O Clã dos Magos – Trudi Canavan

O Clã dos Magos é o primeiro livro da trilogia Mago Nego de Trudi Canavan. A publicação é de 2012 pela editora Novo Conceito.

cladosmagos-recuperado

Sobre o Livro

Sonea é um jovem podre que vive nas favelas de Imardin junto com a maioria da população. Uma vez por ano eles sempre presenciavam o momento da purificação, que é quando o rei ordena ao Clã dos Magos que limpe a cidade dos pedintes e criminosos. Por causa disso e também por somente agirem dentro dos muros da cidade para as Casas do reino, os magos são visto com péssimos olhos.

Nesse dia, a garota está com vários jovens na praça central enquanto os magos se reúnem e, enquanto vários jogam pedras contra eles e tem suas tentativas repelidas pelos escudos ao redor dos magos, em um momento de imensa raiva, a pedra de Sonea ultrapassa a barreira e atinge Lord Fergun na cabeça.

Atordoados pelo fato ter acontecido, os magos perdem Sonea de vista e ela consegue escapar, porém uma procura incessante por ela começará. Entre o magos há a crença de que a magia só pode ser despertada por outro mago e, como as crianças da favela nunca são testadas, seria impossível que uma delas pudesse manifestar tal poder. Porém, de alguma forma, a magia de Sonea despertou e, se ela não aprender a controlar seus poderes rapidamente, esse dom pode não somente consumi-la, mas também destruir toda a cidade.


Minha Opinião

Fazia muito tempo que eu tinha vontade de iniciar essa trilogia, mas ela acabava sempre diminuindo por não ver as pessoas falando sobre e ver os livros sempre esquecidos. Também não consigo ligar muito a Novo Conceito à fantasia e, apesar de ter “lido” o livro através de um áudio book e não ter tido a experiência direta com a edição física, vejo o pessoal falando que há bastante erros nela.

Acho que a primeira coisa que já quero tirar do caminho é que essa é uma trilogia onde a coisa demora um pouco pra engrenar e que esse primeiro livro é imensamente inferior aos outros dois, principalmente o último. Como estou escrevendo essa resenha depois de ter lido os três, já posso sinalizar pra vocês que a coisa só melhora. Falo isso porque me deparei com vários leitores que desanimaram com o primeiro livro e ainda não seguiram em frente.

“Respirando fundo, Sonea olhou fixamente para o livro e desejou que se movesse. Nada aconteceu.”

whatsapp-image-2016-11-29-at-22-53-19

O Clã dos Magos é uma apresentação desse mundo, de Imardin, da nossa protagonista e da lógica política do reino. Porém, o que acaba prejudicando é a demorada e desnecessária atenção dada ao primeiro ato da história. A protagonista descobriu que possui um poder e é claro que os magos irão atrás dela, porém não precisávamos acompanhar essa brincadeira de gato e rato por tanto tempo.

50% do livro ou mais consiste em ela fugindo de um lado para o outro, mas eu enquanto leitora ficava apenas me perguntando porque não soava óbvio para ela, como soava para mim, que a escolha mais sábia era ela se entregar e aprender a controlar o poder que corria o risco de matar todo mundo ao seu redor? Mas Sonea simplesmente ia pulando de esconderijo em esconderijo.

Nesse primeiro livro ela se mostra uma menina corajosa, porém muito indecisa, e todo o drama desnecessário desse livro poderia ter sido facilmente condensado em poucas páginas, fazendo dessa trilogia uma duologia.

whatsapp-image-2016-11-29-at-22-53-25

Ai se você juntar essa enrolação com o fato de que há pouca profundidade na história, fica completamente justificável o fato de os leitores não darem continuidade a trama, principalmente porque os outros volumes são ainda maiores que esse. E, algo que me incomodou muito nesse livro foi a falta de sinônimos, o que é claramente um problema de tradução. As vezes a palavra favela é falada várias vezes na mesma frase ou parágrafo, deixando o texto extremamente pobre.

Meus personagens favoritos nesse livro são o Rothen e Dannyl, gosto muito do papel curioso e protetor do primeiro e da posição indiferente do segundo. Eles são personagens que crescerão muito nos livros, mesmo tendo suas posições mudadas ou fracionadas conforme a história caminha. Sonea só sobe no meu conceito no fim do segundo livro, porque ela ainda tem muito a crescer.

A trilogia do Mago Negro é uma fantasia com um mundo interessante de magos e culturas, mas que é pouco comentada por aqui. Com o primeiro livro sendo um pouco fraco é completamente compreensível, mas posso garantir pra vocês que a história melhorará bastante e se você encarar a leitura, o final virá a valer a pena.

thumb_livro

4estrelasb

O CLÃ DOS MAGOS

Autor: Trudi Canavan

Editora: Novo Conceito

Ano de publicação: 2012

Todos os anos, os magos de Imardin reúnem-se para purificar as ruas da cidade dos pedintes, criminosos e vagabundos. Mestres das disciplinas de magia, sabem que ninguém pode opor-se a eles. No entanto, seu escudo protetor não é tão impenetrável quanto acreditam.
Enquanto a multidão é expurgada da cidade, uma jovem garota de rua, furiosa com o tratamento dispensado pelas autoridades a sua família e amigos, atira uma pedra ao escudo protetor, colocando nisso toda a raiva que sente. Para o espanto de todos que testemunham a ação, a pedra atravessa sem dificuldades a barreira e deixa um dos mágicos inconsciente.
Trata-se de um ato inconcebível, e o maior medo da Clã de repente se concretiza: uma maga não treinada está à solta pelas ruas. Ela deve ser encontrada, e rápido, antes que seus poderes fiquem fora de controle e destruam a todos.

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.