O Amante da Princesa – Larissa Siriani

O Amante da Princesa é um romance de época, da autora nacional Larissa Siriani, publicado em 2018 pela editora Verus.

SOBRE A OBRA

Maria Amélia de Bragança, princesa do Brasil, mas que atualmente vive em Lisboa-Portugal, está há muito prometida para o arquiduque da Áustria, Maximiliano Habsburgo. Faltando pouco mais de 2 meses para seu casamento, ela não esta nada animada. Mal conhece seu noivo e acredita que um casamento deve existir por amor e, com certeza, não é o que sente por seu pretendente.

“A verdade é que há poucas coisas neste mundo por que eu anseie menos do que esse casamento. Motivos não faltam, como só ter visto o noivo uma vez, ou o fato de o matrimônio ser arranjado. Talvez eu leia romances demais, ou talvez o amor de meus pais me tenha cegado para as verdades da vida. Mas, ainda assim, eu acredito que uniões sem paixão não deveriam existir. Como posso esperar me apaixonar por alguém em tão pouco tempo?”

Acompanhado de seu melhor amigo, Klaus Brachmann, o arquiduque chega ao Palácio das Janelas Verdes para os preparativos de seu casamento com a princesa. No entanto, o que Amélia não sabe é que Maximiliano também não está apaixonado, e esconde um segredo que pode mudar todos os planos.

Pouco depois de chegar ao Palácio, Maximiliano precisa viajar para Paris à “negócios”, deixando sua noiva aos cuidados de Klaus, a quem a princesa teve um desgosto à primeira vista, mas Klaus está disposto a mudar os pensamentos de Amélia por ele, e vê na ausência do amigo a oportunidade perfeita de se aproximar.


MINHA OPINIÃO

O Amante da Princesa é narrado em primeira pessoa do ponto de vista de Klaus e Amélia, e uma forte característica da autora que percebi nesse primeiro contato é a forma crua como ela narra sua história, sem muitos detalhes e sem a famosa enrolação, vai direto ao ponto. O que é bom porque torna uma leitura fluida e gostosa. Mas o lado ruim é que às vezes temos a sensação de uma narrativa corrida e eu, particularmente, senti falta de mais detalhes de ambiente, personagens e acontecimentos.

Eu só fui gostar dos personagens masculinos bem final do livro. Isso porque nosso protagonista Klaus está investindo na noiva de seu melhor amigo, e mesmo que Maximiliano diversas vezes deixe subentendido que não se importa, não consegui aceitar o fato de ele (Klaus) não contar ao arquiduque seus reais sentimentos, pois são melhores amigos. Sendo assim, eu senti que parte do grande segredo do arquiduque foi uma desculpa para o envolvimento de Klaus e Amélia.

Demorei a me acostumar com a trama, mas após meu envolvimento, passei a entender as razões de ambos os lados. Tanto de Klaus, ao esconder a verdade de seu amigo, e este amigo não fazendo nada para resolver seus problemas. Porém, toda a situação de envolvimento da princesa não me permitiu ver Amélia com maus olhos, muito pelo contrário. Desejei sua felicidade tanto quanto ela. Não poder fazer suas próprias escolhas e ter um casamento arranjado mexe com qualquer mulher, não é mesmo?!

“Meus lábios formigam a noite inteira, saudosos de algo que nem sequer chegaram a experimentar. Nunca fui beijada. A intensa vontade de sentir os lábios do sr. Brachmann sobre os meus causa-me um inexplicável furor, uma excitação sem igual. Sei que não posso, que não devo. Sou a princesa. Estou noiva. Mas quero-o. Muito.”

Eu não sabia o que esperar da obra, e acabei gostando bastante do que encontrei em O Amante da Princesa, o título faz jus a história. E mesmo tendo alguns problemas de envolvimento entre a trama e eu no início, o final foi sensacional! Apenas gostaria que tivesse tido um epílogo, e sabendo que não tem, torço para uma continuação, porque os personagens merecem.

Também achei super interessante o cenário em que a obra se passa, mesmo não tendo tantos detalhes assim. Então, se você está em busca de uma obra nacional do gênero, fica aqui a recomendação para conhecer o trabalho da Larissa e um pouquinho sobre Amélia e aqueles que a cercam.

O AMANTE DA PRINCESA

Autor: Larissa Siriani

Editora: Verus

Ano de publicação: 2018

Um romance sensual e divertido sobre as escolhas que são feitas por nós — e sobre tomar as rédeas da vida nas próprias mãos. Maria Amélia de Bragança é princesa do Brasil, prometida a Maximiliano Habsburgo, arquiduque da Áustria. Mas não há nada que ela deseje menos do que esse casamento: como alguém pode querer que ela se case com um homem que nem sequer conhece? O que Amélia não esperava é que seu noivo chegasse ao Palácio das Janelas Verdes, em Lisboa, acompanhado do amigo Klaus Brachmann, um homem charmoso e experiente que se sente compelido a seduzir a princesa apenas pelo prazer da conquista. Uma viagem inesperada que Maximiliano precisa fazer se mostra a oportunidade perfeita para que Klaus ensine uma coisinha ou outra a Amélia entre quatro paredes… E, conforme o jogo avança, a possibilidade de casamento se torna cada vez mais remota para a princesa, que agora precisa proteger seu coração a todo custo.

Colaboradora do Resenhando Sonhos.

25 anos, Técnica em Química e apaixonada por livros desde que me conheço por gente!