A Garota Dele – Simone Elkeles

A Garota Dele é um spin off de Amor em Jogo, da autora Simone Elkeles. A publicação é de 2016 pela Globo Alt.

Sobre o Livro

A Garota Dele conta a história de três personagens secundários que apareceram bastante em Amor em Jogo: Trey, Monika e Victor. Trey é um jogador de futebol americano talentosíssimo. Admirado por todos da pequena cidade onde vive, é aquele típico jovem exemplo: quer ser o orador da turma, é destaque no time em que joga, mantém notas altíssimas e tem grandes chances de ganhar  bolsa em diversas universidades bem conceituadas do país. Namora uma das meninas mais lindas da cidade e é o melhor amigo de Victor Salazar. Mas manter esse nível de perfeição cobra um preço alto. Qual será?

Monika e Trey namoram há bastante tempo, e aos olhos de todos aparentam ter aquele tipo de relacionamento que tem de tudo para em pouco tempo se transformar em um casamento longo e feliz. Ela é uma jovem líder de torcida, aparentemente frágil e meiga, que esconde de todos uma condição que tem grande impacto em sua vida. De uns tempos para cá vem percebendo que seu namoro já não está tão intenso quanto antes, e diversas situações prometem virar sua vida de ponta cabeça, inclusive uma aproximação maior de seu amigo, Victor Salazar.

“Isso não pode estar acontecendo. Esfrego meus olhos, rezando para que tudo seja um pesadelo e que eu acorde. Ou que seja uma brincadeira que todos estejam fazendo comigo. Mas não é uma brincadeira. E eu não estou dormindo.”

Victor Salazar é um garoto problema. Aquele típico bad boy esquentadinho, que parte para a briga sempre que acha necessário. Vai mal na escola, não tem grandes chances de ingressar em uma boa faculdade, mantém um relacionamento distante e problemático com o pai, que não perde a chance de maltratar e humilhar o filho sempre que pode. Mas esse lado durão de Victor não é capaz de esconder seu talento em campo, assim como não se sobrepõe ao coração enorme e sua lealdade com os amigos. É justamente por essa lealdade que ele guarda para si todo o amor que sente por Monika, a namorada de seu melhor amigo.

Algumas atitudes desses três jovens convergem para um resultado que promete mudar de maneira muito significativa a vida de todos. Para sempre.


Minha Opinião

Comecei a leitura cheia de expectativas. Simone Elkeles escreve de maneira fluida e envolvente, então eu esperava ler algo fofo, divertido, um romancezinho daquele tipo capaz de nos fazer suspirar, porém não foi bem isso que aconteceu. A Garota Dele a princípio conta a história de Trey, Monika e Victor. Alternando a narrativa entre o ponto de vista de Monika e Victor, o livro conta uma história que fala sobre temas difíceis de lidar, independente de em qual momento da vida eles surjam.

Monika é uma boa garota. Superprotegida pelos pais, precisa lidar com uma condição que lhe causa bastante sofrimento, e um sofrimento solitário, pois mantém tudo em segredo. Durante a leitura a gente percebe que a protagonista vai sentindo necessidade de sair desse estereótipo de menina frágil e incapaz, e é interessante vê-la se fortalecer cada vez mais até ser capaz de lidar com questões que a princípio lhe causam tanto sofrimento. Mas isso demora para acontecer e esse é um dos pontos fracos do livro.

“Sempre dou um jeito. Trey usa suas palavras. Eu uso meus punhos.”

Trey é aquele tipo de personagem que a gente gosta logo de cara. Pelo menos essa foi a impressão que tive ao ler o primeiro livro desta série, livro no qual ele nos foi apresentado de maneira muito positiva. Aqui as coisas mudam de formato. O personagem demonstra uma ganância absurda para alcançar seus objetivos, o que acaba por destruir tudo aquilo que sentimos de bom por ele. Confesso que me surpreendi com essa virada no jogo, não esperava que a autora preparasse uma inversão de papeis tão gritante para esse personagem. E é justamente essa grande mudança que traz o foco da história para seu melhor amigo, Victor Salazar, o bad boy inveterado.

Aqui Victor vai na contramão de Trey, pois aos poucos cativa o leitor com um lado seu que poucos conhecem. Ele se mostra forte, sensível, protetor e leal. Aquele tipo de alma incompreendida que com o passar das páginas vai dando ao leitor subsídios para entender os motivos que o levam a se comportar da maneira que faz. Abandonado pela mãe e maltratado pelo pai, Victor se acha burro e incapaz de almejar uma vida de sucesso e felicidade. Apaixonado por Monika, a princípio vive o dilema de amar a namorada do melhor amigo, mas depois é consumido por uma dor imensa carregada de culpa, que leva o personagem numa espiral de autodestruição. Outro ponto que não gostei no livro e que durou tempo demais.

“A única garota que eu quero é a única que não posso ter. A garota dele.”

A Garota Dele é um livro dramático com carinha de Young Adult. Claro, as características do gênero são mantidas, então os conflitos típicos dessa idade estão presentes do início ao fim. Mas para que a relação entre Victor e Monika de fato se desenvolva, a autora optou por transformar a história de uma maneira que não me agradou totalmente. Aqui o foco não é o romance dos dois, mas uma jornada de auto conhecimento e perdão para os outros e para si mesmo. O livro mantém em destaque questões que surgem nessa fase da vida e fala sobre a importância de lidar com as coisas que a vida impõe, da melhor maneira possível. Fala sobre o poder do amor e da amizade, mas fala também sobre o tipo de amor mais importante que pode existir, aquele que a pessoa sente por ela mesma.

Para mim, a princípio, o livro tinha tudo para ser uma leitura gostosa e fácil, principalmente porque tudo começa de maneira muito tranquila e mostrando personagens sobre os quais eu queria muito saber um pouco mais. Porém acabou se mostrando o contrário. A sensação que tive foi que tudo demorou demais para acontecer, o romance, como disse, não é o foco aqui e sim os dramas vividos pelos personagens. O livro acaba logo que as coisas estão começando a ficar menos sofridas, e isso deixou uma sensação de que faltou algo, de que os protagonistas mereciam mais. Um epílogo talvez, e não um final abrupto como foi.

Esse é um livro triste, extremo, e por isso pode não agradar aos leitores que buscam algo mais fofinho e tranquilo para ler. Agora, se o objetivo é embarcar em uma história com uma carga dramática maior e sem expectativas de saborear um pouco mais o romance entre os personagens, este pode ser um livro a se levar em consideração.

A GAROTA DELE

Autor: Simone Elkeles

Editora: Globo Alt

Ano de publicação: 2016

Vic Salazar é conhecido por quebrar todas as regras. Ele não se importa com as normas sociais e vive causando problemas. Existe apenas um princípio que ele não é capaz de infringir: mesmo que esteja apaixonado por
Monika Fox há anos, ele sufoca esse sentimento porque ela é a namorada do seu melhor amigo, Trey. Mas quando uma desgraça acontece, Vic e Monika serão obrigados a romper a distância que mantêm um do outro e será cada vez mais difícil esconder a conexão que existe entre eles. Tentar fazer a coisa certa nem sempre é fácil, ainda mais quando tantos segredos estão sendo escondidos.

Uma leitora frenética e inquieta, apaixonada por histórias fantásticas e com uma tendência a se deliciar com romances água com açúcar. Viciada em fotografias e gatos, é uma apreciadora das pequenas coisas e costuma ver beleza até onde não há.
  • Lili Aragão

    Oi Krisna, a capa desse livro não entrega que ele possui uma história tão triste e sim fofa rsrs e assim já começo surpreendida, ela também dá a entender que tem o foco é o romance assim como a sinopse e de novo há um surpresa em saber que o foco está nos dramas pessoais, que eu até gosto, mas não curto esse triângulo, essa disputa entre amigos e assim inicialmente não me senti atraída pela leitura.

  • Oii Krisna!!
    Eu ainda não li Amor em Jogo, e todos me falam bem dele, eu estava pesquisando sobre ele na verdade qdo vi sua resenha, eu super me interessei em “A Garota Dele” é um livro que vou ler fácil, fácil. Ótima resenha!!
    Beijinhoss!!
    Amanhecer Literário

  • Nayane Evylle

    Oi krisna!
    Eu não li Amor em Jogo, apesar das recomendações.
    Não sei o que irei sentir se chegar a ler esse livro. O foco não é romance, e sim, o drama vivido pelos personagens e acho que isso me atrapalharia na leitura. Não senti um trama forte e nem conexão com os personagens.
    Acho que lerei Amor em Jogo e talvez leia A Garota Dele.
    Bj

  • Natália Costa

    Oie!!!! Não é o tipo de livro que leria agora! Adoro quando as resenhas tanto nos fazem amar o livro e querer ler tanto quanto nos falam do livro pra sabermos que não queremos ler por ora…rsrsrsrs
    Bjoss

  • Lara Caroline

    Oi Krisna, tudo bem?
    Não costumo ler livros com tanto drama envolvido, por isso não sei se me interesso pela leitura. Gostei da sinceridade na resenha e é uma pena que não tenha te agradado tanto como você esperava.
    Beijos

  • Natalí Marques

    Olá!
    Nunca li Amor em Jogo porque não é muito meu gênero de livro.
    Fiquei triste por você não ter gostado tanto assim do livro.
    É muito triste quando gostamos muito do primeiro e o segundo decepciona. :/ Mas faz parte da vida de leitor hahaha
    Beijos

  • Carol

    Assim que comecei a ler a resenha pensei logo que näo gostaria mto do livro pois seria mais um triängulo amoroso, mas que bom que o foco do livro näo é o romance. Fiquei um pouco receiosa pelo final q vc descreve, mas qm sabe acabe me agradando. Este livro pode entrar fácil na minha listinha :)

  • rudynalvacorreiasoares

    Krisna!
    Esperava mais desse livro.
    Deve ser um romance bem complicado, se apaixonar pelo namorado da amiga, é o fim da picada.
    A trama não foi bem desenvolvida, levando a caminhos diferentes do que o leitor imagina e ainda o final não foi nada adequeado.
    Um maravilhoso final de semana!
    “Não saber é o que torna nossa vida possível.” (Lya Luft)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

  • Rafaela Saturnino

    Eu adoro a escrita da autora, e eu também esperava bem mais do livro. Eu também achei que as coisas demoraram demais pra acontecer, e eu não gostei tanto dos personagens :/
    Eu gostei do livro, mas acho o anterior bem melhor…

    Beijos!

  • Manu Cardoso

    Comecei a ler Simone Elkeles por Química Perfeita e não entendi o quê algumas pessoas viram nesse livro. Depois, resolvi dar uma chance a Amor em Jogo e foi bem mais ou menos. Agora, tive que fazer um esforço para lembrar quem eram Victor e Monika…
    Provavelmente, não darei uma chance a A Garota Dele.
    :)

  • Lana Silva

    Li Amor em Jogo e amei a estória, mesmo sendo um romance clichê, ainda sim me cativou logo nas primeiras páginas, e por isso fiquei louca para poder ler o próximo livro, e posso te dizer que concordo com tudo que você disse, a autora seguiu um caminho que me surpreendeu, simplesmente não esperava. O romance demora para acontecer, e quanto acontece me pareceu que faltava algo, e que não estava completo. O enfoque e mais uma reflexão diante dos dramas enfrentados na adolescência onde temos aquela pressão psicológica para entrar na faculdade, e ter de ser perfeito.

    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros “O Casal que mora ao lado” e “Paris para um e outros contos”.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

  • Micheli Pegoraro

    Oi Krisna,
    Ainda não consegui ler Química Perfeita e Amor em Jogo, mas espero ter a oportunidade de conhecer a narrativa dessa autora logo.
    Confesso que amo uma história com uma carga dramática mais densa, então tenho a impressão de que essa trama vai ser mais comovente do que a do livro Amor em Jogo. Só não vou esperar muito, já que essa dramatização consome boa parte do livro, isso deixa aquela sensação de que falta algo, que a história poderia ter ser mais desenvolvida.
    Beijos

  • Camila Rezende

    Nunca li nenhum livro dessa autora. Não gostei muito da sinopse desse livro e pela sua opinião eu não acho que vou gostar. Esse não vai pra minha lista.

  • Gabriela Souza

    Oi! Que pena que o livro tinha tudo para ser uma boa leitura e deixou a desejar. Eu sinceramente cansei de livros que possuem aqueles típicos bad boys pq é quase sempre a mesma coisa kkk Beijos