Fúria Vermelha – Pierce Brown

Fúria Vermelha é o primeiro livro da trilogia Red Rising, do autor Pierce Brown. Ele foi publicado aqui no Brasil em 2014, pela editora Globo Livros, hoje no selo Globo Alt.

Sobre o Livro

Fúria Vermelha é uma ficção científica distópica, onde num futuro distante, um grupo de pessoas vive no subsolo de Marte, trabalhando arduamente para tornar esse planeta habitável para os terráqueos, já que nosso planeta estaria condenado.

Darrow, nosso protagonista, é um mergulhador do inferno, um minerador. Ele extrai hélio-3, que segundo o governo, é o combustível que vai purificar a atmosfera marciana. Porém, mais importante do que sua profissão, é  sua classe. Darrow é um vermelho, o nível mais baixo da sociedade. Nesse mundo não é somente o dinheiro ou a profissão que denomina sua posição social, mas também sua genética.

Todos são geneticamente modificados e apresentam as características de sua cor, e com o cruzamento entre eles, as linhagens se solidificaram. Nessa sociedade que é dividida por cores, o cabelo, a cor dos olhos, a estrutura física  e a postura já dizem de cara quem você é, e é impossível se esconder ou disfarçar. Ou quase.

20160124_175453

O mergulhador do inferno acredita que desta vez conseguiu vencer a competição mensal pela Láurea, e isso vai por comida na mesa do seu povo, porém não é tão simples assim e parece que o governo não está interessado em dar a um vermelho essa honra. Darrow é casado com Eo, sua amiga de infância. Ela tem uma alma livre e revolucionária e não acredita que a forma como a sociedade está estruturada hoje é correta. Eo tenta falar sobre isso com Darrow, mas ele acredita devotamente que as coisas estão certas, e que do trabalho deles depende a sobrevivência daqueles que ainda vivem na Terra.

“Ele acha que homens como eu são fracos. Ele me considera idiota, sub-humano. Não fui criado em palácios. Não cavalgava nos prados nem comia língua de beija-flor. Fui forjado nos intestinos deste mundo duro. Afiado pelo ódio. Fortalecido pelo amor. Ele está errado. Nenhum deles sobreviverá.”

Porém, depois que uma tragédia abalar sua vida, não só a visão e os princípios desse jovem vão ser modificados, mas Darrow vai começar a ver Marte e seus governantes com olhos mais claros e mergulhará na luta que antes ignorava ser necessária. O que eles escondem? O que há na superfície? Para que eles realmente trabalham? E o mais importante, como é possível vencer?


Minha opinião

Eu desconhecia completamente a história, já que tenho essa ótima mania de não ler sinopse, mas sabia que era um livro que vinha surpreendendo muitos leitores. Fúria Vermelha não é um livro leve ou de fácil leitura. Ele é denso, pesado e precisa de umas boas 170 páginas até você se sentir confortável para palpitar sobre a história. O autor tira seu tempo para explicar a complexa sociedade que criou e o leitor precisa estar de olhos muito abertos para não perder nada.

Porém, a espera vale a pena e quando você se dá por conta, está no meio de um cenário em que Jogos Vorazes encontra Spartacus. Sim, vamos ter sangue rolando, assim como muitas batalhas e cenas de ação. A história pede isso, e é quando adentramos essa segunda parte do livro, que a trama flui melhor, apesar de ainda ser difícil prever o que virá pela frente.

20160124_175525

Temos um cenário predominantemente masculino e machista, com várias cenas bastante inquietantes. Porém, as personagens femininas apresentadas também são fortes e tem personalidades muito marcantes e, minha preferida, Mustang, me deu orgulho no final do livro.

A narrativa é em primeira pessoa, portanto veremos através dos olhos de Darrow, o que é um jato de novidade, já que na grande maioria das distopias temos narradoras mulheres ou diversos pontos de vistas.

Esse personagem, que no começo é ingênuo e completamente fiel aos seus ideais, vai mudar drasticamente na frente dos olhos do leitor, durante o ano e meio em que vemos a história desse livro se passar. O Darrow que você conhece nas primeiras páginas não é nem de longe o mesmo que vai alcançar o final do livro, portanto, não se deixe enganar.

E que maravilhosa surpresa foi Fúria Vermelha. Esse é um daqueles livros em que eu acabei e fiquei pensando sobre ele, sobre o quanto o mundo, as estruturas sociais e a lógica da história foi bem construída. Em quanto o pouco romance que está presente é coerente e natural e em como o final me fez cair o queixo. Eu realmente não estava esperando pelo que veio. E isso tem muito valor.

20160124_175356

Portanto, apesar de a leitura ter sido cansativa em alguns momentos, em função da densidade do livro, valeu muito a pena e não vejo a hora de ler Filho Dourado e dar continuidade na história. O terceiro livro, Morning Star está saindo agora em 2016 lá fora e esperamos que a Globo Alt possa trazer ele para os leitores brasileiros ainda esse ano, pois essa trilogia está imperdível. E o melhor, já tem os direitos vendidos para o cinema!

FÚRIA VERMELHA

Autor: Pierce Brown

Editora: Globo Livros

Ano de publicação: 2014

“Fúria vermelha” é o primeiro volume da trilogia Red Rising, e revive o romance de ficção científica que critica com inteligência a sociedade atual.
Em um futuro não tão distante, o homem já colonizou Marte e vive no planeta em uma sociedade definida por castas. Darrow é um dos jovens que vivem na base dessa pirâmide social, escavando túneis subterrâneos a mando do governo, sem ver a luz do sol. Até o dia que percebe que o mundo em que vive é uma mentira, e decide desvendar o que há por trás daquele sistema opressor. Tomado pela vingança e com a ajuda de rebeldes, Darrow vai para a superfície e se infiltra para descobrir a verdade.

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos. Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo. Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.
  • sector12

    Não conhecia e… Já quero MUITO ler! Amei a sua vídeo-resenha! Amei seu blog e já estou seguindo!
    Beijos,
    Luana Agra – Blog Sector 12 – http://sector-12.blogspot.com.br/

    • Que booom! Espero que consiga ler em breve 😀
      Beeijo

  • Alessandra Salvia

    Oi Tamirez!
    Quando se diz comparada a Jogos Vorazes e GOT, não tem como eu não me animar com a leitura.
    Porém, você elevou o nível da resenha ao colocar um coração na classificação.
    Entendo que pode ficar cansativa em alguns momentos, mas quero muito ler. Ainda mais que vai para o cinema *-*
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    • Vale a pena sim e to bastante ansiosa prla adaptação também *.*
      Beijo

  • Luiza Helena Vieira

    Oi, Tamirez!
    Se eu já queria ler esse livro, depois do Jogos Vorazes com Spartacus, já quero pra ontem!
    Adorei sua resenha. Eu também sabia bem pouco do livro, mas ao ler seu post, consegui saber um cadinho mais da história e o interesse aumentou.
    Beijos
    Balaio de Babados

    • Que bom que se interessou, a leitura vale a pena 😀
      Beijo

  • Masen’s tale

    Olá!!
    O livro parece maravilhoso, tô louca de vontade de ler – sem deixar de falar da capa que tá babado, não é?
    Adorei mesmo!!
    Beijos
    http://masenstale.blogspot.com.br/

    • A capa é bem bonita mesmo e o livro é super bacana. Espero que consiga ler. Breijo

  • Oi Tamirez!
    Tão bom quando começamos um livro sem grandes expectativas e nos surpreendemos positivamente, né? Não conhecia este e admito que o fato de ser muito denso e cheio de explicações me desanima um pouco, mas parece valer a pena. :)
    beijos ♥
    nuclear–story.blogspot.com

    • Vale a pena sim. A densidade vem pro apresentar um mundo novo né. Eu particularmente prefiro denso e bem explicado, do que leve e com pontas soltas. Por isso gostei bastante. Beeijo

  • Amanda T.

    Oooi! Tudo bem?

    Não é de hoje que estou doida pra ler esse livro. Acompanho alguns booktubers gringos, e eles falaram tão bem do autor e da história, que acabei baixando em inglês mesmo só pra não precisar esperar. Mas aí estava sem tempo, final do ano na faculdade, e talz… Acabei enrolando, enrolando, e até hoje não li. Vou aproveitar que agora lançou em português e comprar logo na próxima vez que pisar em uma livraria. Sua resenha apaixonada me fez lembrar do quanto quero lê-lo.

    Beijinhos, te espero lá no http://amendoasefelpices.blogspot.com.br

    • É super bacana o livro e eapero que você consiga ler. O terceiro está saindo agora lá fora então acho que deve vir em 2016 mesmo pra cá, então dá pra ler a trilogia toda de uma vez 😀
      Beijo

  • Pingback: Top Comentarista - Fevereiro - Resenhando Sonhos()

  • Tami, eu já estava interessada no livro, agora vendo sua opinião fico ainda mais instigada. Espero ter a oportunidade de ter o livro em mãos em breve!

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    • Espero que goste quando ler, Joi. Eu gostei bastante, principalmente pela complexidade do universo :D
      Beeijo

  • Tami, eu fiquei super curiosa! Sua resenha com certeza despertou meu interesse. Comecei a conhecer a GloboAlt pela série Starcrossed e gostei bastante do que encontrei. Agora, com outro gênero literário, terei de conferir. Já coloquei o livro na minha listinha, obrigada pela dica!

    Beijos, Iza
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

  • Pingback: Filho Dourado - Pierce Brown - Resenhando Sonhos()