Jardim de Espelhos – Veridiana Maenaka

Jardim de Espelhos é da autora nacional Veridiana Maenaka, e foi publicado em 2014 pela Giz Editorial.

Sobre o Livro

Em 1880 uma jovem da alta sociedade engravida antes do casamento e sua mãe a leva grávida para o interior para que ela tenha o bebe em segredo. O bebê é entregue a uma serviçal e cresce sem o amor e apoio do padrasto e madrasta e não sabe sua verdadeira origem. Cristina, nossa protagonista, ajuda a madrasta na Fazenda Redenção e cria-se junto do filho da rica família, o menino André.

O apego e amor entre eles surge naturalmente e cria preocupação para as duas partes, e logo o que era apenas uma suspeita vira em um cálido romance que precisa ser interrompido, quando as famílias intervém e ameaçam casar Cristina com alguém na cidade.

“Não entendia o modo como ele se infiltrara em sua mente e em seu desejo, fazendo-a querer mais.”

A jovem foge e, descobrindo sua verdadeira origem, vai para São Paulo confrontar a mãe, porém não é bem recebida e precisa achar formas de se sustentar. É assim que ela conhece Olívia, uma famosa cortesã que ensina e orienta as jovens para se tornarem prostitutas e acompanhantes de luxo. Cristina que sempre viu na riqueza o sinônimo da felicidade, acredita que esse é o caminho que vai mudar sua vida. E ela estava realmente certa, mas talvez não exatamente do jeito que imaginava.


Capa e Edição

Acho que a capa trás a mensagem do gênero de romance histórico escrito por todo o lugar, além de ser muito bonita. Apesar de simples, parece que, através dos detalhes do vestido, é capaz de transparecer textura ao leitor. E, claro, para quem já me conhece, sabe que não gosto de rostos em capas, então fiquei feliz em ter somente um vislumbre de como seria Cristina e não uma imposição.

Uma das coisas que gostaria de ressaltar é que, apesar de ser uma romance histórico, a autora não se utiliza de um linguajar rebuscado para compor a obra, o que a torna contemporânea e de fácil leitura, com uma boa diagramação, que ajudam as mais de 300 páginas a passarem mais rápido.

20151215_201406

20151215_201446


Minha opinião

Fazia bastante tempo que queria pegar um romance histórico e não estava conseguindo, resolvi então aproveitar e dar essa oportunidade de leitura a uma autora nacional e digo que não me decepcionei.

No início o livro pareceu um pouco truncado e tive dificuldade de avançar pelas primeiras páginas, depois o que me incomodou foi o comportamento desconexo da protagonista, que é birrenta e possessiva, porém, conforme as páginas foram passando, compreendi que dentro da realidade daquela época e de tudo que ela tinha vivido, fazia total sentido as coisas serem assim.

Ela cresceu sem amor e viu a família rica para a qual servia encher o filho de mimos e felicidade. Automaticamente Cristina associou a alegria e o amor a ser bem sucedida e ter dinheiro, o que acaba despertando nela uma enorme ganância, que vai guiar seus passos durante todo livro. Ela não vai para São Paulo para ser feliz, ela vai para enriquecer e voltar com pompa para a Fazenda Redenção e mostrar que conseguiu vencer na vida e que pode ser sim, bom partido para André. Porém, é óbvio que as coisas não ocorrerão dessa forma e vamos descobrir que a vida da jovem é mais dura e perigosa do que ela própria imaginou, logo no primeiro capítulo do livro.

20151215_201349

A postura de André também me incomodou e também faz sentido. Na verdade, acho que o livro todo foi um choque de princípios baseado na diferença de realidade entre os anos 1900 e o que vivemos nos tempos atuais. Nenhum personagem nesse livro é 100% correto ou tem uma postura sem questionamentos, todos eles buscam o seu próprio benefício antes do dos outros e isso fica claro conforme os vamos verdadeiramente conhecendo.

Minha única ressalva com relação ao livro é que parece que a sinopse entrega demais, e felizmente eu não sou uma pessoa que lê sinopse, se não teria estragado o livro pra mim, já que já o começaria esperando que várias coisas acontecessem e conhecer a história cegamente foi tão legal, que duvido que com esse conhecimento prévio, teria tido a mesma satisfação.

Espero poder ler mais coisas da autora em breve e fiquei muito feliz com a minha experiência com esse romance histórico, que era algo que eu queria muito desbravar, e o tempo e a pilha de leituras faziam com que eu não pudesse priorizar. Espero que 2016 traga mais desse gênero e que todos sejam tão bons quanto Jardim de Espelhos.

JARDIM DE ESPELHOS

Autor: Veridiana Maenaka

Editora: Giz Editorial

Ano de publicação: 2014

Cristina nasceu de um relacionamento proibido, por isso é rejeitada e entregue, ainda bebê, a uma mulher humilde. Ignorante de sua origem, cresce como serviçal na fazenda Redenção. Apesar da diferença social, ela e André, filho do dono da propriedade, tornam-se companheiros de folguedos e, na adolescência, namorados. Mas esse amor custa caro a Cristina, e ela cai em desgraça. Quem a salva do desamparo é Olívia, reconhecida alcoviteira, que a transforma numa mulher cobiçada e elegante, uma acompanhante de alto luxo.
Na solidão dessa vida a um só tempo glamourosa e degradante, Cristina reencontra André, o amor de infância. Obcecada por reconquistá-lo e retornar triunfante à fazenda Redenção, a moça precisará da ajuda do detestável – e atraente – Eduardo.

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.

  • Larissa Fraga

    Mulher troca a informação lá no inicio do post, ta dizendo que é 1980! Me perdi um pouco na resenha por causa disso, mas depois que entendi o erro a história pareceu mais interessante pois estou com vontade de ter uma primeira experiencia com um romance histórico, ainda mais se for situado aqui no Brasil.
    Um Minuto de Verão