O Livro Secreto – Gregory Samak

O Livro Secreto foi escrito pelo francês Grégory Samak e foi publicado no Brasil pela editora Intrínseca no final de 2015.

salvo_1

SOBRE O LIVRO

Elias Ein é um simpático senhor de idade que recentemente se aposentou de sua carreira em um ramo de seguradoras. A fim de aproveitar o tempo restante de sua vida, ele se mudou de Viena para a pacata cidade de Braunau am Inn, na Áustria, onde espera viver os dias tranquilamente e longe dos movimentados centros urbanos.

Com uma boa aposentadoria, Elias compra uma grande casa na cidade, que aparentemente não era habitada havia alguns anos. Em seus primeiros dias na cidade, faz amizade com um garotinho ajudante de sua governanta e também com um solitário vendedor de antiquários. Ele e o vendedor passam dias da semana jogando uma interminável partida de Xadrez e conversando sobre suas vidas quando jovens.

“Remota de de aparência comum, a singular construção escondia uma natureza profunda: era, na realidade, um lugar repleto de lembranças e com um passado memorável. Seu interior era caloroso, mas apenas aqueles que se davam o trabalho de olhá-la verdadeiramente conseguiam perceber isso.”

Certo dia, enquanto estava sozinho em casa, Elias descobre uma escadaria secreta que o leva até uma imensa biblioteca escondida na casa. Maravilhado pelas relíquias que encontra ali, ele passa horas e mais horas naquele local. Até que em um determinado momento, um livro lhe chama atenção: com capa e detalhes diferenciados e em dourado, o livro parece emitir um brilho próprio, cintilante. Quando Elias começa a folhear e a compreende o que está escrito nele, fica estupefato: ele acredita se tratar do Livro da Vida, a obra sagrada escrita pelo próprio Deus, onde há o destino de todas as pessoas da Terra, desde os que já viveram até os que ainda vão nascer. Elias também percebe que as passagens do livro sagrado contém um poder mágico que o permite viajar pelo tempo, bastando para isso escolher a passagem desejada.

Agora, Elias tem um grande tesouro nas mãos, e também, uma grande dúvida: será que deve usar o Livro da Vida para alterar o passado e curar as dores que viveu no Holocausto? Será que Deus lhe deu outra oportunidade de escrever a história da forma correta? E se, ao mudar algo do passado, o que acontecerá com os eventos futuros?

Nessa aventura, Elias Ein terá a chance de mudar o passado completamente e salvar do Holocausto as pessoas que mais ama: sua família. Mas também compreenderá que o os eventos passados não devem ser alterados, pois consequências graves poderão ocorrer no futuro.


MINHA OPINIÃO

Grégory Samak é um dos principais nomes da TV francesa e O Livro Secreto é o seu primeiro romance. É um livro curto, com menos de 200 páginas e uma história interessante de ser lida. Foi auto publicado no site da Amazon e, devido à grande repercussão que teve, foi relançado pela editora francesa Flammarion em 2014.

O livro tem uma narrativa interessante que mistura fantasia com drama e o resultado é bem agradável. Possui diversas referências à acontecimentos relacionados ao domínio nazista. Inclusive, este foi o principal fator que me atraiu no livro.

“Tateando, agarrou um velho lampião suspenso em uma viga. E, quando a chama de seus isqueiro acendeu o pavio, Elias se deu conta que de acabara de entrar no lugar mais extraordinário que já tivera oportunidade de ver em toda a vida.”

salvo_2

Elias Ein é um simpático senhor de idade que nos seus últimos anos de vida resolve aproveitar a sua aposentadoria com calma e serenidade em uma cidade quieta e quase isolada do interior da Áustria. De profundo conhecimento, o personagem nos convida à grandes reflexões durante a narrativa e também nos dá diversas lições de vida. Ele possui um coração generoso e de grande bondade, e muitas vezes o personagem nos mostra como podemos fazer o bem nas pequenas coisas, sem a necessidade de que todos vejam quais são estas ações. É um personagem cativante e bem desenvolvido, e rapidamente o leitor fica apegado a ele.

“Ele tentou mais uma vez calcular todas as consequências de seu plano, mas elas eram incontáveis. Se Hitler nunca houvesse existido…. o Holocausto jamais teria acontecido.”

Quando chega ao fim da história, é bem triste de certa forma, mas nos traz grandes questionamentos: quais de nossas ações podem influenciar o futuro? Se pudéssemos mudar o passado, será que deveríamos? Valeria a pena, por amor (ou vingança), arriscar todo o futuro da humanidade e o seu próprio? O livro não é apenas uma fantasia sobre viagem no tempo ou sobre um livro mágico escrito por Deus. É um convite à reflexão de nossas atitudes no mundo e, principalmente, sobre nossos sentimentos. Em o Livro Secreto, Samak nos faz pensar na vida, em nossa família e em nossos amigos.

“Poucos homens fazem o mal achando que estão fazendo o mal, pensou Elias”.

salvo_3

Porém, vejo que Samak poderia ter aproveitado melhor a narrativa e aprofundado mais a ideia do nazismo no enredo. Os acontecimentos que envolve Adolf Hitler e o seu partido político são corridos e pouco elaborados, servindo apenas como plano de fundo, e não como motivo da trama. Por isso, várias vezes a ideia da narrativa ficava vaga ou perdida.

Apesar de ter o cenário pouco desenvolvido, a leitura desta obra vale a pena devido as grandes reflexões que o livro nos proporciona. Também vale ressaltar que é o primeiro romance do autor, então pode ser que em seus próximos livros o desenvolvimento da narrativa melhores significativamente.

“Observava Hitler pela primeira vez, e viu nele uma paixão verdadeira. Uma perturbadora sinceridade extrema. Elias sentia que, naquele momento, Hitler não fazia a mínima ideia do que iria se tornar. Era um homem inteiramente dedicado à Alemanha, fanático, mas, compreendeu também, ao vê-lo, que Hitler acreditava estar do lado do bem.”

Para quem gosta de livros com histórias que gerem reflexão ou se interesse pelo contexto da 2ª Guerra Mundial e o Holocausto, O Livro Secreto é uma boa alternativa de adentrar esse marco histórico que até hoje é lembrado com profundo pesar.

O LIVRO SECRETO

Autor: Grégory Samak

Editora: Intrínseca

Ano de publicação: 2015

Ao fim da vida, Elias Ein decide se mudar para uma cidade isolada na Áustria, em busca de tranquilidade para aproveitar sua aposentadoria. Um tempo depois de se instalar em sua nova casa, ele descobre uma escada escondida que dá acesso a uma vasta biblioteca com obras incríveis. E entre elas, Elias descobre algo maravilhoso: o Grande Livro da Vida, uma obra sagrada em que Deus escreveu sobre o destino de cada ser humano.

As citações extraordinárias do livro secreto possibilitam interferir no curso da história. Fascinado pelo poder da obra, Elias, que testemunhou a ascensão do nazismo ao poder e perdeu familiares durante o Holocausto, decide usá-la para mudar o destino. Ele vai tentar salvar aqueles que ama, mas, sabe que, acima de tudo, é o destino de todo um povo que está em jogo.

Com um segredo em mãos e muitas decisões a tomar, Elias vai viver uma aventura que o levará mais longe do que podia imaginar. Uma história atemporal, cativante e sensível, que mistura elementos fantásticos e fatos históricos, O Livro Secreto fala sobre amizade e coragem, ódio e covardia

É colaborador do Resenhando Sonhos.
Catarinense, Publicitário formado pela UNOESC, apaixonado por sci-fi, distopias e suspense policial. Fã de Arquivo X e Supernatural, sonha um dia encontrar os aliens.
  • Bruna Prata

    Não consigo me imaginar na pele de Elias, ter posse do Livro da Vida não deve ser nada fácil de se lidar. Gostei bastante do livro se passar na época do Nazismo e ter toda essa áurea reflexiva em volta dos acontecimentos.

    • Reinaldo José Nunes

      Oi Bruna, pois é, seria uma tarefa árdua ter o livro da Vida nas mãos e saber que qualquer alteração poderia ocasionar acontecimentos inimagináveis. Sem dúvida um grande fardo. Muito bom a questão reflexiva do livro *–*

      beeijos

  • Daiele

    Oi Reinaldo!
    Gostei bastante de tudo nesse livro. O titulo, a capa e principalmente a premissa.
    Não sei, mas eu senti que esse livro é do “tamanho” certo, e que traz uma grande lição para nós sobre alterar passado e querer que o futuro não estrague. Bom, foi isso que entendi pela resenha, e fiquei bem interessada, pq quem é que nunca quis mudar algo la atras?! hahaha. Também adorei o fato dele encontrar uma biblioteca escondida em casa, ja pensou que sonho?! Nossa, eu ia passar dias trancada so lendo, hahaha

    • Reinaldo José Nunes

      Oi Daiele, pois é, o livro é muito bonitinho hehe (a capa parece aveludada, sabe? uma sensação bem gostosa haha)
      De fato ele é bem reflexivo, então quem gosta de livros mais neste tom sem dúvida é uma ótima escolha.
      Eu só não gostei tanto pois esperava a trama mais desenvolvida com o nazismo, o que não ocorreu :/

      A crítica que o livro traz é em relação a se apegar de mais ao passado e acabar não vivendo o presente, o que compromete o futuro. Erros do passado nos ajudam a moldar o futuro, mas se nos prendemos à eles, o futuro moldado se parecerá ruim, sufocante, etc…

      E claro, assim como você eu adoraria encontrar uma biblioteca escondida na casa, meu sonho ♥ hahah

  • Lara Caroline

    Oi Reinaldo, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro ainda, mas me interessei logo de cara quando vi que o personagem já tinha passado por essa questão do Holocausto. Pena que este contexto não foi tão explorado, mas acho que o autor quis passar mesmo a reflexão sobre as nossas escolhas e as consequências que elas trazem, e não tanto a 2ª Guerra Mundial.
    Eu achei o livro bem interessante e por ser curtinho parece ser uma leitura bem gostosa de se fazer.
    Beijos

    • Reinaldo José Nunes

      Oi Lara, tudo bem e contigo? ^^
      É pode ser que o foco mesmo seja na questão reflexiva hehe eu fui com muita sede no pote e fique sem saciar :/ kkkk
      Mas a mensagem do livro é show de bola *–*
      Beijoss

  • Marta Izabel

    Oi, Reinaldo!!
    Esse livro tem um premissa muito interessante. Não saberia o que fazer se tivesse em minhas mãos um livro que poderia mudar a vida de várias pessoas. Mas, penso que se você mexe no passado de um forma tão radical com certeza o presente vai sofrer muitas modificações tanto para o bem como também para o mal. Enfim, adorei a indicação!!
    Beijoss

    • Reinaldo José Nunes

      Olá Marta, nem eu saberia agir se isso acontecesse comigo. Acho que entraria em choque num primeiro momento hehe.

      Que bom que gostou do livro, quando ler ele me conta o que achou :D

  • Gislaine Lopes

    Oi Reinaldo,
    Achei interessante o tema do livro. Imagina encontrar toda a história da humanidade, ter todo este poder nas mãos? O autor escolheu focar no Holocausto, pois foi a história de vida que ele deu para o protagonista, mas a humanidade sofreu muito mais do que com o nazismo. Cada pessoa poderia ver este livro de uma forma. Enquanto uns sofreram com o Holocausto, outros sofreram com diferentes guerras, com a escravidão ou com alguma tragédia familiar (em um nível menor). O fato é que independente de quem possuísse este livro, teria que refletir e pensar em quais consequências sua escolha acarretaria.
    Gostei muito de sua indicação, vou procurar saber mais sobre o livro e o autor!!

    • Reinaldo José Nunes

      Seria muita responsabilidade ter a história da humanidade nas mãos e a possibilidade de poder mudar ela hahahah (eu acho que não gostaria de ter tal coisa haha).
      Mas o tema é sim, muito interessante, é triste. O Holocausto é uma ferida que acredito eu, nunca será curada :/

  • Alison de Jesus

    Olá,não é todo dia que encontra-se livros de autores franceses e essa é uma obra de arte.A trama é muito bem feita e nos faz questionar sobre as consequências de nossas decisões. Beijos.

    • Reinaldo José Nunes

      Olá Alisson, que bom que se interessou pela trama do livro :D