha a travar, já que um tutor será inserido na jogada. Para tal ela decide vender o que herdou e é quando conhece o lorde Nicholas St. John, um especialista em antiguidades que recentemente chegou ao local. Ele é um solteirão convicto e partiu de Londres exatamente para fugir de todas as jovens que o elegeram um partido imperdível.

Não demora muito até que um note no outro algo único e as barreiras que cada um tem ao seu redor comecem a balançar. A jovem misteriosa e o homem que não quer se envolver. Quanto tempo esse estigma vai durar?


Minha opinião

Esse é o segundo volume da série Números do Amor. No primeiro livro Sarah apostou numa protagonista diferenciada e um cavalheiro pra lá de interessante. Aqui a fórmula dá uma repetida em algumas coisas, mas a autora também arrisca na hora de formar o “caráter” de sua protagonista, dando a Isabel, filha de um conde com reputação um tanto quanto questionável, um ar diferenciado.

A protagonista  mostra que é capaz de se cuidar e não quer depender de ninguém, tanto emocionalmente quanto financeiramente. É por isso que ela tenta manter as aparências na Casa de Minerva, respondendo a cartas como se fosse o conde, negociando com fornecedores quando necessário e consertando telhados cheios de goteira quando preciso. Além disso, ela tenta se manter longe de relacionamentos, pois o casamento fadado a tristeza de seus pais acabou por deixá-la desesperançosa com relação ao amor. Já Nick é um homem incomum se levarmos em consideração os cavalheiros donos de um título. Ele tem um enorme coração e um fraco por donzelas em perigo, uma característica que com frequência o coloca em confusão. Dono de um passado misterioso,  ele se deixa envolver pela curiosidade acerca não só de Isabel e do seu jeito que é ao mesmo tempo avoado e assertivo, mas também sobre todo o suspense que ronda aquela propriedade e seus habitantes.

dez-formas

Uma das características da escrita da autora que mais gosto é a maneira em que sempre coloca o maior foco e importância da história nas suas protagonistas.  Elas são bastante empoderadas e é mais comum encontrar em seus livros mocinhas que de alguma maneira tomam as rédeas da própria vida, do que aquelas damas que precisam andar com sais anti desmaio na bolsa. Além disso, Sarah MacLean sabe muito bem como escrever cenas mais quentes, usando-as sempre como um artifício para deixar a trama mais sensual e envolvente, mas nunca como subterfúgio para tirar o foco  do que é mais importante: a aventura, o desenvolvimento dos personagens, a conquista e o romance como um todo.

“O coração dela deu um salto ao ouvir as palavras. Ele estava preocupado com ela. E Isabel soube naquele momento, que aquele homem — tão cheio de consideração mesmo naquele momento em que ela não conseguia pensar em nada além da sensação dele contra ela — nunca quisera seu mal.”

É impossível não mencionar os personagens secundários e o quanto eles são relevantes para a trama com suas participações, sejam elas em qualquer âmbito. Rock, o braço direito de Nick; James, irmão mais novo de Isabel e todas as mulheres que habitam a Casa de Minerva.

Sobre a edição, sigo gostando bastante das capas da série e acho que combinam super bem com a história, que é cativante e divertida, nos dando razões para amar ainda mais esses livros. E, é claro que se você leu o primeiro livro, precisa dar continuação e pegar esse livro. Há independência aqui, mas também há surpresas para quem está acompanhando livro a livro. 35estrelasb

thumb_livro

4estrelasb

DEZ FORMAS DE FAZER UM CORAÇÃO SE DERRETER

Autor: Sarah Maclean

Editora: Arqueiro

Ano de publicação: 2016

Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.
Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.
Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.
Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.

É colaboradora do Resenhado sonhos
Carioca, escorpiana e futura contadora.
Amante de séries e livros, que nunca consegue ler ou assistir o suficiente.

  • Lara Caroline

    Oi Fernanda, tudo bem?
    Eu não sou fã de romances, mas gosto bastante de romances de época. Talvez seja pelo tempo que se passam a histórias e tals. Mas ultimamente parece que todos os livros estão seguindo a mesma “receita” e ta ficando meio chato. Esse livro tem uma premissa boa, espero me surpreender.
    Beijos

  • Claudia Mester

    Oi meninas, tudo bem? Passei apenas para dizer que gosto muito do jeito que vocês escrevem. Parabéns. O blog tá show!

  • Bruna Prata

    Quanto mais eu leio sobre a série Os Números do Amor, mais vontade de lê-la eu tenho. Essa mocinha me parece diferente das mocinhas que estou habituada a encontrar nesse meio de época. Estou ficando cada vez mais curiosa sobre esses livros.

  • Alison de Jesus

    Gostei do livro por se tratar de uma protagonista forte e independente,mas a trama em si não me chama muita atenção como aconteceu com o volume anterior.Beijos.

  • Daiele

    Oi Fernanda!
    Gostei bastante dessa resenha. Adorei a protagonista e agora sim, fiquei com bastante vontade de ler a série. Gosto de personalidades fortes, e de personagens que nao ligam para sociedade e sim para o bem familiar, acho que será uma leitura bastante proveitosa.
    Com certeza quero ler, o mais bacana é que a ´serie nao parece seguir uma “sequencia” assim, fica mais facil para “nao perder nada” hehe

  • Marta Izabel

    Oi, Fernanda!!
    Adoro romances de época!! Estou gostando muito dessa trilogia, adorei o primeiro livro e sem dúvida esse segundo e muito bom também!! A resenha ficou maravilhosa!! Já estou ansiosa para começar esse leitura!!
    Beijoss

  • Gislaine Lopes

    Oi Fernanda,
    Logo logo, começarei a ler romances de época e esta série está na minha lista. Gosto de ver que a autora criou uma protagonista forte e determinada, que sozinha terá que lutar por seus direitos e de seu irmão, que irá assumir um papel de mulher independente e, ainda assim, representar o papel de uma dama delicada para a sociedade.
    Esta edição, assim como, a do primeiro volume da série, está linda!!