A Lenda de Ruff Ghanor: O Garoto Cabra – Leonel Caldela

O Garoto Cabra é o primeiro livro da trilogia A Lenda de Ruff Ghanor, do autor Leonel Caldela. A publicação é de 2014 pela Nerd Books.

Sobre o Livro

Ruff era somente um garoto. Um garoto que podia abrir a terra. Quando encontrado tinha apenas 7 anos, lutava contra uma criatura terrível em um lugar chamado de “o túnel proibido”. Dois acólitos do monastério local estavam a procura de cabras fujonas quando começaram a ouvir gritos, após o jovem Korin sinalizar a direção pela qual elas tinham ido. Ao se aproximar do som se depararam com esse lugar no qual não deveriam entrar, mas o garotinho foi mais rápido que eles e adentrou a escuridão.

Após presenciarem o estranho acontecimento com Ruff, os dois acólitos e Korin o levaram para o Monastério, pois não sabiam o que fazer com a criança. Ao apresentá-lo ao Prior, o clérigo ficou muito intrigado, pois o menino possuía uma marca nas costas e isso trouxe à sua memória uma velha profecia.

“Se não era o garoto abandonado, dependente da caridade alheia, quem era? O que significava ter uma família, uma história atrás de si?”

Picture_20170116_215809904

Instigado pelo Prior de que tinha um destino importante a sua frente Ruff cresceu, treinou e tentou dominar os dons estranhos que possuía, além de também entende-los. Quando sua hora chegasse, ele estaria pronto. E, além de vencer, e ajudar o povo a se livrar de um governo tirano, também gostaria de receber algumas respostas.


Minha Opinião

Eu recebi esse livro no final do ano passado de um inscrito do canal, com sua recomendação e a de várias outras pessoas que já tinham lido. Leonel Caldela é um autor nacional que eu ainda não tinha explorado, e foi um prazer conhece-lo por essa história. Algo que é muito bacana comentar é como essa história surgiu: em uma gravação para podcast de RPG do Jovem Nerd. Ao ser questionado sobre os aspectos do mundo, Alexandre Ottoni apenas soltou algumas coisas aleatórias e, com a insistência dos fãs por saber mais, ganhou ramificações até chegar a esse livro. E o autor Leonel Caldela cumpriu a missão com louvor, desenvolvendo os detalhes já criados, mas também incorporando seus próprios rumos na história.

Acho que a primeira coisa que causa estranheza é o nome. Eu sempre me pegava pensando: será que ele é meio cabra? Mas não, longe disso. O nome se dá ao fato de ele ter sido achado enquanto procuravam as cabras, e a uma piadinha que o Prior faz quando seus acólitos chegam com o garoto ao invés dos animais.

20170218_160507

Em um primeiro momento a história parece que vai seguir por um rumo seguro e linear. Ruff está pré destinado a ser um herói, ou pelo menos é isso que dizem pra ele desde que foi encontrado. E, se estivéssemos falando de uma história “simplória”, como algumas de autores nacionais que li ano passado, esse livro terminaria no exato momento em que Ruff fosse enfrentar seu grande desafio (ou logo depois). Porque é assim que funciona a jornada do herói, correto?

A surpresa aqui é que o menino não tem apenas uma batalha para vencer, mas várias. Ao longo das páginas ele não terá apenas um conflito que resolverá tudo, haverão outros empecilhos e em diversos momentos ele entrará em confronto. Além disso, vamos vê-lo crescer. Ele pode começar como um garotinho de 7 anos, mas certamente termina o livro muito mais velho e maduro.

“Ruff mau notou a queda do inimigo, passou por cima de seu corpo para encontrar o próximo adversário. Esquecia-se de si mesmo, tomado pelo júbilo da luta.”

Ruff é um personagem que abraça de forma muito natural o seu destino. Como ele não se recorda do passado, o que o Prior lhe disse sobre o que ele está pré destinado a fazer se tornou algo verdadeiro para ele, e também algo pelo qual ansiar e se preparar. Nesse reino, o povo é oprimido por Zamir, o último dragão vermelho. Ele manda seus servos assustadores e brutais coletarem os pagamentos e pune sem dó. Ele parece ser aqui o maior inimigo. É para combatê-lo que Ruff treina.

Seu fiel amigo é Korin, o menino que o encontrou. Os dois crescem juntos e se tornam inseparáveis. É uma amizade incondicional, que só é um pouco deixada de lado pela presença de Áxia, uma menina da vila com uma reputação questionável, graças ao comportamento de sua mãe. Aqui se forma o elo romântico do livro e, por mais que dê mais humanidade a Ruff, também é o que o faz tomar as decisões mais idiotas. Vocês sabem que não gosto quando o romance interfere na trama, e aqui isso acontece levemente, o que deu uma incomodada. Porém, mais pro fim, entendemos porque foi necessário.

20170218_160519

A jornada de Ruff vai consistir em várias etapas, e só conheceremos algumas delas nesse primeiro livro. Ele vai crescer, amadurecer, lutar, desbravar o mundo, se apaixonar, aprender ainda mais e lutar novamente. E, claro, também fará descobertas importantes sobre suas origens e sobre qual é o seu verdadeiro papel em toda essa história.

A narrativa é super fluída e, apesar do livro aparentar ser grande, é apenas a gramatura da folha que é mais densa, dando mais volume. Eu li super rapidinho e gostei muito da forma como o autor conta a história. Os volumes infelizmente são um pouco salgados, por serem publicações da Nerd Books com poucos volumes impressos de cada vez.

A Lenda de Ruff Ghanor foi uma bela surpresa e eu agradeço de coração ter sido apresentada a esse livro. Foi uma leitura que começou sem nenhuma pretensão e que acabou se mostrando muito empolgante. Certamente quero dar continuidade na leitura, com O Herdeiro do Leão, e recomendo a todo bom fã de fantasia que está a procura de uma aposta nacional.

A LENDA DE RUFF GHANOR: O GAROTO CABRA

Autor: Leonel Caldela

Editora: Nerd Books

Ano de publicação: 2014

Nos confins de uma terra governada pelo dragão Zamir, ergue-se um mosteiro. Um garoto selvagem, dotado de poderes misteriosos, é encontrado pelos monges.
Seu nome é Ruff Ghanor.
Treinado desde cedo pelo rigoroso prior, Ruff se encaminha para derrotar o tirano. Ruff enfrenta as forças de Zamir e precisa liderar seu povo no combate. Contudo, antes de vencer o dragão, ele descobrirá segredos sobre si mesmo e seu mundo.

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.
  • Bruna Prata

    Esse livro não seria algo que eu leria somente pelo título, mas fiquei surpresa ao gostar da resenha (e feliz por ele não ser uma cabra hahaha). Incrível essa ideia de criar um livro a partir de um podcast.

  • Lara Caroline

    Oi Tami, tudo bem?
    Achei bacana a premissa do livro, e gostei que a história parece não ser aquele famoso clichê na qual o jovem é o “escolhido” e pre destinado a salvar o mundo e ele vai lá e faz e pronto e acabou. Gostei também que a história não segue um roteiro previsível. Queria saber porque você reclama tanto dos romances dos livros hahaha
    Beijos

  • Lili Aragão

    Oi Tamirez, o livro parece interessante e fiquei feliz por ele ser nacional e ter te despertado interesse, a resenha tá bem legal e me deixou curiosa. A capa inicialmente não me chama a atenção, mas lendo a resenha vejo que tem elementos que prendem minha atenção, como um romance leve, uma bela amizade e aventura. Não conheço a Nerd Books e tenho medo desse preço salgado haha, mas vou procurar saber mais ;)

    P.S: O Garoto Cabra é demais kkkkk também não sabia o que esperar de um protagonista denominado assim :D

  • Gislaine Lopes

    Oi Tamirez,
    Que interessante saber como surgiu a história deste livro. Incrível ver que grandes ideias surgem onde menos se espera e, principalmente, ver isso em um livro nacional. A combinação de lendas e seres tão mitológicos, como os dragões, já me faz ter vontade de conhecer esta história. Gosto quando um autor(a) nos apresenta um personagem que não está totalmente no escuro em relação a sua história ou ao lugar onde ela irá chegar. Já o romance, por mais que eu adore, quando se trata de livros onde há tando a ser explicado e explorado, acho ele dispensável. Adorei sua resenha!!

  • rudynalvacorreiasoares

    Oi Tamirez!
    Um livro sobre lendas é tão bom e traz grande aprendizado e conhecimento.
    Nunca joguei RPG mas gosto muito quando um autor se utiliza dos jogos para escrever um livro e usar os mesmos personagens.
    Bom que tenha um leve romance durante o livro e que o Ruff pode ser o grande herói.
    E que bom saber que a história não é tão linear quanto a maioria dos livros de fantasia e o melhor, é de um autor nacional, fiquei cheia de orgulho.
    Já quero fazer a leitura.
    cheirinhos
    Rudy

  • Thaynara Ribeiro

    Tentei jogar RPG e não rolou para mim kkkk
    Esse título me deixa bem curiosa e gostei da resenha, fiquei com vontade de ler

  • Marta Izabel

    Oi, Tamirez!!
    Estou adorando conhecer autores nacionais!! Esse livro com certeza é fantástico só o titulo chama muito atenção!! Amei a resenha!! Já adicionei na minha lista!!
    Beijoss