Nossa Música – Dani Atkins

Nossa Música é um livro escrito por Dani Atkins e lançado no Brasil em  2017 pela editora Arqueiro.

Sobre o livro

Charlotte conheceu David na universidade e o sentimento que surgiu entre os dois foi forte e marcante. Eles pensavam que viveriam juntos para sempre, mas nem sempre a vida toma o rumo que imaginamos e anos após ter seu coração partido, Charlotte vê seu mundo ruir novamente quando um grave acidente deixa seu atual marido em uma situação delicada.

“O passado e o presente não tinham o menor direito de estarem no mesmo lugar. No entanto, estavam.”

Como se não bastasse ter que lidar com essa situação desesperadora, numa sala de espera fria e vazia, Charlotte encontra com Ally – a esposa de David, o antigo amor e responsável por partir o coração da protagonista pela primeira vez. As duas mulheres, que anos atrás tiveram suas vidas entrelaçadas e modificadas pelo mesmo homem, agora dividem uma sala de espera e o desespero por ter a vida de seus respectivos maridos por um fio.


Minha Opinião

Ler as obras desta autora é sempre uma caixinha de surpresa. Muitas características de sua escrita estão presentes neste livro, então para quem já leu algo da Atkins sabe o que esperar. Para quem não leu, adianto: nesta narrativa é preciso lidar com acidentes inesperados e todas as consequências que surgem a partir do momento que a vida de alguém que amamos está por um fio. Dor, sonhos desfeitos, tristeza, necessidade de buscar forças para lidar com todas as possibilidades, sendo elas boas ou não, são algumas questões presentes da primeira até a última página.

“Naquela noite, em que o acaso tecia um tapete vivo usando os fios de nossas vidas, eu me perguntei por que isso me surpreendera.”

Alternando entre passado e presente, conhecemos os quatro personagens principais desta história. Charlotte é a musicista simples que se apaixona por David, o universitário rico e bem sucedido. Em determinado momento eles rompem o namoro, mas as consequências de tudo o que sentiam nunca foram totalmente apagadas. Enquanto David se casa com Ally, Joe aparece na vida de Charlotte e mostra que é possível seguir em frente mesmo com o coração partido. Os dois casais seguem suas vidas, aprendem a reconhecer o amor que surge das pequenas coisas e mesmo com certos receios que surgem de vez em quando – como em qualquer relacionamento – se amam, se respeitam e fazem de tudo para que tenham um casamento feliz e duradouro.

Com as idas e vindas na história a gente conhece mais de cada um desses personagens, seus medos, seus anseios, suas motivações e o papel que cada um desempenhou na vida de todos os envolvidos. E conforme as duas mulheres passam uma noite decisiva no hospital, já que tanto David quanto Joe estão correndo risco de morte, o leitor vai se apegando ora a um personagem, ora a outro. Essa é sem dúvidas uma das características desta autora que mais gosto, essa facilidade que ela tem de envolver o leitor e fazê-lo escolher lados, torcer e se apegar emocionalmente tanto às protagonistas quanto aos seus personagens secundários, e em Nossa Música isso não é diferente.

“Você pensa que tem o controle de sua vida, acredita que é você quem toma todas as decisões, e então algo assim acontece e você se dá conta de que é apenas uma minúscula peça em um jogo de xadrez, sendo movida de um lado para outro ao capricho de alguma coisa ou alguém muito maior.”

Acontece que foi justamente esse apego forte que tive com os personagens secundários que tornou a leitura tão difícil para mim. Claro, existe toda a carga emocional apresentada na narrativa e isso por si só já deixa o leitor mais emotivo, mas o fato de escolher lados me causou uma tristeza muito grande quando o que eu gostaria que acontecesse, no fim das contas, não rolou. A verdade é que por conhecer o trabalho da autora eu imaginei um final menos clichê. E quando o óbvio aconteceu, senti um misto de decepção e tristeza.

Independente disso, Nossa Música é um livro que merece ser lido. Principalmente se o objetivo é embarcar numa história dramática, sofrida, que fala sobre a vida tal qual ela é e aponta ao leitor que às vezes existe esperança mesmo quando nada faz mais sentido. Com essa história é possível acreditar que a esperança surge quando nos permitimos observar a situação com um olhar diferente. E fica claro que encarar tudo com o coração talvez ajude nesse processo.

Com uma narrativa que mescla passado e presente, Dani Atkins mostra ao leitor mais uma história capaz de mexer com os sentimentos de quem lê. Através de personagens muito humanos esse é um livro que fala da vida, da morte, e de tudo o que pode existir entre esses dois opostos.

NOSSA MÚSICA

Autor: Dani Atkins

Editora: Arqueiro

Ano de publicação: 2017

Ally e Charlotte poderiam ter sido grandes amigas se David nunca tivesse entrado em suas vidas. Mas ele entrou e, depois de ser o primeiro grande amor (e também a primeira grande desilusão) de Ally, casou-se com Charlotte. Oito anos depois do último encontro, o que Ally menos deseja é rever o ex e sua bela esposa. Porém, o destino tem planos diferentes e, ao longo de uma noite decisiva, as duas mulheres se reencontram na sala de espera de um hospital, temendo pela vida de seus maridos. Diante de incertezas que achavam ter vencido, elas precisarão repensar antigas decisões e superar o passado para salvar aqueles que amam. Com a delicadeza tão presente em seus livros, Dani Atkins mais uma vez nos traz uma história de emoções à flor da pele, um drama familiar comovente que não deixará nenhum leitor indiferente.

Uma leitora frenética e inquieta, apaixonada por histórias fantásticas e com uma tendência a se deliciar com romances água com açúcar. Viciada em fotografias e gatos, é uma apreciadora das pequenas coisas e costuma ver beleza até onde não há.
  • Leticia

    Nao conhecia o livro nem a autora. Faz muito tempo que nao leio um drama, acho que o ultimo foi Querido John, ha uns tres anos. Mas gostei tanto da resenha <3 agora preciso saber de tudo, principalmente do final haha

  • Thais M. Costa

    Que livro amorzinho. amei a resenha. Nunca li nada da autora, mas me pareceu uma boa história pela resenha . lindas as fotos

  • Carol Mendes

    Todos falam bem desse livro, mas apesar de ter certa curiosidade, não é aqueles livros que PRECISO ler o quanto antes. Mas adorei saber que é uma caixinha de surpresa, e só por isso espero poder ler em breve!
    Adorei as fotos! <3

    Virando Amor

  • Natália Costa

    Gostei bastante desta sinopse, e de comentários que já vi em outras resenhas.
    Provavelmente não lerei no momento, mas fica no ar para uma próxima oportunidade! rsrsrsrs
    Beijossss

    ps.: adorei as fotos com as notas musicais. Ficaram lindas!

  • Samuel

    Gosto muito do tema música, ainda mais envolvendo dramas. Já escutei ótimas resenhas desse livro. Curioso. Talvez, uma futura leitura

  • Camila Rezende

    Tenho muita curiosidade de ler os livros dessa autora, sempre ouço comentários positivos sobre a escrita dela.
    Acho que vou gostar desse livro, gosto de finais clichês e como vc apontou na sua resenha, é exatamente assim que termina o livro.

  • Amanda Barreiro

    Nossa é triste quando criamos grandes expectativas para o final da história e os autores nos apresentam algo simples e óbvio. Odeio quando isso acontece! Mas pelo menos a leitura, num todo, foi bem positiva pra você. Acho que não é o tipo de livro pra mim, mas valeu a dica. Beijos!

  • Franciele Débora

    Quando li a sinopse e me encantei com a historia. Mas dai li que o final é acontece o óbvio e isso me desapontou um pouco, que pena. Mas que bom que ainda assim foi uma leitura prazerosa pra você e espero que aconteça o mesmo comigo. Espero ler em breve, beijos.

  • Samanta Samy

    Olha, gostei bastante da resenha, mas o motivo de eu não gostar da maioria dos romances é que tenho a impressão que os autores seguem uma formula tipo: coração partido, sofrimento, volta por cima, final feliz ou morte.
    Não estou generalizando, mas parece que até quando um se reiventa, em uma parte do livro mostra mais do mesmo.

  • Carolina Oliveira

    Ai achei o livro bastante dramatico e no momento n estou na vibe para este tipo de leitura. Mas que bom que vc gostou da leitura, apesar do final!

  • Gabriela Souza

    Oi! Acho que a leitura desse livro deve ser bem agradável de ler, mas não é o tipo de livro que chama minha atenção. Não sou muito fã de histórias dramáticas, então vou deixar passar a dica. Beijos