#EspecialPoe – O Poço e o Pêndulo

O Poço e o Pêndulo é um conto escrito por Edgar Allan Poe e publicado em 1842. O título já teve diversas adaptações e, sendo um dos mais famosos do autor, sempre está presente nas coletâneas que são lançadas regularmente com sua obra.

A história começa narrando o julgamento de um homem que está sendo analisado pela inquisição em um período sombrio. Após esse primeiro momento, condenado, ele é jogado em um calabouço, completamente no escuro, e lá sofrerá diversas torturas, físicas e psicológicas. Dentre as coisas que ele encontrará nesse lugar, em suas tentativas de desvendar a situação e o terreno é um poço e, mais tarde, um pêndulo. Ambos instrumentos que farão sua mente vagar pelos mais diversos pensamentos, enquanto tenta se manter são em busca de uma saída inexistente em sua situação.

Aqui, como em quase todas as obras do autor, não encontramos um terror assustador pela surpresa ou medo, mas sim pela situação tortuosa e psicológica em que esse ser humano é posicionado. A sanidade dele é testada conforme o seu período no calabouço passa, e o leitor se prende junto ao personagem para tentar encontrar formas de resolver um problema de onde não há saída.

É uma peça que transmite agonia e desespero enquanto vemos o homem sem saída, sem que possamos fazer nada em relação a história. E, essa entre muitas, é uma das armas que Poe usa em algumas das suas construções. Situações onde a impotência do leitor também faz parte da trama central, pois é como se estivéssemos lá, e assistíssemos aquilo através de um vidro ou de uma câmera.

Eu já li esse conto duas vezes e digo que é possível captar nuances diferentes em cada leitura. Não é uma leitura difícil ou muito rebuscada, como às vezes é possível se tornar em outros títulos, então, pode ser usada para introdução ao autor. Outro que recomendo bastante e que também já foi falado por aqui é O Gato Preto, que recentemente ganhou inclusive uma edição em quadrinhos, retratando a história com um olhar diferente.

Se você já leu o conto, conta o que você achou aqui embaixo nos comentários ;)

 

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.