Lead – Kylie Scott

Lead é o terceiro da série Stage Dive escrito pela autora australiana Kylie Scott, publicado aqui no Brasil em 2016 pela editora Universo dos Livros.

resenha3

SOBRE O LIVRO

Após conhecermos bastante da Banda Stage Dive nos dois outros livros, já conhecemos um pouco da personalidade de todos seus integrantes. Desde o primeiro livro, Lick, nós já somos apresentados à Jimmy Ferris, o personagem que é o foco em Lead.

Jimmy é o vocalista da banda, irmão de David, o protagonista de Lick. Jimmy sempre tivera muitos problemas com drogas, bebidas e até chegou a ir para reabilitação para se tratar. É aí banda decide contratar uma assistente pessoal, na verdade mais como uma pessoa para ajudá-lo a ficar limpo de tudo que lhe faria mal, e é ai que Lena entra na história.

Lena Morrissey é uma garota que já deixou de acreditar no amor. Ela percebeu que não aguenta mais sofrer quando o assunto é amor não correspondido, por sempre se apaixonar pela pessoa errada. Seu temperamento é bastante forte, Lena não é daquelas que aguenta as coisas quieta e jamais leva nenhum tipo de desaforo para casa, além de ser bastante sarcástica e divertida. E é exatamente por ser assim que ela começa se dando tão bem com Jimmy. Ela se torna uma espécie de assistente, conselheira, e até mesmo meio mãe para puxar a orelha dele.

“Quem disse que o coração é inteligente ou que ele segue as instruções?”

Conseguindo enxergar Jimmy de um jeito que ninguém tinha feito, e Lena começa a desenvolver um forte sentimento pelo roqueiro. Apesar de não ser o que ela deseja, pois ela sabe que ele não é o tipo de homem que ela procura, ainda mais depois de sofrer tanto, ela não consegue controlar seu coração e suas emoções quando está perto desse jovem tão gato e sedutor.


MINHA OPINIÃO

Muito obrigada Universo dos Livros por continuar lançando livros dessa série tão maravilhosa. Novamente, a diagramação está muito boa, e a capa mantém o padrão internacional e é super condizente com o tema dos livros.

Eu jamais pensei que pudesse gostar do Jimmy por algum segundo, mas me surpreendi. Principalmente porque no primeiro livro, Lick, ele chamou atenção porque se comportou como um babaca. Além do próprio irmão David sofrer por seus atos, os outros garotos da banda também ficavam bastante mal por tudo, pois eles são uma verdadeira família. Já em Play, Jimmy começou a mudar suas atitudes e ficamos sabendo sobre a contratação de Lena como sua babá/assistente para mantê-lo longe do vício das drogas e do álcool.

Ao voltar para o passado do personagem, descobrimos algumas coisas que o fizeram ser do jeito que é. Ele se tornou incapaz de enxergar o amor de todos por ele. E com isso, foi se afundando num mundo de drogas e bebidas. Penso comigo quantos e quantos famosos não sofrem com o mesmo problema. Vemos ídolos que possuem milhões de fãs pelo mundo, que vivem recebendo amor deles em redes sociais mas que vão parar em clínicas de reabilitação por problemas com drogas, álcool e depressão. Gostei muito da autora abordar um tema que realmente existe com muita força em nosso mundo.

Lena também tem seus próprios fantasmas para se preocupar. Ela sofreu bastante com seu ex-namorado e  teve uma forte decepção com a irmã. E eu adorei sua personalidade de ser dura na queda! Foi isso que fez com que o livro fosse surpreendentemente engraçado em algumas cenas. Jimmy com todo seu jeito mal humorado, chato e arrogante jamais pensou que uma moça como Lena pudesse responder suas provocações com respostas afiadíssimas e sarcásticas.

resenha1

Com o convívio, Lena começou a se apaixonar por Jimmy. Foi engraçado seu misto de desespero. Afinal ela sabia da reputação dele quando se tratava de ter relacionamentos. E além de tudo ele era seu chefe! Toda essa história poderia custar seu emprego. Eu adorei essa personagem com todos seus problemas e mesmo assim não deixava se levar pela tristeza. Acho que dos três livros, Lena foi minha protagonista favorita por causa de suas atitudes diante Jimmy e até mesmo seus próprios sentimentos.

“Porque as suas partes escuras não me assustam, Jimmy. Elas nunca assustaram.”

A série Stage Dive está chegando perto do seu fim, pois falta apenas um livro para completar a série. Já digo que eu realmente adorei conhecê-la e ver como cada membro da banda tem sua própria personalidade e como elas são desenvolvidas ao passar dos livros. O amadurecimento de cada um foi uma das coisas que mais gostei na história de Kylie. No começo, conhecemos David, um astro cansado da fama. No segundo conhecemos melhor Mal, meu personagem favorito de toda a série, e agora no terceiro, um outro lado que eu não imaginaria de Jimmy. No quarto livro, que ainda não foi lançado no Brasil, mas que tem o nome de Deap, iremos saber um pouco mais sobre Ben, o último integrante da banda.

Gosto bastante dessa série, ela tem uma leitura bastante fluída e agradável. Lena narra todo o livro com seu ponto de vista divertidíssimo, apesar de que algumas partes ter aquele clichê de não acreditar no amor e de não se achar bonita o suficiente para tal pessoa. Recomendo para todo mundo que gosta de um livro hot mas que tem uma boa história por trás de todo romance e eroticismo.

thumb_livro

4estrelasb

LEAD

Autor: Kylie Scott

Editora: Universo dos Livros

Ano de publicação: 2016

Embarque em mais uma aventura com os roqueiros sensuais de Stage Dive, a série New Adult de Kylie Scott, autora best-seller do The New York Times. Como vocalista da banda Stage Dive, Jimmy sempre teve tudo na hora que quis, fosse bebida, drogas ou mulheres, até que a destruição de sua reputação na mídia serviu de alerta e o conduziu à reabilitação. É neste momento que Lena surge em sua vida. Contratada para ser a assistente que tem como missão mantê-lo longe de problemas, ela não planeja aguentar desaforos do sensual roqueiro, e está determinada a manter a relação em nível estritamente profissional, apesar da química efervescente entre eles, até que Jimmy vai longe demais e Lena vai embora. Isso o faz perceber que talvez tenha perdido a melhor coisa que já lhe aconteceu.

É resenhista do Resenhando Sonhos.
Nascida no interior Paulista, futura cientista da computação, se apaixonou por literatura quando conheceu o bruxo Harry Potter e o vampiro Edward Cullen. Adora ir no cinema e assistir séries em dias chuvosos.

  • cristiane dornelas

    Nossa, mas só falta um livro então? Gostaria de ler essa série. Vejo muita gente falando bem e parece que ela pode até surpreender um pouco com os personagens. A escrita parece que é viciante e fácil de ler. Tem erotismo, mas também tem história. Fiquei receosa de tentar quando vi pela primeira vez porque não curto mais ler esse tipo de livro, com pegada hot e tal, por faltar história. Mas a série parece equilibrar bem as coisas e pelo visto vale a pena ler.

  • Gabriela Souza

    Nunca ouvi falar dessa série, e também não me interessou muito. Tanto por ser um livro hot, tanto por parecer mais uma típica história de bad boy com mocinha que não acredita no amor. Enfim, não pretendo ler, mas gostei da resenha. Beijos

  • Bruna Prata

    Também nunca achei que fosse ter algum tipo de empatia pelo Jimmy, quem dirá gostar dele. Tenho sérias dúvidas sobre qual livro é o meu favorito, o terceiro ou o segundo (melhor baterista eveeer). Achei esse livro, no quesito história e conteúdo muito melhor que os anteriores, a carga emocional é bem desenvolvida. Infelizmente perdi todo o meu interesse pela série que não li o quarto e último livro.

  • Marta Izabel

    Oi, Erika!!
    No momento só li o primeiro livro dessa série mas estou gostando muito. Agora que li as resenhas dos outros livros a curiosidade de continuar é bem grande!! Adorei a resenha!!
    Beijoss

  • Naiara Fidelis

    Não conhecia o livro, porém pelo que li não parece ser um gênero literário que eu goste.
    Mas quem sabe um dia surja a oportunidade de ler.