Elevador 16 – Rodrigo de Oliveira

Elevador 16 é uma história presente na série As Crônicas dos Mortos do autor brasileiro Rodrigo de Oliveira. Ele foi lançado em 2016 pela Faro Editorial.

Sobre o livro

O ano é 2018. Depois de muita espera a população respira aliviada ao descobrir que o planeta Absinto, muito maior que a terra e que ameaçava colidir com ela, mudou sua rota. O dia que ele será visível finalmente chega e muitos saíram às ruas para comemorar. Exceto Mariana Fernandes. A jovem analista de testes, com seus 24 anos, está trabalhando junto com outros colegas, mesmo sendo um sábado. Acontece que eles precisam entregar um projeto importante e o tempo para isso está acabando. A correria é tanta que ela nem lembra da importância desse dia, que mudará sua vida.

“Estavam todos tão atarefados que quase ninguém lembrava de que aquela era uma data importante. Enfim, o dia mais aguardado do último ano chegara. O dia em que Absinto, o Planeta Vermelho, estaria no seu ponto mais próximo à Terra e produziria um espetáculo visual sem precedentes.”

Não bastasse todos os problemas que ela está enfrentando, a jovem acabou de descobrir que está grávida do namorado Raul, que também trabalha com ela. Ela fica apavorada por ser jovem, estar começar a construir a sua carreira e por manter um relacionamento conturbado com aquele que será o pai de seu filho. Tudo indica que esse namoro não durará e ela não sabe como falar sobre a sua gravidez. Ela está completamente perdida. Mariana mal sabia que o maior de seus problemas estava apenas começando e faria os outros parecerem minúsculos.

Com um ritmo alucinante e cheio de ação. Veremos Mariana enfrentar os maiores dos seus medos em busca de salvação. Ela contará com a ajuda dos amigos e colegas de trabalho, mas terá o seu derradeiro confronto final. Um elevador com 16 pessoas. Quem sairá vivo? 


Minha opinião

Com apenas 60 páginas, aqui conheceremos a história de Mariana, que terá um importante papel a partir do terceiro livro da série. A jovem passou por diversas provações antes de encontrar o grupo de sobreviventes do Condomínio Colinas. Achei interessante ter uma história sobre ela, apesar de não ser tão elaborada assim e nem muito original, já que ela será muito decisiva no final da história. No último livro terminamos sabendo que essa mulher será uma das esperanças da humanidade.

Confesso que não sei muito bem o que falar dessa história. Ela é curta e cheia de ação, mas peca pela falta de originalidade. Esses detalhes poderiam ser inseridos em outros livros, sem a necessidade do lançamento exclusivo desse para contá-la. Repito: a história dela é interessante, mas não precisaria de um volume único. Aqui basicamente acompanhamos o desenrolar de um filme de zumbis. Pessoas presas em um lugar quando o surto tem início, a confusão por não entender o que está acontecendo com os seus amigos e a corrida por uma salvação, tudo isso cheio de perdas onde apenas um poderá sobreviver.

“Todos ficaram mais quietos, pensativos… estranhos. Todos estavam prestes a presenciar algo que nenhum ser humano poderia criar, nem mesmo em histórias de horror.”

O interessante é saber que é uma história concomitante ao primeiro livro. Veremos o apocalipse zumbi pelos olhos de outros sobreviventes. Como estávamos acostumados com a visão de Ivan e sua família, não imaginamos como outras pessoas receberam esse terrível evento. A complexidade dos eventos que eles vivenciam são a chave que faltava para que levantemos os mesmos questionamentos de sempre. Como eu agiria se fosse comigo? Como você agiria?

Observaremos tudo aquilo que aconteceu quando os zumbis eram o menor dos problemas. É quase engraçado ver a preocupação desse primeiro grupo com uma praga que ainda nem começou a se espalhar. Quando o maior inimigo da humanidade ainda não estava presente. Eles ainda correm pelas suas vidas, sem imaginar o que enfrentarão pela sua sobrevivência.

“Os olhos. Todos os olhos. Estavam completamente brancos.”

A busca por suas vidas têm início. Dezesseis pessoas estavam presas em um elevador quando tudo começou a mudar. Como elas conseguirão escapar disso? E se escapar, para onde elas vão? O prédio parece estar tomado por essas feras irracionais que não medem esforços para atacar. O pânico já tomou conta dos sobreviventes. O que nos resta é observarmos como meros espectadores o desenrolar dessa trama.

Mariana mostra-se outra vez brava e destemida. Ela usa de sua inteligência para driblar os problemas e levar junto com ela aqueles com quem se importa. Sem nunca esquecer que está carregando uma vida inocente. Mas como será a vida após essa criança nascer? Esse não é um livro necessário para completar a série As Crônicas dos Mortos, ele é apenas um complemento. Você não perderá muita coisa se deixá-lo de lado.

Aqui você encontrará transcrito em poucas páginas, um filme de terror típico de zumbis e de uma hora e meia. É claro que sabemos que os infortúnios da jovem estão apenas começando, pois iremos encontrá-la nos outros livros, mas basicamente temos uma história com início, meio e fim. Quem não conhece, pode se divertir com essa leitura rápida. Se você também quer um pouco disso, não deixe de ler essa rápida história.

thumb_livro

3estrelasB

ELEVADOR 16

Autor: Rodrigo de Oliveira

Editora: Faro Editorial

Ano de publicação: 2016

Estamos em 2017.
Cientistas descobrem um planeta vermelho em rota de colisão com a Terra. Depois de muito pânico nos quatro cantos do mundo, eles asseguram que passaria a uma distancia segura. E todos ficam tranquilos acreditando que nada iria acontecer… Mas não podiam estar mais enganados. No dia em que o planeta estaria mais visível, enquanto todo mundo se preparava para observar o fenômeno a olho nu, um grupo seguia para um compromisso chato: trabalhar num sábado na empresa de processamento de dados, pois estavam com muitos projetos atrasados. Na hora do almoço, 16 pessoas entram no elevador… mas ele pára entre dois andares. As comunicações não funcionam, nem alarmes, nem celulares, ninguém aparece para ajudar. E eles não sabem que, em todo o mundo, algo muito estranho aconteceu. Em poucos segundos, 10 pessoas caem num surto coletivo, como que desmaiadas. Entre o desespero, tentativas de busca por ajuda, um deles começa a abrir os olhos, mas eram olhos vazios, olhos do mal… Este livro conta uma história que ocorre no exato momento em que o nosso mundo se transforma. Traz personagens que vivem o intenso evento cósmico que mudaria a Terra para sempre.

É colaboradora do Resenhando Sonhos.
Natural de São Sepé, atualmente morando em Santa Maria.
Formada em Gestão da TI pela URCAMP e cursando Produção Editorial na UFSM.
Apaixonada por livros, Johnny Cash e cachorros.