O Príncipe Serpente – Elizabeth Hoyt

O Príncipe Serpente é o terceiro volume da Trilogia dos Príncipes escrita por Elizabeth Hoyt. Os romances foram trazidos ao Brasil pela editora Record em 2017 e arrebataram o coração de vários leitores através de histórias de época apimentados.

SOBRE O LIVRO

Lucy Craddock-Hayes é uma jovem donzela que vive nas redondezas da província de Kent. A moça levava uma vida tranquila até o dia em que ela encontra um homem sujo e maltratado a poucos metros de sua casa, completamente sem roupas.

“O homem morto aos pés de Lucinda Craddock-Hayes parecia um Deus caído.”

O fato em si já era algo completamente estranho e curioso, mas poderia revelar-se ainda mais quando ele se apresenta como Simon Iddesleigh, um importante visconde londrino sedutor e cheio de um senso de humor um tanto inapropriado.

O aparente galanteador incorrigível, porém, será surpreendido pela beleza e os encantos da jovem, apaixonando-se por ela e seus doces modos. O passado que ele esconde aguçará a intuição dela, que pouco a pouco se encontrará dividida por uma paixão avassaladora e pelo destino do príncipe serpente.

O encontro entre “um anjo e um demônio” consumirá o coração e alma dos dois amantes quando a honra do rapaz falar mais alto, ao mesmo tempo em que uma perigosa vingança leva agressores até a porta da jovem a procura de Simon. Enquanto o visconde luta contra os inimigos, ela tenta salvar sua alma usando a única arma que tem: o amor.


MINHA OPINIÃO

O Príncipe Serpente é, assim como os dois primeiros volumes, uma leitura rápida e fácil, trazendo cenas que envolvem o leitor, seja por sua intensidade ou por prometerem uma revelação assim que tivermos terminado.

O aspecto mais impactante do livro é a forma com que os acontecimentos são capazes de alterar a vida da jovem protagonista, o encontro de um amor inesperado capaz de abalar não só sua rotina mas de corromper (de uma forma, boa, talvez) o coração de uma jovem, que até então não tinha outras ambições que não levar uma vida tranquila. No geral, a trilogia pode ser considerada como uma história sobre como o amor, a paixão e a entrega podem alterar vidas, corações e almas.

“A vida não é um conto de fadas, minha menina.”

Outro aspecto presente neste volume, assim como nos demais, é o encaixe dos opostos. Com personagens que se completam enquanto se anulam, Elizabeth Hoyt criou romances cheios de momentos apimentados, calorosos, e capazes de acender uma chama nos corações de seus próprios personagens e também dos leitores. O que talvez faça deste o livro com desenrolar mais ativo é a rivalidade do conde e seus inimigos, que está presente na maior parte da narrativa, o que para mim, que não sou uma grande fã de romances, tornou as coisas um pouco mais divertidas, mas talvez, para alguns leitores, possa ter fugido um pouco do rumo esperado.

Os personagens secundários são responsáveis por ótimos momentos neste livro. O pai de Lucy, um homem ranzinza e carrancudo consegue arrancar risadas do leitor ao se comportar feito uma criança mimada, enquanto o mordomo externa a insatisfação de um emprego com o qual ninguém se importa. A mais interessante de todas, porém, é Theodora, uma garotinha que apesar de muito pequena traz um ensinamento importante ao deixar bem claro que as diferenças entre meninos e meninas são criações da sociedade enquanto joga para o alto o conceito de que existem brinquedos de meninos ou brinquedos de meninas.

Por fim, posso dizer que para o desfecho da trilogia foi um bom enredo com um bom final. Mesmo não sendo uma grande apreciadora de romances românticos me diverti muito com a leitura da trilogia e acabei descobrindo que em boas mãos, os romances podem ser muito mais do que um copo de água com açúcar. Espero poder ter mais experiências como esta e, é claro, espero que leitores que assim como eu tenham um pouco de receio com o gênero, se abram para uma nova experiência. A trilogia é uma ótima pedida para começar!

thumb_livro

4estrelasb

O PRÍNCIPE SERPENTE

Autor: Elizabeth Hoyt

Editora: Editora Record

Ano de publicação: 2017

O terceiro livro da aguardada série de romances de época com uma forte pitada de erotismo
Quando o diabo encontra um anjo… Lucy Craddock-Hayes está satisfeita com a vida tranquila no interior. Até o dia em que tropeça num homem inconsciente — um homem inconsciente e nu — e perde para sempre sua inocência. Ele pode levar ao paraíso… O visconde Simon Iddesleigh apanhou de seus inimigos até quase morrer. Agora ele está determinado a se vingar. Mas quando Lucy cuida dele para restaurar sua saúde, a sinceridade da jovem surpreende sua sensibilidade calejada — e desperta um desejo que ameaça consumir os dois. Ou ao inferno. Encantada com a inteligência perspicaz de Simon, com seus modos urbanos e até com seus sapatos de solado vermelho, Lucy rapidamente se apaixona por ele. Embora sua honra o mantenha longe dela, a vingança envia os agressores de Simon à sua porta. Enquanto o visconde entra em guerra contra seus inimigos, Lucy luta pela própria alma, usando a única arma que tem — seu amor…

É resenhista do Resenhando Sonhos.
Estudante de Direito, 21 anos, mineira, mora em Belo Horizonte e ama o universo literário.