fbpx

EVENTO | LER Salão Carioca do Livro

O “LER” está acontecendo entre os dias 17 e 20 no Rio de Janeiro. O evento aproveitou o local da Biblioteca Parque Estadual, fechada por falta de recursos do Governo Estadual há alguns meses. Assim, o espaço já estava pronto e é interessante observar como o evento explorou a condição real de uma biblioteca que estava fechada e está trazendo as pessoas de volta para ela. Como absolutamente todas as atividades são gratuitas e acontecendo no centro da cidade, já ficou claro que a ideia do evento é ser um “Festival do leitor”, dando espaço para todo tipo de leitor, escritor e gênero literário.

Estandes de livrarias, editoras e autores independentes

Essa ideia claramente pode ser observada nos estandes que, embora também contenham obras de grandes editoras, tem como foco expor editoras menores, livrarias independentes ,e até autores independentes tem espaço para apresentar a si mesmos e a seus trabalhos. Forma um ambiente muito interessante onde temos a oportunidade de conhecer aqueles que lutam para produzir material original em um mercado que nem sempre os valoriza como seria devido. Além disso, deixa bem claro que gente produzindo material de qualidade tem muito, o problema é o acesso, pois as grandes livrarias e editoras acabam, de uma forma ou de outra, dominando o mercado.

Também é possível, em alguns estandes, encontrar promoções interessantes, além de todos os últimos lançamentos das dezenas de autores que passarão pelo evento nestes quatro dias.

Debates com autores

Um dos grandes destaques do evento é sem dúvida o grande número de debates ocorrendo simultaneamente em diversos espaços e tratando de todo tipo de tema. O café do livro, por ser localizado em um auditório, acaba comportando os principais encontros, pois dá vazão a um número maior de pessoas, mas circulando pela LER percebemos que há conversas acontecendo para todos os lados sobre todo tipo de aspectos que rodeiam a literatura. Em um espaço estará acontecendo uma discussão sobre o samba, em outro sobre crise e literatura, enquanto em outro você pode participar de uma discussão acerca de novas tendências no mundo dos quadrinhos.

Acaba sendo, de fato, uma oportunidade única de se envolver em debates interessantes e, ao mesmo tempo, acompanhar melhor as tendências do mercado editorial brasileiro, além de poder ter um contato direto com esses autores, sem barreiras. Facilmente você poderá sentar ao lado de um deles nos food trucks ou no café e continuar as conversas iniciadas em debates e mesas de autógrafo.

Cursos e workshops

Além dos encontros com autores, o evento também abriu suas portas para profissionais do mercado nas mais diversas áreas, assim como contadores de histórias nos mais diversos campos, para trocar ideias sobre uma série de questões. Temos desde de workshops de roteiro de quadrinhos a palestras sobre como surgiu e como funciona hoje o mercado dos e-books, passando por oficinas de escrita criativa e conversas com quem começou no independente e hoje é um nome mais consolidado no mercado. Para quem, além de leitor, também é escritor ou está envolvido, de alguma outra forma, com o mercado editorial, é um espaço bastante interessante de ser aberto.

Exposições

Além de fazer o leitor respirar literatura, o evento também traz exposições e intervenções artísticas que dão todo um clima interessante. Essa, em particular, recria grandes quadros e até personagens da literatura com materiais reciclados, desde caixas de remédios a pedaços de tecidos.

Hoje, domingo, é o último dia do evento que acontece anualmente no Rio de Janeiro. Então se você ainda não sabe como aproveitar sua tarde, passe por lá. Ou, se acabou descobrindo só agora sobre o LER, já marque na agenda para comparecer em uma próxima edição.

 

Escritora, mestre em Filosofia, mas, acima de tudo, apaixonada por livros. Carioca com preguiça de praia, gosta mesmo de uma tarde aconchegante na companhia de um livro e uma caneca de chá gigantesca.