fbpx

O Advogado Rebelde – John Grisham

O Advogado Rebelde é mais um dos suspenses policiais publicados por John Grisham e trazido ao Brasil pela editora Rocco.

54

SOBRE O LIVRO

Sebastian Rudd é um advogado cujo contato não consta em nenhuma lista. No entanto ele é famoso por se envolver nos casos mais polêmicos e por isso é alvo de muitas ameaças e promessas de perseguição. Seu escritório é nada mais, nada menos do que uma elegante van preta equipada com todos os “acessórios” dos quais ele julga precisar, até mesmo um local onde passar a noite quando não aluga um quarto de motel barato.

É claro que a trama nos traz aspectos interessantes sobre a vida de Sebastian, mas o desenrolar do enredo é caracterizado por sua subdivisão em partes onde conheceremos alguns de seus mais notórios casos e mais imprevisíveis e perturbados clientes. Pode parecer perturbador para algumas pessoas, mas para ele, tudo não passa de mais um caso improvável de vencer, mas que, no entanto, ele estará lá para fazer justiça.

“Meu trabalho é multifacetado e complicado, e, ao mesmo tempo, é bastante simples.”

Por causa de sua carreira ele está sempre em uma situação desconfortável com sua ex-esposa Judith, que vive em pé de guerra com o advogado e o arrasta aos tribunais em qualquer oportunidade. Tudo isso para tentar fazer com que ele perca os direitos de visitação ao filho, para o qual ela acredita que o advogado seja uma péssima influência.

Pode parecer um tanto complicada e solitária a carreira a qual ele escolheu, no entanto, ele conta com a companhia e fidelidade de seu “guarda costas” Partner, que o acompanhará em todos os casos e não medirá esforços para ajudar o chefe ao longo de sua promissora carreira.


MINHA OPINIÃO

A estratégia do autor em dividir o livro em partes que narrem cada caso do famoso advogado nos fazem criar uma expectativa para virar a próxima página e não só desvendar o mistério presente, assim como os próximos que virão a seguir, tudo dosado na medida certa para manter o suspense sem se arrastar em descrições e detalhes além dos necessários.

A personalidade de Sebastian é sem dúvida algo divertido de acompanhar, um verdadeiro rebelde, sem papas na língua ou nos pensamentos, sarcástico e com um humor um tanto quanto “peculiar”, o que torna tudo ainda mais divertido e o que faz com pensemos da mesma forma que ele durante a resolução de seus casos e faz com que nos cative e que finalmente, torçamos por um “pequeno crápula”, afinal, ele também tem seus valores e pontos positivos.

“Advogados como eu vivem com a pergunta: ‘Mas como você é capaz de representar essa escória?
Eu respondo com um rápido: ‘Alguém tem que fazer isso’, enquanto me afasto.”

62

Os personagens secundários foram elencados de forma a se tornarem necessários para o desenrolar da trama, e não nos cansamos de acompanhar seu próprios dramas e nos importamos com o que irá acontecer com eles. São criminosos comuns, com os quais podemos lidar em nosso cotidiano real, os mesmos que vemos notícias na TV e nos jornais, o que torna tudo mais interessante.

Logo no início do livro somos apresentados a Gardy, um jovem com uma aparência um tanto quanto “suspeita” que frequenta um pequeno “clube” de jovens delinquentes no meio da floresta. Ele é suspeito de ter matado e violentado duas garotas. Mas essa não é bem a verdade. A verdade é que Gardy vive em uma pequena cidadezinha, chamada Milo, onde os habitantes são sedentos por sangue, seja ele do verdadeiro culpado, o daquele que parece ser culpado.

“O Estado não tem nenhuma prova concreta ligando Gardy aos assassinatos. ZERO. Assim, em vez de avaliar a falta de provas e reconsiderar o caso, o Estado está fazendo o que sempre faz.”

Acredito que nem tudo tenha saído como eu esperava, mas de certa forma, a trama tem um final satisfatório, e afinal, qual seria a graça de um suspense onde tudo pode ser previsto? A grande pegada do livro está em de certa forma surpreender o leitor quando ele pensa que tudo é simples e ponto, quando na verdade é pego torcendo e refletindo como se ele próprio estivesse envolvido nos casos. Acredito que por ser estudante de Direito eu tenha me identificado com alguns aspectos interessantes, mas acredito que a leitura será proveitosa a qualquer um que se aventure por ela.

thumb_livro

3estrelasb

O ADVOGADO REBELDE

John Grisham

Editora: Rocco

Ano de publicação: 2016

Na lista dos mais vendidos do The New York Times desde o lançamento nos EUA, em outubro de 2015, “O advogado rebelde” apresenta um dos mais ousados protagonistas do mestre dos thrillers de tribunal John Grisham. Sebastian Rudd é “o advogado rebelde” da trama. Seu escritório é uma van blindada, seu motorista anda fortemente armado e seus clientes são pessoas das quais a maioria dos advogados prefere manter distância, como um jovem viciado acusado de participar de um culto satânico e molestar e matar duas crianças pequenas. Mas Sebastian Rudd acredita que todos merecem um julgamento justo, ainda que ele tenha que trapacear para fazer justiça. Em sua melhor forma, Grisham constrói um suspense eletrizante e não se furta a criticar o sistema judiciário e as grandes corporações neste novo romance.

É resenhista do Resenhando Sonhos.
Estudante de Direito, 21 anos, mineira, mora em Belo Horizonte e ama o universo literário.