fbpx

#medo31: Don’t Move (2013)

Don’t Move é um curta metragem dirigido por Anthony Melton e lançado em 2013.

Já começamos o curta em meio a um cenário de caos. Muito sangue, um copo e um tabuleiro ouija. Já percebemos que algo deu muito errado com essa combinação. Após isso, observamos um grupo de pessoas, que imaginamos serem amigos, completamente imóveis em seus lugares. Todos apresentam semblantes de medo e o total silêncio reina nesse lugar. Um desses jovens já está morto e conforme a escuridão se aproxima, percebemos que o perigo está mais próximo.

O curta é ambientado em uma clássica casa americana, nos lembrando desses filmes que já estamos acostumados a ver. Apesar de ser um lugar iluminado, ele consegue passar toda uma sensação de tensão e medo. Em 13 minutos e 55 segundos temos quase um filme de terror completo, onde os personagens e os elementos que constroem a narrativa, nos contam muito mais do que horas de diálogos. Aqui temos pouquíssimas falas e elas precisam ser ditas aos sussurros. Quando alguém se exalta, algo de muito ruim pode acontecer.

Imagine que suas palavras ou um simples movimento podem te delatar. É interessante analisar que não precisamos de muita explicação para entendermos com o que estamos lidando. Já começamos a história dentro do que está acontecendo e é a partir daí que o resto da trama vai se desenvolvendo. Não fiquei com medo da história, mas fiquei tensa do início ao fim esperando que algo terrível acontecesse. Gostei muito do plot e dos efeitos utilizados, acredito que ficaram muito bons para um curta e serviram para dar um clima de filme gore. Mas muito mais que isso, a história e as ações dos que estavam envolvidos revelaram muito sobre eles. Logo no começo, já temos algumas dicas sobre o que está acontecendo e ficamos apenas esperando que essa “profecia” se concretize. Achei um excelente curta para reunir os amigos e mostrar o que pode acontecer quando mexemos com o desconhecido. E você? O que achou dessa história? :)

É colaboradora do Resenhando Sonhos.
Natural de São Sepé, atualmente morando em Santa Maria.
Formada em Gestão da TI pela URCAMP e cursando Produção Editorial na UFSM.
Apaixonada por livros, Johnny Cash e cachorros.