O Garoto dos Meus Sonhos – Lucy Keating

O Garoto dos Meus Sonhos é da autora Lucy Keating, e foi lançado no Brasil pela editora Globo Alt.

Sobre o Livro

Alice é uma adolescente comum que tem sonhos muito vívidos. Ela acabou de se mudar de Nova Iorque, onde deixou seus amigos, para Boston, para morar na casa da avó que morreu. Sua mãe foi embora a algum tempo e ela só tem o pai. Retornando para o lugar onde nasceu, ela acaba por encontrar algo que sempre lhe pareceu impossível: Max.

“É óbvio que estou totalmente consciente que soa cem por cento maluco estar apaixonada por alguém que nunca conheci, que não é nem real.”

Picture_20170116_000533979

Há anos a garota sonha com o mesmo jovem. Mais do que sonhos aleatórios, eles são quase reais. Eles conversam como se fosse um mundo alternativo. E, por mais estranho que pareça, Alice se apaixonou pelo garoto. Sim, um menino que ela achou só existir na sua cabeça, o que a fazia se sentir muito estranha.

Porém, quando bota os pés na escola nova, lá está ele. Com ele vem uma penca de perguntas: será que ele também sonha com ela? será que ele se lembra? E, talvez as mais importantes: quem é ele e porque ela sonha a tanto tempo com o mesmo garoto?


Minha Opinião

Primeiro veio o buzz internacional e a febre que esse livro estava causando lá fora com sua capa muito bonita e nome instigante. Dreamology foi anunciado no Brasil e a expectativa de conhecer a obre de Lucy Keating ficou ainda maior. Veio a felicidade de ver a editora manter a capa e, pelo menos pra mim, uma certa decepção com o título escolhido, tirando parte da mágica que o internacional possuía. Mas ai o livro chegou, fui lê-lo, e eis o balde de água fria.

O Garoto dos Meus Sonhos foi uma das minhas decepções de 2016 e enquanto muitos acharam o livro super fofo e bonitinho, os problemas ficaram saltando pra mim a todo o momento. Desde o início imaginei que fosse adorar a história. Gosto muito da temática dos sonhos e como fantasia contemporânea tinha tudo para me fisgar. Porém, não foi o que aconteceu.

Lucy Keating tinha uma premissa interessantíssima que reside em um universo científico que ainda é de certa forma estranho a todos nós. Há vários estudos sobre os sonhos e vários deles já chegaram a constatações, mas também há muitas dúvidas a respeito. O significado e o porquê também variam quando migrados da comunidade científica para a religiosa e ai alcançamos um outro patamar.

Picture_20170116_001525949

Independente de qual fosse o caminho que a autora escolhesse, havia um extenso material para ser explorado e também uma porta aberta para usar a imaginação e criar novas teorias e propostas. Entretanto, ela escolheu não seguir caminho algum e basear toda a história no vazio. Não há sequer uma teoria aplicada no livro e não parece haver nenhuma pesquisa envolvida.

Se formos olhar pelo lado científico, que é o que me apetece mais já que não sou religiosa, há uma constatação de conhecimento geral, que diz que não sonhamos com desconhecidos. Todo e qualquer rosto que cruze nossos sonhos já foi visto em algum momento de nossa vida e armazenado no nosso cérebro. Pode ter sido alguém que você viu no ônibus, na balada, alguém do passado, um estranho que cruzou na rua, mas você certamente já olhou pra essa pessoa, mesmo que de forma não intencional.

Tendo isso como explicação básica dos nossos sonhos, algo real, a primeira atitude que eu esperaria de uma garota de 16 anos que estivesse sonhando com um mesmo cara por anos a fio, era que ela jogasse no google essa informação e descobrisse alguma coisa sobre a situação, ao invés de jamais cogitar algo assim, mesmo vivendo em um mundo igual ao nosso, onde todos estão conectados o tempo inteiro.

“Quando sonhamos, estamos sempre conectados. Mas isso não é um sonho. Eu me pergunto se ele sente minha falta como sinto a dele. Do tempo em que não havia essa distância entre nós.”

Picture_20170116_001609626

Só isso pra mim já é suficiente para que eu ache o desenvolvimento extremamente pobre e mal feito, pois essa simples informação mudaria completamente o rumo da história e faria tudo um pouco mais aceitável. A segunda coisa é que não há nenhuma explicação. Nada. “Ah, aconteceu isso”, mas como? porque? baseado em que? com que referencia? Nada.

Alice é exposta como uma menina boba que apesar de ser um pouco mais velha, parece ter uns 12 anos. Questionamentos infantis pairam sua cabeça, principalmente no que diz respeito a Max. Com isso, ela ignora tudo ao seu redor, querendo apenas que o Max real largue tudo para ser o garoto dos seus sonhos. Ele tem uma namorada, mantém uma certa distância dela, porém enquanto ela não acaba com a tranquilidade de todo mundo, Alice simplesmente não desiste.

Logo que eu vi que não teria a parte da fantasia e que seria realmente somente um romance, já tentei abstrair isso, mas a forma como tudo é desenvolvido simplesmente não desceu pra mim. A trama é mal construída, os personagens são rasos, a história não dá explicações sobre nada e apenas temos que ir acreditando. Há até um médico maluco que esperamos que dê algum sentido ao que acontece com eles, mas ele logo desaparece da narrativa e não tem verdadeiro valor, deixando o questionamento de porque precisava estar ali afinal.

Picture_20170116_000624857

Por mais que young adults não seja a minha praia, costumo gostar quando o livro trata de algum tema interessante ou tem uma história cativante. Achei que iria amar O Garoto dos Meus Sonhos por causa dos elementos fantástico e da temática dos sonhos, que eu adoro e faz inclusive parte do nome deste site, mas não foi o que aconteceu. Logo de inicio vi que seria um desapontamento, e ao encontrar o fim da história e não haver nenhum tipo de lógica sobre o que aconteceu com os dois protagonistas, apenas fiquei extremamente decepcionada com a leitura.

Se você não se importa ou não se questiona sobre a falta de nexo da história ou a inconstância infantil dos personagens, é provável que você até aproveite a leitura focando no lado bonitinho do amor que existe entre os dois nesse mundo dos sonhos. Mas, no meu caso, não funcionou. Vi que as reações ao livro tem sido bem variadas, indo de ter amado a reações de desagrado próximas as minhas, portanto há espaço para todo tipo de gosto e opinião aqui.

thumb_livro

4estrelasb

O GAROTO DOS MEUS SONHOS

Autor: Lucy Keating

Editora: Globo Alt

Ano de publicação: 2016

Desde quando consegue se lembrar, Alice tem sonhado com Max. Juntos eles viajaram o mundo, passearam em elefantes cor-de-rosa, fizeram guerra de biscoitos no Metropolitan Museum of Art… e acabaram se apaixonando. Max é o garoto dos sonhos – e somente dos sonhos – até o dia em que Alice o vê, surpreendentemente, na vida real. Mas ele não faz ideia de quem ela é… Ou faz? Enquanto começam a se conhecer, Alice percebe que o Max dos Sonhos em nada se parece com o Max Real. Ele é complicado e teimoso, além de ter uma namorada e uma vida inteira da qual Alice não faz parte. Quando coisas fantásticas dos sonhos começam estranhamente a aparecer na vida real – como pavões gigantes que falam, folhas de outono cor-de-rosa incandescente, e constelações de estrelas coloridas –, Alice e Max precisam tomar a difícil decisão de fazer isso tudo parar. Mesmo que os sonhos sejam mais encantadores que a realidade, seria realmente bom viver neles para sempre?

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.
  • Lili Aragão

    Oi Tamirez, eu até gosto de um romance bonitinho de vez em quando, mas a ideia da história é encontrar um garoto na vida real que ela sempre sonhou e inevitavelmente as respostas do porque ela sonha com ele teriam que ser respondidas, e não sendo a história perde muito de sua graça, o que é uma pena, pois o resumo do do inicio do post é bem interessante, mas a história parece ter sido mal desenvolvida. A capa apesar de ter feito sucesso, não me atraiu muito. Ótima resenha, bem sincera :D

  • Lara Caroline

    Oi Tami, tudo bem?
    Quando vi este livro primeira vez na versão em inglês, eu logo me apaixonei pela capa e desejei te-lo apenas por isso. Acredito que o livro não tenha funcionado para você, porque você foi a procura de algo que realmente não encontraria ali, que foi a parte mais científica dos sonhos e a fantasia por traz deles. Na minha opinião a autora quis desenvolver muito mais um romance e explorar bem pouco dos sonhos em si, então neste caso os senhos seriam apenas um pano de fundo para deixar o romance se sobressair. Ainda tenho vontade de ler este livro, mas não no momento rrsrsrs
    Beijos

  • Thaynara Ribeiro

    Gosto do gênero, mas isso de não dar explicações me irrita um pouco. Estava bem curiosa com a sinopse por realmente parece intrigante a pessoa sonhar anos com o cara e depois encontra-lo, mas falta algo mais profundo como vc disse. A autora poderia ter pesquisado mais e elaborado melhor a parte dos sonhos

  • Tays Costa

    Oi Tami!
    Acho que eu não li nenhuma resenha positiva sobre esse livro!kkkkk
    Eu odeio a temática de sonhos. Só peguei alguns livros ruins que, hora peca na falta de pesquisas sobre o assunto ou exagera nas pesquisas. Já correria do livro aí.
    É muito ruim quando esperamos demais de um livro… vivo sofrendo com isso.
    Que pena que suas expectativas não foram atendidas. Você escreveu muito bem sua resenha!
    Parabéns
    Beijoss

  • Bruna Prata

    Livros que não dão explicação também me irritam, surgem coisas sem pé nem cabeça que me deixam irritada. Fico feliz por nunca ter me encantado por esse livro, já que não terei que me decepcionar.

  • rudynalvacorreiasoares

    Tamires!
    Fico extremamente indignada quando um autor tem um plot tão bom para ser desenvolvido e que poderia conquistar os leitores e causar polêmica, deixa tudo se perder e torna o livro apenas um romance sem nexo, com personagens rasos e nada faz sentido.
    Não que não goste de romances, muito pelo contrário, adoro, mas gosto quando há profundidade e sentido.
    Desejo uma semana repleta de realizações!
    “O saber é saber que nada se sabe. Este é a definição do verdadeiro conhecimento.” (Confúcio)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

  • Marta Izabel

    Oi, Tamirez!
    Que pena que o livro foi uma decepção para você!! Estava cheia de expectativa com esse livro! Bom pelo menos agora já sei o quê esperar dele!!
    Beijoss

  • Gislaine Lopes

    Oi Tamirez,
    Deste que este livro foi anunciado não tive nenhum interesse em ler. Tudo na sinopse me pareceu muito bobinho e, talvez, voltado para um publico mais jovem mesmo ou para leitores que não façam muitos questionamentos em uma história. A falta de explicações para algo que, obviamente, não é normal é o que mais me incomoda em um livro. A história fica vazia e é difícil conseguir se apegar aos personagens e, com certeza, o final não será outro além de decepcionante!!