fbpx

A Garota do Calendário #Maio – Audrey Carlan

A série A Garota do Calendário é composta por 12 livros, onde cada um recebe o nome de um mês do ano. Ela foi escrita pela autora americana Audrey Carlan e está sendo lançada aqui no Brasil em 2016 pela Verus Editora. Em Maio, Mia parte para um paradisíaco mês no Hawaii.

resenha1

SOBRE O LIVRO

*Essa resenha contém spoilers dos livros anteriores

Mia deixa Boston com mais um aprendizado na sua mala e feliz por ter feito parte de tantas mudanças na vidas das pessoas que ela conheceu nesse lugar. Conquistando uma certa fama por causa de seus clientes famosos, Mia consegue se tornar quase que uma celebridade e por isso é contratada pelo fotógrafo Angel D’Amico.

Antes de embarcar nessa aventura, Mia vai para em sua cidade natal para ficar um pouco com a família. Lá, ela conhece o namorado da sua irmã e descobre os planos que Maddy tem para o futuro. E também, ela conta para Gin e Maddy que ambas irão ficar com ela no Hawaii durante um tempo em sua estadia lá e assim, elas logo ficam animadas com a viagem.

Quando Mia chega em seu destino, logo conhece Angel e sua esposa Rosa. Ambos são bem simpáticos e elogiam muito sua beleza, mas a maior surpresa daquele local é Tai Niko, um modelo Samoano que irá fazer uma série de ensaios com Mia para promover a campanha de Angel: “A beleza vem em todos os tamanhos”.

“Cacete. Esse mês ia ser uma aventura e tanto.”

O mês de Maio irá mostrar pra Mia uma nova cultura, bem diferente de tudo o que ela já viu na vida e também irá presenteá-la com um amante de beleza exótica, e ambos irão aproveitar muito nesse lugar paradisíaco.


MINHA OPINIÃO

Após eu adorar os dois últimos meses de Mia, eu fui com sede ao pote por esse mês, mas infelizmente minha experiência com esse livro não foi das melhores. A edição continua linda e não há erros que atrapalham a leitura.  Dessa vez, a protagonista está com um belo vestido verde claro na capa.

resenha2

No começo, eu adorei conhecer um pouco mais sobre Maddy, a irmã mais nova de Mia. Ela é uma aluna exemplar, tem sonho em fazer PhD e ser uma grande cientista. E agora deseja tudo isso ao lado do seu namorado Matt. Foi fofo ver como Mia é uma mãezona para Madison, e como ela se preocupava com o futuro da irmã. Apesar de não ter muito tempo para passar com ela ultimamente, Mia estava se esforçando ao máximo para mantê-la na linha e auxilia-la a tomar as melhores decisões possíveis.

Minha crítica negativa pro livro é o excesso de cenas de sexo. Você pode estar se perguntando “mas é um livro erótico, o que você esperava?”. Confesso que esperava BEM mais do mês de maio. Acho que se todos os meses fossem no estilo de Março e Abril, onde há cenas hots, mas também há uma bela história por trás de tudo, seria bem mais agradável de se ler. Audrey caprichou nas cenas de luxúria nesse mês e deixou de lado os personagens secundários de Maio e, com todo esse desvio, é complicado dizer se nossa protagonista evoluiu em algo ou não, sendo bem diferente dos últimos livros onde observamos ela se encontrando e mostrando outras facetas de sua personalidade.

Tai é um homem muito fiel à seus princípios e sua cultura e o seu envolvimento com a sua mãe foi espetacular e senti falta que isso fosse melhor explorado. A Tina (mãe em samoiano) do modelo possui o dom da visão e logo que conheceu a protagonista, passou para ela uma mensagem bastante especial:

” – Você está perdida e em uma grande jornada. Não tenha medo. Vai encontrar muitas alegrias antes de se comprometer com seu ‘para sempre’.”

Pela primeira vez Mia foi mais uma turista do que uma acompanhante. Os ensaios fotográficos não duraram muitos dias, e ela teve o restante do tempo para conhecer mais daquele lugar mágico. Tai ensina algumas coisas para a jovem sobre sua cultura e os samoanos e isso quebrou um pouco a quantidade de cenas eróticas que há no livro. E, ao chegar ao fim do período, ambos entendem que não pertencem um ao outro, mesmo com toda a tensão sexual existente.

“Eu não quero deixá-lo também, mas você sabe, você sabe Tai, que não somos um do outro para sempre.”

Apesar de não ter gostado muito da história desse mês, eu não desanimei de continuar acompanhando a história de Mia e como serão seus próximos clientes. Em Junho, Mia sai do ensolarado Hawaii, e vai para Washington, ser a “namorada modelo” de um velho senhor da política, e já adianto para você: Junho é o mês mais tenso até agora.

thumb_livro

4estrelasb

A GAROTA DO CALENDÁRIO – MAIO

Autor: Audrey Carlan

Editora: Verus Editora

Ano de publicação: 2016

CO quinto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidas. Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser… Em “Maio”, Mia vai trabalhar como modelo no Havaí, onde conhecerá Tai, um dos homens mais impressionantes que ela já viu. Com ele, Mia vai descobrir que o prazer não tem limites — e que ela deve aproveitar absolutamente tudo o que a vida tem a oferecer.
Acompanha Caderno disponível somente no período de pré-venda ou término dos estoques, o que ocorrer primeiro.

É resenhista do Resenhando Sonhos.
Nascida no interior Paulista, futura cientista da computação, se apaixonou por literatura quando conheceu o bruxo Harry Potter e o vampiro Edward Cullen. Adora ir no cinema e assistir séries em dias chuvosos.