fbpx

Encontrada Até Quinta – Catherine Bybee

Encontrada Até Quinta é o sétimo e último livro da série Noivas da Semana, da autora Catherine Bybee. A publicação é de 2018 pela editora Verus.

Sobre o Livro

Gabriella Masini passou por maus bocados. Traída da pior maneira que se pode imaginar, teve seu coração despedaçado e seus sonhos românticos transformados em um pesadelo  mortal. É claro que ela não se recuperou do trauma, mas continuar vivendo na ilha do irmão, longe de todas as possibilidades que teria uma jovem da sua idade já não é mais uma opção. Ela vê na Alliance a possibilidade de se erguer enquanto profissional e de reconstruir enquanto mulher, e por isso ela mergulha de cabeça no trabalho de unir pessoas. Aos poucos ela vai se fortalecendo, endurecendo, e se transformando em uma mulher capaz de qualquer coisa para se sentir inteira novamente.

“Era estranho como as tragédias e os obstáculos sempre resultavam em duas opções: ou matavam, ou fortaleciam.”

Hunter Blackwell é um milionário bad boy daqueles que tem nas mãos tudo o que quer. Acostumado a ter seus desejos atendidos sem precisar pedis duas vezes, percebe que está no tipo de situação em que nem todo o seu charme e poder de sedução serão capazes de ajudá-lo. Mas ele tem contatos, e é assim que chega até a Alliance. É claro que se tornar cliente da agência é exatamente o que ele precisa, tendo em vista que um casamento temporário seria a solução ideal. Mas ele esconde segredos e sabe que informações deste tipo tornam pessoas vulneráveis. É por isso que, quando percebe que talvez não posso utilizar os serviços da Alliance como queria ele ativa o modo Bad Boy e mostra que caso Gabriella não mude de ideia, ela também terá muito a perder.

Aqui não tem príncipe encantado, nem princesa permissiva que só sabe bater os cílios. No desfecho desta série o leitor vai encontrar personagens malcriados, mal humorados, mal intencionados, mas que no fundo têm um coração de ouro e que fazem de tudo para se redimir de qualquer besteira que tenham cometido. O livro encerra de maneira muito digna a viagem entre a história de sete casais, e deixa aquele gostinho de quero mais que só encontramos nos livros que são capazes de cativar um lugar em nosso coração.


Minha Opinião

Esperei bem ansiosamente por este final, e já aviso que teremos alguns spoilers do livro anterior. Quem acompanha a série, sabe que o sexto livro foi bem tenso, e que a Gabi sofreu demais; então fiquei muito curiosa para saber como a autoria trabalharia a história dela. Aqui começamos com a protagonista mais independente, já tentando andar com as próprias pernas e sem a proteção do irmão. Ela merecia isso, e como não poderia deixar de ser passou a trabalhar na Alliance (afinal, TODAS as protagonistas desta série trabalharam na empresa e me parece que ela é o próprio Santo Antônio).

Cada uma das meninas que trabalhou ali mostrou uma personalidade, cada uma teve um estilo de criação e vivenciou situações que impactaram nas suas colocações nas histórias e aqui não podia ser diferente. Ela foi enganada pelo noivo, traída, usada, abusada, drogada, enfim, passou por maus bocados tudo pela ganância do cara e por conta dos negócios escusos nos quais ele estava envolvido. A gente sabe que esse tipo de vivência deixa marcas, e com a Gabi não foi diferente.

“Viver um dia de cada vez fora seu objetivo desde que deixara a Flórida. Talvez fosse hora de começar a viver de novo.”

É claro que ela perdeu totalmente a confiança nos homens no que diz respeito aos romance, e esse foi o primeiro desafio da autora aqui: colocar uma protagonista de romance erótico desiludia com o amor na posição de enfrentar seus demônios e decidir se quer final feliz ou não. Esse enfrentamento veio na forma de Hunter, o típico bad boy podre de rico. Confesso que quando me deparei com essa proposta de personagem já murchei um pouco, porque a série veio seguindo num ritmo de mocinhos amorzinhos, protetores, lordes… E daí no final me jogam um cara arrogante e mimado no colo? Pensei que ia dar ruim. Quando ele coloca na cabeça que vai casar é com Gabi e começa a chantageá-la para que isso aconteça, o desgosto cresce ainda mais.

Mas a Catherine Bybee provou por seis vezes que sabe o que faz, e começou a mostrar que toda aquela capa de moço mau na verdade esconde um coração bonzinho lá no fundo. Enquanto ele vai mostrando esse lado, Gabi passa a deixar as unhas cada vez mais de fora, e a partir deste ponto o termo como Cão e Gato nunca fez tanto sentido. É claro que eles não poderiam simplesmente perceber que foram feitos um para o outro. Tem o segredo dele, tem o passado dela, e tem a primeira consequência da união destes dois: os bandidos que aparecem e começam a aprontar e atentar contra a vida de Gabi.

Começa então uma corrida contra o tempo: eles precisam ficar em segurança, descobrir o que está acontecendo, encontrar meios de lidar com tudo, neutralizar o perigo para só então seguir em frente. É aqui que Neil MacBain (Noiva até Sexta) e Rick Evans (Conquistada até Terça) entram em ação. Os ex-militares sempre aparecem quando alguém precisa resolver algum problema ou quando algum integrante do círculo de amigos está em perigo e aqui não poderia ser diferente. Então é claro que a gente tem um gostoso – e frenético – reencontro com os outros personagens; eu não esperaria menos em um livro de conclusão.

A segunda consequência da união entre Gabi e Hunter a gente já sabe, é o amor que vai surgindo e se transforma naquele sentimento avassalador, capaz de juntar os caquinhos do coração dela e de mostrar para ele que existe muito o que o dinheiro não é capaz de comprar. A história de superação e amadurecimento dos dois é bem bonita de se acompanhar,  a química é inegável e as cenas eróticas bem colocadas, pontos que considero importantes em livros do gênero. Mas o que mais marcou nesta obra e na série como um todo, foi que o amor fraternal, a amizade, a resiliência e o bom humor estavam sempre em evidência. Essa é uma série erótica, mas não é só sexo que o leitor vai encontrar aqui, e esse ponto a transformou em uma das minhas queridinhas. Aquele tipo de leitura que recomendo para quem quer ter o primeiro contato o gênero, para quem quer iniciar uma série – o fato dela estar terminada conta muitos ponto a favor – ou simplesmente para quem quer livros curtinhos e gostosos de ler. Posso fazer uma confissão? Já estou com saudades.

ENCONTRADA ATÉ QUINTA

Autor: Catherine Bybee

Editora: Verus

Ano de publicação: 2017

O sétimo livro da série Noivas da Semana. Gabriella Masini: assombrada pelo passado, com as cicatrizes que não a deixam esquecer, Gabi acredita que contos de fadas acontecem com outras pessoas, não com ela. Trabalhando na Alliance, a agência de casamentos de elite, ela é ótima com números, mas não consegue somar dois mais dois quando se trata de seu último cliente: um bilionário bad boy com seus próprios segredos. Quando Gabi se recusa a ser sua esposa temporária, Hunter faz uma oferta que ela não pode recusar. Mas o casamento com um homem como ele nunca poderia dar certo… ou poderia? Hunter Blackwell: apenas sua conta bancária é maior que sua habilidade para conseguir o que quer. Ele tem uma razão secreta para querer se casar, pelo menos por um tempo — e acha que a sensual e atrevida Gabi é perfeita para o papel. Mas, quando o casamento de conveniência se torna perigoso, Hunter deve decidir até onde iria para cumprir a promessa de honrar e proteger Gabi para sempre.

Uma leitora frenética e inquieta, apaixonada por histórias fantásticas e com uma tendência a se deliciar com romances água com açúcar. Viciada em fotografias e gatos, é uma apreciadora das pequenas coisas e costuma ver beleza até onde não há.