O Mágico de Oz – L. Frank Baum

Lyman Frank Baum, escritor, poeta, ator e cineasta, nasceu em Chittenango, Nova York. Ele escreveu um dos mais maravilhosos contos infantis – “O Maravilhoso Mágico de Oz” publicado em 1900 e que recentemente ganhou uma nova edição pela Editora Zahar.

fr_3_size880

SOBRE O LIVRO

Em uma pequena fazenda no Kansas, vive uma garotinha chamada Dorothy. Na companhia de seus tios e de seu pequeno cãozinho Totó, a menina leva uma vida simples e pacata. Em um dia cinzento como todos os outro dias, um ciclone invade a fazenda, carregando consigo a casa onde Dorothy morava e havia se protegido junto de seu cãozinho. Após algumas horas a menina acaba por adormecer, e quando desperta se vê em uma terra que não se parece em nada com o velho Kansas.

Ao sair da casa, Dorothy descobre que sua casa aterrissou na “Terra de Oz”, e acabou caindo em cima da “Bruxa Má do Leste” e a matando. Mesmo sendo considerada uma heroína pela estranha e adorável população que lá vivia, a menina deseja voltar ao Kansas para junto de sua família, no entanto, sua jornada não parece fácil. Para conseguir voltar, Dorothy terá de ir até a cidade das Esmeraldas e pedir ajuda ao “Poderoso Oz”. Durante o caminho pela estrada de tijolos amarelos, a menina encontra novos amigos, cada um com algum desejo “impossível” que resolvem acompanhá-la na esperança de que Oz os ajude.

Quando finalmente alcançam seu destino, os amigos acabam se deparando com mais alguns obstáculos até os seus tão sonhados desejos se tornarem realidade. É assim que a jornada de nossos personagens se intensifica, e nos leva a descobrir junto com eles as maravilhas e maldições da fantástica “Terra de Oz”.


CAPA E EDIÇÃO

y3mpmmF-kCMJLwFdjnu3NBzCSfxar1dYcIhHmOmEArN0FMi6YafBXHGtCwWys05jrwcdXPfdYhk4Akw7yZP6gMWAALQ7vGn7VTK5S7o-mTnhPP8SPpqujc_i_5ZFudN5h1w

A edição de bolso de luxo trazida pela editora Zahar traz o texto integral, juntamente com algumas impressões e comentários do autor à adaptação de sua narrativa, o que dá ao leitor uma proximidade maior com relação, não só à história, mas também ao próprio escritor.

As ilustrações dos capítulos foram adicionadas às páginas que descrevem cenas de tensão e importância para a trama, muito bem distribuídas pela história.


Trazido ao cinema:

Em 2014 a adaptação cinematográfica de “O mágico de Oz” completou 75 anos, quando no início foi vista como um fracasso, hoje, é um clássico.

A MGM pagou a L. Frank Baum uma quantia de $75000,00 dólares pelo direito de adaptá-lo aos cinemas. O filme começou a ser rodado em 13 de outubro de 1938 e só encerrou as filmagens em 16 de março de 1939. Houve interesse por parte do nosso conhecido mundo de Walt Disney em lançar o longa logo após o sucesso de “Branca de Neve”, no entanto, a MGM já havia comprado os direitos. Em 2013, um preludio foi lançado, focando mais no Oz, intitulado Oz: Mágico e Poderoso.


A Terra de Oz:

y3mg9vCfmwGZiUYk7j9VG0fFc2Y80SKLEWG-XuwiqDw_VIMpvWgGdWvTvw1fCxad3thuMRWbha0ZuwckNcJa7WFeDApm0CUjpej_rJHJ4F89PXYUWvXQOmx6oVRgWgWDZmO

Os livros de Oz formam uma série que teve início com o “Maravilhoso Mágico de Oz” e são relacionados à fantástica Terra de Oz. Os primeiros 14 livros foram publicados por seu escritor original L. Frank Baum, além de outros 19 publicados por Ruth Plumly Thompson, e outros 7 livros escritos por diversos autores, conhecidos assim como os “Famosos Quarenta”, tendo sido, a maioria deles publicada internacionalmente por Reilly & Britton.


MINHA OPINIÃO

Amante incorrigível de contos infantis, levo cada detalhe em consideração, é claro, ao olhar de uma criança. O mundo criado por Baum, traz uma estrutura diferenciada por sair do “eixo” em que a maioria das narrativas infantis costuma circular.

“Quando estava na metade do caminho, ouviu-se um grito fortíssimo do vento e a casa sacudiu com tanta força que Dorothy perdeu o equilíbrio e caiu sentada no chão. E então uma coisa muito estranha aconteceu. A casa rodopiou duas ou três vezes e começou a levantar voo devagar, Dorothy teve a sensação de que subia no ar a bordo de um balão.”

Criado para ser, na minha opinião, um dos maiores clássicos infantis, “O Mágico de Oz” remete a infância e imaginação das crianças trazendo um mundo onde pessoas tem cores, bruxas existem e seres inanimados têm personalidades e características próprias.

Apesar de apresentar situações que nos levam a refletir sobre nosso próprio mundo, a suavidade com que o autor as descreve é admirável. A narrativa é composta por cenas suaves, que em momento algum remetem a violência de qualquer tipo, o que é, sem dúvida, um cuidado imenso quando se trata de transmitir uma história ao público infantil, trazendo além, os ensinamentos sobre as diferenças de cada um, e a força da união e amizade.

O MÁGICO DE OZ

Autor: Lyman Frank Baum

Editora: Zahar

Ano de publicação: 2013

Um ciclone atinge a casa onde Dorothy vive com os tios e ela e seu cachorro Totó são levados pela ventania e param na Terra de Oz. Por lá, Dorothy faz novos amigos – o Espantalho, o Lenhador de Lata e o Leão Covarde -, encara perigos, vive histórias fantásticas e precisa enfrentar seus próprios medos. Depois de tantas aventuras, a menina descobre que seus Sapatos de Prata têm poderes mágicos e podem levá-la para qualquer parte. Mas não existe melhor lugar no mundo do que a própria casa

É resenhista do Resenhando Sonhos.
Estudante de Direito, 20 anos, mineira, mora em Belo Horizonte e ama o universo literário.
  • Thaís Barelli

    Deu muita vontade de ler o livro. Só conheço a obra pelos filmes e coisas assim, mas nunca li.
    Um beijo!
    http://www.impulsofeminino.com

    • Ana Luiza Oliveira

      Oi Thaís!

      Vale a pena conferir, garanto que você vai se apaixonar!

      Volta pra me contar o que achou logo hein?! haha.

      Beeeijo.

  • Oi, tudo bem?
    Eu nunca li esse clássico, nem sei dizer realmente o motivo mas sempre me encantei com a adaptação. Não sabia que tinha sido um fracasso na época; Chega até ser irônico. A edição tá linda, mas sendo Zahar só poderia ser.

    Beijos

    SIL ~ Estilhaçando Livros

    • Ana Luiza Oliveira

      Oi Silviane, tudo bem por aí?
      Assim como você eu não conhecia os detalhes da longa trajetória do clássico, mas acredito que tudo tenha sido visto, talvez, com olhos diferentes em cada etapa e por isso não tenha sido tão bem aproveitado no início. Ainda bem que estamos aqui hoje para comprovar o sucesso, não? haha.

      Espero ter te dado um empurrãozinho para embarcar logo na aventura. Não se esqueça de voltar pra me contar o que achou!

      Beeijo.

  • Luiza Helena Vieira

    Oi, Ana!
    Essa edição da Zahar é linda demais!
    Tenho muita vontade de ler o livro e ver o filme. Quem não se deixa encantar pela menina de Kansas que foi pra Oz?
    Beijos
    Balaio de Babados

    • Ana Luiza Oliveira

      Oi Luiza!

      Muitos elogios à edição tem sido feitos e tendo um exemplar dela, concordo plenamente, é de fato uma fofura kk. Espero que você logo confira de pertinho todo o universo de OZ e que se encante ainda mais por nossa pequena Dorothy.

      Não se esqueça de voltar pra me contar o que achou!

      Beeeeijo.

  • sector12

    Que edição L-I-N-D-A! Ainda não tive a oportunidade de ler esse clássico, mas vontade é o que não falta! Resenha incrível! E eu me apaixonei pelos detalhes dessa edição!
    Beijos,
    Luana Agra – Blog Sector 12 – http://sector-12.blogspot.com.br/

    • Ana Luiza Oliveira

      Oi Luana!
      Fico feliz que tenha curtido a resenha, e espero muito ter te dado um empurrãozinho para finalmente iniciar a leitura rs. Não se esqueça de voltar pra me contar o que achou!
      Beeeijo.

  • Dai Castro

    Adoro a história da Dorothy, aliás, essa edição da editora Zahar está linda! Eu fico impressionada com a simplicidade da história e como cada personagem contribui de alguma forma para se alcançar o objetivo do grupo! <3 Beijos!

    http://colorindonuvens.com/

    • Ana Luiza Oliveira

      Oi Dai!
      Concordo com você, o autor conseguiu exprimir uma simplicidade encantadora, não só através dos personagens mas também em todo o universo do mundo mágico de OZ. A amizade e o companheirismo entre os personagens são um grande ensinamento para levarmos além da infância.

      Fico feliz que você tenha aproveitado sua leitura.

      Beeeijo.

  • Essa edição ficou linda demais, AMEEEEEEI a capa. Ainda não li esse clássico, acredita? Ai está a minha oportunidade.

    Beijos, Love is Colorful

    • Ana Luiza Oliveira

      Oi Bárbara!

      Acredito porque também levei um bom tempo pra conferir de pertinho, rs. Essa edição é um capricho, sem dúvida. E, na minha opinião, a edição de bolso ficou uma fofura maior ainda. Fico te esperando pra me contar o que achou!
      Beeeeijo.

  • c_i_d_a

    OI Ana! Eu só vi o filme e adoro a história, adoraria conferir o livro e saber quais detalhes ficaram de fora. É um clássico com certeza.

    Bjos!! Cida

    http://www.moonlightbooks.net

    • Ana Luiza Oliveira

      Oi Cida! Sem dúvida você vai terminar mais fascinada do que nunca! Alguns detalhes que enriquecem ainda mais o clássico tão amado por todos nós. Fico esperando você me contar o que achou da leitura.

      Beeeeijo!