O Segredo do Alquimista – Scott Mariani

O Segredo do Alquimista é o primeiro livro da série Ben Hope, do autor Scott Mariani, lançado aqui no Brasil pela editora Fundamento em 2014.

Sobre o Livro

Benedict Hope é um especialista no resgate de vítimas de sequestro, possui um background militar e uma fama que lhe procede. Ele não acredita na competência da polícia para resolver sequestros delicados, onde na maioria dos casos a vítima acaba morta. Por isso e, devido alguns acontecimentos pessoais, ele se especializou nessa área. Vemos ele resolvendo um caso e, quando vai para casa descansar, logo é procurado por um homem misterioso.

No telefone quem fala é Alexander Velliers, em nome de seu chefe Sebastian Fairfax. Esse homem riquíssimo oferece a Ben uma fortuna para que ele encontre um manuscrito super antigo escrito por um suposto gênio da alquimia, Fulcanelli. Segundo as lendas em volta desse homem que ninguém sabe o fim que deu, ele teria descoberto a fórmula do elixir da vida. Fairfax diz a Ben que precisa desse elixir para salvar a vida da neta que está morrendo. Tocado pela história e com um ponto fraco por crianças, o homem topa a jornada mesmo não acreditando na veracidade daquilo que vai perseguir.

“É como o santo graal da alquimia. Alguns dizem que existe, outros dizem que não, ninguém sabe o que é ou o que tem nele, ou se realmente existe.”

20160918_155555

Fulcanelli está desaparecido desde 1926 e ninguém sabe o seu paradeiro e muito menos se ele realmente possuía um manuscrito ou a tal fórmula, mas Hope embarca em uma jornada que passará por diversos locais e entrará em conflito com diversas pessoas com interesses distintos.

Porém, não são esses fatos que iniciam o livro. O que temos é uma cena de 6 anos antes, quando o Padre Pascal Cambriel, na França, se depara com um homem que fez o corpo em fragalhos com cortes, correndo pela vizinhança. Esse homem claramente fora de si tenta se matar e em sua posse havia um punhal e alguns papeis. O que a história passada na França em 2001 tem a ver com a busca de Ben em 2007 é algo que vamos aos poucos descobrindo ao longo da narrativa. Mas, o que é certo afirmar, é que não somente Fairfax que está de olho nesse possível elixir, e que há bem mais interessados em descobrir seu paradeiro.


Minha Opinião

Acho que uma das coisas mais legais sobre esse livro é ver o conflito entre a realidade como nós conhecemos e a possibilidade de algo além disso. A alquimia não é algo que parece ser real, não é comprovado ou aceito, porém, mesmo assim, o contratante acredita que é real e pode salvar a vida de uma criança, estando disposto a pagar uma grana por isso.

Nosso protagonista é cético, ele não acredita que esse elixir possa ser real, mas se há uma chance qualquer que ele possa ajudar a salvar a vida da criança, ele simplesmente precisa tentar. Por mais que o trabalho seja diferente de tudo o que ele já fez, o objetivo ainda é o mesmo: buscar e encontrar. E ele encontra muitas coisas em sua jornada.

A ciência e seus cientistas jamais cogitaram a existência da alquimia e sempre desprezam qualquer estudo relacionado com o assunto, chegando a desacreditar e a enterrar a carreira de muitos profissionais que em algum momento pensaram em seguir por esse caminho ou formularam alguma teoria sobre. Uma dessas profissionais é a Dra. Ryder, que vai acabar cruzando caminho com nosso protagonista enquanto ele faz sua pesquisa de campo.

Porém, o que nem ele e nem essa Dra. sabem é que há mais pessoas acreditando nessa lenda de Fulcanelli e em busca desse tal elixir e de sua fórmula. Como bom livro de mistério oculto e busca por algo mítico e perdido há anos temos, claro, a igreja envolvida.

“Pelo fogo a natureza é renovada inteira.”

20160918_155618

Há uma sociedade secreta, possivelmente comandada por um Arcebispo que está monitorando toda e qualquer descoberta ou atividade que tenha a ver com esse assunto e, quando Bem Hope aparece e começa a fazer perguntas, entrando em contato com uma das únicas cientistas a falar sobre alquimia de forma pública, um alvo é posto em suas costas. Não mais apenas à procura de algo, nosso protagonista também passa a ser caçado e, sua passagem tranquila pela Europa acaba quando a trilha de corpos que os “Gladus Domini” estão deixando pra trás acabam ligando ele à situação, envolvendo a polícia e colocando mais gente a sua procura e de olho nos seus passos.

Toda a trilha de pistas e mistérios que cerca esse alquimista que desapareceu nos anos 20, assim como o envolvimento da igreja e a necessidade de desvendar enigmas e charadas me lembrou muito os livros do Dan Brown e tenho certeza que vai agradar os fãs do autor. Eu parei de ler Dan Brown porque não via nenhum carisma no protagonista de O Código Da Vinci, mas Ben é diferente. Ele tem uma história e um porque para fazer o que faz e vamos descobrir isso ao longo da trama. Por mais que ele seja fechado ele não é rude e sabe tratar muito bem as pessoas quando lhe convém. Por ter um background militar logo de cara visualizamos um cara sério e um pouco batido pela vida, principalmente pela histórico com álcool descrito no livro, mas sabemos que Ben Hope é puramente uma pessoa boa que achou no encontrar sequestrados uma forma de tornar sua vida algo mais agradável de conviver.

Apesar de algumas cenas de ação e luta que me pareceram um pouco falsas, Scott Mariani conseguiu vender muito bem a história pra mim, principalmente pelo protagonista ser cativante. Já a Dra. Ryder tem seus altos e baixos durante a trama e em alguns momentos apenas gostaria que ela fosse um pouco mais “adulta”. Porém, devido a toda falta de credibilidade que as pessoas dão a ela dá pra relevar algumas coisas, pois parece normal que ela tenha adquirido uma personalidade mais de ataque.

Como um suspense investigativo o livro cumpre o seu papel e ficamos até o último minuto questionando a veracidade da existência do alquimista e do seu elixir, algo que poderia mudar toda a visão de realidade da trama. E o mais legal é que esse tal de Fulcanelli realmente existiu, assim como todas as referências a alquimia foram tiraaos de especulações reais.

Gostei de final, apesar de um pequeno detalhe e acho que O Segredo do Alquimista, como já mencionei, é um prato cheio para os fãs do Dan Brown e de todos que gostam de um bom enigma cheio de desdobramentos, peças e mistérios.

thumb_livro

4estrelasb

O SEGREDO DO ALQUIMISTA

Autor: Scott Mariani

Editora: Fundamento

Ano de publicação: 2014

Especialista em resgate de vítimas de sequestros, Ben Hope encontra pessoas de forma rápida, discreta e eficiente. Mas quando um empresário milionário o contrata para uma missão diferente de todas as outras, Hope se vê em uma situação que mudará sua vida – ou que acabará com ela. Não se trata de achar uma pessoa, mas um objeto: um manuscrito antigo escrito por Fulcanelli, um homem que muitos dizem ter sido um gênio da Alquimia. No documento, pode haver uma fórmula capaz de salvar a vida da neta do empresário, uma criança que sofre de uma grave doença.
Tocado pela história, que o faz lembrar o próprio passado trágico, Hope vai para a França começar as buscas. Lá, ele percebe que não é o único procurando o tesouro. Que interesse um obscuro grupo religioso pode ter em Fulcanelli e na Alquimia, que sempre foi condenada pela Igreja? Como uma cientista brilhante e desacreditada pode ajudá-lo a encontrar esse objeto? Por que o manuscrito já foi alvo da cobiça até mesmo dos nazistas? Ben Hope tem dezenas de perguntas, cujas respostas, se forem descobertas, podem transformar a vida de milhares de pessoas.

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.
  • Anne

    Opa!!! Gostei da capa e já chamou atenção. Eu gosto muito desse ar de mistério, de você ficar lendo até o fim pra descobrir se é ou não é e quando o autor faz isso sem exagerar e deixar a história chata, poutz!!! Eu nunca li os livros de Dan Brown, nunca tive graaaande interesse. Eu imagino que esse Segredo do Alquimista daria um bom filme, né não!?? O filme eu veria fácil fácil! Rs… Beijos Tami!

  • ADRIANA HOLANDA TAVARES

    Tamirez nossa fiquei mega curiosa sobre o livro, não sei por que, talvez pelo título me veio a cabeça a obra do Paulo Coelho(e isso me incomodou pois não gosto nadinha dele) mas a capa está linda e como me apaixonei tenho certeza que vou pegar muitas coisas boas dessa leitura. Adorei o que colocou na resenha e adorei ainda mais saber que é uma leitura fluida sem muitas complicações. Espero ter a oportunidade de ler em breve! Também chamou muito a atenção ele ser equiparado a Dan Brown

  • Lili Aragão

    Oi Tamirez, a sinopse o resumo do livro me deixaram curiosa e acho que ele deve realmente cumprir o seu papel no quesito suspense pois depois de ler a resenha eu já tô curiosa pra saber se ele conseguiu achar o alquimista (se ele existe) e salvar a garotinha. Gostei demais da dica e se tiver a oportunidade vou querer lê-lo com certeza :)

  • Lara Caroline

    Oi Tamirez!
    Gosto bastante de livros deste estilo, adoro investigação e aquele negócio de desvendar segredos e tals. Eu nunca li nenhum livro do Dan Brown, mas os filmes inspirados nos livros dele sempre me deixam com uma pulguinha atras da orelha. Gostei muito da resenha e do livro.

  • Daiele

    Oi Tami!
    Eu nunca li Dan Brown, então não faço ideia de como seja, haha.
    Para ser bem sincera eu tenho um pouco de receio dessas historias que envolvem igreja, mas gosto de “descobertas, mistérios, ação.” Eu gostei bastante do titulo, alias, o livro é bem bonito fisicamente. Mas não me interessei pela historia não :(

    beijos

  • Bruna Prata

    Gosto muito de toda essa temática investigativa de pistas. E não, nunca li nada do Dan Brown então não consigo assemelhar as histórias, apesar das obras dele ser bem aclamada pela crítica, isso é um bom sinal, creio. Infelizmente não sou familiarizada com esse tipo de enredo, mas adoraria conhecer.

  • Oi, Tamirez!
    Já li 4 livros do Dan Brown, sendo 2 histórias do Robert Langdon que é o principal ganha-pão do autor. Confesso que gosto bem mais das outras histórias dele do que as do Robert, que são bem receita de bolo, mudando só cidades e mulheres com que ele se relaciona. Entendo a semelhança entre as obras dos autores, mas me interessaria mais se esse conseguisse se destacar mais, eu gostei muito da personalidade do Ben Hope, e da Dra. Ryder não ser perfeita como as mulheres nos livros do Dan Brown são.

  • Thaynara Ribeiro

    Eu curto muito uma investigação assim… ainda mais com um de sobrenatural. Não li Dan Brown nem assisti os filmes baseados nos livros… tenho vontade de ler mas no fim sempre falta um empurrãozinho final para começar.
    Achei super intrigante a resenha, e agora quero saber se o elixir existe rsrs

  • Bruna Helena

    Gosto muito de ler livros desse gênero policial/suspense, geralmente são leituras rápidas e envolventes e funcionam comigo, mas que por incrível que pareça, eu não leio muito. Sou louca mesmo é pelos romances, rs. Ainda não li nenhum livro do Dan Brown mas vejo muitos fãs do autor, então prevejo que essa seja uma ótima comparação.

  • cristiane dornelas

    Não conhecia esse livro. E ele parece ser bem interessante, ainda mais por brincar com a realidade assim. Gosto desse tipo de história, com investigação, mistérios e aquele troço de acreditar ou não que te deixa nessa até as últimas páginas. Você fica confuso como os personagens e sem saber no que acreditar, mesmo que não acredite. Essa confusão aí…
    E tem até uma parte de verdade. Adoro quando fazem isso em livros, é um ponto interessante pra mim.
    Boa essa dica, gostei.

  • Alison de Jesus

    Eis um caso de “não julgue um livro pela capa”,pois se eu o fizesse este livro estaria no final da minha lista.No entanto,a história parece ser realmente muito boa,a proposta do autor de desafiar o ceticismo e comprovar o irreal nos deixa curiosos para desvendar os mistérios dessas páginas.

  • Marta Izabel

    Oi, Tamirez!!
    Que livro mais interessante é esse!! Gostei muito da premissa do livro e adorei sua resenha que foi muito bem escrita. Sempre fui curiosa quando o assunto é livros de suspense e esse parece que tem muito!!
    Beijoss

  • suzana cariri

    Oi!
    Ainda não conhecia esse livro, mas acho as historias sobre alquimia bem interessante e esse parece ter uma drama bem interessante, cheia de segredos e que consegue prender o leitor e também achei legal essa duvida se a alquimia existe ou não que o livro trás, mas espero que essas partes sem sentido não incomode muito o livro !!

  • Aline Lanis

    Achei que seria um livro que me interessaria, mas nem é :/
    Não consigo gostar muito de livros assim, mas ótima resenha :)