Dica de anime: Death Note

Death-Note

Death Note é uma série de mangás escrita por Tsugumi Ohba e ilustrada por Takeshi Obata. A história foi adaptada em uma série de televisão de anime produzida pela Madhouse e dirigida por Tetsurō Araki, ela possui 37 episódios e foi exibida pela primeira vez no Japão em 2006. No Brasil ela foi exibida em 2009.

A história gira em torno de um estudante do ensino médio: Light Yagami. Um adolescente extremamente inteligente e isolado, que leva a vida de maneira apática e voltada para os estudos e questionamentos sobre o ser humano e a vida. Certo dia ele encontra um caderno sobrenatural chamado “Death Note”, no qual pode matar pessoas se os nomes forem escritos nele enquanto o portador visualizar mentalmente o rosto de alguém que quer assassinar. 

Em um primeiro momento Light não acredita no que está acontecendo, mas após comprovar que o caderno realmente funciona, ele dá início a uma tentativa de eliminar todos os criminosos e criar um mundo onde não exista o mal. O que o jovem estudante não sabe é que juntamente com o caderno ele ganhou a companhia do seu dono, um shinigami, que seria um Deus da morte, chamado Ryuk. Um ser estranho que possui um visual bem diferente e uma adoração por maçãs.

Totalmente compenetrado em levar seu plano adiante, Light vê-se frustrado ao encontrar um inimigo a sua altura. Um famoso detetive, que ninguém conhece a identidade, e é chamado apenas de L. A partir daí trava-se uma batalha de mentes brilhantes e um jogo de gato e rato onde cada um tenta fazer uma jogada mais inteligente que o outra. Conforme a série se desenvolve mais pessoas chegam para atrapalhar ou juntarem-se aos planos de Light. Cheio de reviravoltas e revelações surpreendentes, Death Note é um anime que acima de tudo leva o espectador a repensar temas polêmicos.


Impressões sobre o anime

ryuk death note

Mais uma vez me vi dividida quanto as intenções dos personagens e o meu afeto por eles. Ao mesmo tempo que amo encontrar personagens marcantes, com uma forte personalidade e inteligência aguçada, também fico desconcertada ao perceber que estou torcendo pelo vilão da história.

Light é um personagem conflitante. Apesar de toda a pose de quem não se importa com nada, ele conquistou a minha admiração pela sua inteligência e confiança. Cada jogada que ele faz tentando vencer o seu oponente é totalmente ousada e acertada. É quase como estarmos assistindo a um jogo de xadrez, onde cada jogador faz a sua jogada e já sabe o movimento que o outro fará em seguida. Nesse jogo de mentes entre qual dos dois é o mais perspicaz, observamos que a amizade pode nascer entre dois oponentes que passam a ter um respeito mútuo pelo intelecto um do outro.

E como não falar do responsável pelas minha gargalhadas durante o anime? Ryuk é meu shinigami preferido. Engraçado e totalmente “nem aí” para todos, ele sempre me deu a impressão de estar escondendo algo e acredito que nunca entendi qual foi a sua verdadeira relação com Light. Ainda não consegui decidir se havia uma amizade ali ou se ele realmente não se importava com o jovem garoto. E, me julgue, mas Misa Amane foi uma das minhas preferidas no anime também. Admito que ela tomava algumas atitudes inconsequentes e a sua devoção ao Light era exagerada, mas tudo que ela fazia era com tanto amor e intenção de estar agradando o seu “príncipe” que por muitas vezes sentia pena dela. Apesar de tudo que ela fez, considero Misa uma pessoa inocente. E essa inocência acabou servindo para que pessoas tirassem proveito dela.

Além de todos os ensinamentos e dúvidas que são postas na frente dos personagens e de nós, espectadores, sobre a velha teoria do olho por olho, dente por dente, também sentimos uma forte crítica da série sobre o que é certo e errado, sobre o que é bom ou ruim. O anime levanta diversas questões polêmicas, que estão sempre em pauta no mundo atual. Ao apresentar tudo acontecendo de forma tão rápida, entendemos também os desdobramentos que seriam resultantes se isso realmente acontecesse algum dia. Death Note é para quem gosta de sair da sua zona de conforto e questionar o mundo, os seres humanos e as suas atitudes.


Adaptação

Produzido pela Netflix, esse live-action norte-americano está causando grande alvoroço. Grandes e contrastantes são as opiniões acerca da adaptação. Alguns fãs afirmam que será terrível, outros acreditam que existem grandes possibilidades de vir algo bom por aí. Eu prefiro esperar e ver. Nunca será possível fazer algo a altura do anime, mas resolvi dar uma chance para o que será apresentado antes de me manifestar. O elenco conta com o ator Nat Wolff como Light Yagami, Willem Dafoe como Ryuk e Keith Stanfield como L. A previsão de lançamento é para 25 de agosto e desde já estou ansiosa para ver os resultados.

death note2

 

É colaboradora do Resenhando Sonhos.
Natural de São Sepé, atualmente morando em Santa Maria.
Formada em Gestão da TI pela URCAMP e cursando Produção Editorial na UFSM.
Apaixonada por livros, Johnny Cash e cachorros.