O Vespeiro – Kenneth Oppel

O Vespeiro é uma das obras do escritor Kenneth Oppel. Conhecido por escrever para o público jovem, veio através desta obra mexer com o psicológico de jovens e adultos em um eletrizante thriller psicológico. A obra foi trazido ao Brasil em 2017 pela Galera Record.

SOBRE O LIVRO

Para a maioria das crianças da idade de Steve o verão é tempo de brincadeiras ao ar livre e tardes recheadas de alegrias, mas para ele o verão seria como qualquer outra das estações do ano, cheio de preocupações e aflições. A família dele é composta por seus pais, sua irmãzinha Nicole e o pequeno bebê Theo, que apesar de muito pequeno luta pela vida desde o dia em que nasceu, vivendo dia após dia uma rotina de hospitais, exames e suposições que nunca são suficientes para acalmar o coração dos pais ou tirar a angústia do garoto.

Ele sabe que os pais precisam dar uma atenção especial ao irmão, mas já deveriam ter acabado com o enorme vespeiro no telhado de casa, afinal de contas, ele é alérgico! Devido à falta de tempo dos pais e ao fato de o vespeiro ser a menor de suas preocupações, Steve acaba sendo picado por uma vespa, o que faz com que ele comece a ter sonhos estranhos… Em seus sonhos estão presentes uma vespa rainha e um bebê sendo criado dentro do vespeiro, assim como uma larva.

“Eu não sabia como explicar aquilo para meus pais….”

Como se não fosse suficiente a vespa conseguia se comunicar com Steve e, prometia que era capaz de solucionar todos os seus problemas, garantindo a ele e a sua família uma vida perfeita, sem mais aflições ou tristezas, tudo seria perfeito, inclusive o seu irmão… E tudo o que ele precisava fazer, era dizer sim!


MINHA OPINIÃO

A melhor parte dos thrillers psicológicos é o fato de que acabamos, como leitores, submersos na trama de tal maneira que nos faz sentir como se fôssemos parte de toda uma realidade inventada, já que na maioria das vezes aquele que nos conta a história está imerso em pensamentos e devaneios.

“Na verdade, aquilo era só uma maneira de eu conversar comigo mesmo, uma maneira de me ajudar a resolver as coisas na minha cabeça…”

Uma questão interessante com relação a esta obra é a utilização dos sonhos como forma de “escape”, mas ao mesmo tempo, como algo com que se deva lutar. O garotinho, Steve, é uma criança cheia de manias, extremamente ansioso, paranoico e sistemático, que encontra em seus sonhos uma fuga de seus problemas “reais”, mas ao mesmo tempo é capaz de impor a si mesmo, através deles, problemas ainda maiores, enquanto que até onde se sabe deveria ser um lugar de conforto e abrigo.

Quanto à realidade que se estende a nós leitores, pontos importantes são questionados, como por exemplo a existência de Deus e como ele é capaz de permitir que coisas terríveis aconteçam à pessoas boas e inocentes, ou ainda em um aspecto mais mundano as características atribuídas, como por exemplo o fato de todos sermos, assim como o pequeno bebê, “quebrados”, como se algo estivesse errado dentro de cada um de nós, sejam esses defeitos físicos ou de personalidade, como o egoísmo.

Figuras interessantes são criadas ao longo da narrativa, como “o Sr. Ninguém”, um amigo imaginário da irmã de Steve que reflete exatamente em sua personalidade e forma, aquilo que o nome diz: o nada. Ou ainda, algo capaz de ir além dele. Para aqueles que conheçam a famosa obra de Neil Gaiman, Coraline, existem várias referências diretas e indiretas, desde as ilustrações criadas pelo mesmo artista, até personagens como o Sr. Ninguém, que seria o Gato nesta outra. É claro que tudo isto foi criado para dar à obra um tom obscuro e fazer do imaginário realidade e vice-versa, o que torna tudo mais interessante.

Mais do que uma história de conflitos internos, esta é uma ótima pedida para aqueles descrentes das aventuras as quais estamos sujeitos a vivenciar, seja em sonho ou em realidade. Apesar de ser considerado uma obra para todas as idades acredito que trará ao público adulto muito mais do que diversão, mas também questionamentos e reflexões. Sem dúvida, vale a pena conferir.

thumb_livro

45estrelasb

O VESPEIRO

Autor: Kenneth Oppel

Editora: Galera Record

Ano de publicação: 2017

O celebrado autor Kenneth Oppel cria uma obra-prima que explora a diversidade e as deficiências, os medos e os sonhos e o que realmente une uma família. Algumas crianças veem o verão como um tempo de alegria e brincadeiras. Mas para Steve é apenas mais um período de preocupação e ansiedade. Seu irmão recém-nascido está lutando pela vida… E ninguém sabe se ele conseguirá vencer essa batalha. Como seus pais ficarão se o pior acontecer? Além de tudo, ainda há um vespeiro no telhado de sua casa… Ele é alérgico! Quando uma vespa-rainha invade seus sonhos com uma solução para todos os problemas, Steve acha que tudo se resolverá, ele só precisa dizer sim. Mas sim é uma palavra muito poderosa… Será possível voltar atrás?

É resenhista do Resenhando Sonhos.
Estudante de Direito, 20 anos, mineira, mora em Belo Horizonte e ama o universo literário.

  • Thais M. Costa

    Gostei muito de coraline e fiquei feliz em saber que tem uma semelhanca. A tematica me chamou a atencao . Amei a resenha e as foros estao lindas como sempre.

  • Camila Rezende

    Não me interessei pelo livro.
    Achei a sinopse bem estranha, e mesmo que na resenha vc citou que autor fez à Coraline ainda não me motivou para ler esse livro.

  • Pamela Liu

    Oi Ana Luiza.
    Acho que para todos nós os sonhos funcionam como escape ou são uma forma de reorganizar na nossa mente o que estamos passando.
    Achei a trauma bem interessante. Fiquei com bastante vontade de ler esse livro, ainda mais se tem se melanca com Coraline.
    Bjs

  • Leticia

    Oi! Eu estou há algum tempo procurando um livro no estilo de Caixa de Passaros. Nunca li Coraline, mas tenho muita vontade. Esse livro despertou muito interesse em mim.

  • Franciele Débora

    Oi, tudo bem?
    É a primeira resenha que leio desse livro e eu fiquei bem curiosa diante dessa premissa, e gostei muito de ler suas impressões sobre ele. A capa não me chamou atenção e não achei nenhum um pouco convidativo, mas quero saber mais a respeito de Steve, seus sonhos, e afins.
    Gostei de sua resenha, beijos.

  • Naiara Fidelis

    Eu não conhecia este livro, mas fiquei muito curiosa para ler, o enredo me chamou muito a atenção, e adoro livros de trillers psicológicos.

    Obs: amei a capa rsrs.

  • Michelli Santos Prado

    Pela capa e pela sinopse ele nos chama a atenção, primeira resenha que leio sobre ele, e fiquei bastante intrigada com esses ” pesadelos” e como sera o desenvolvimento da historia, livros assim sempre acabam nos prendendo a atenção!

  • Amanda Barreiro

    Oi Ana Luiza! Esse é o tipo de livro que eu jamais teria pensando em adquirir, não fosse a sua resenha. Adorei a dica, sério. Adoro thrillers psicológicos, adoro histórias que envolvem sonhos, distúrbios, quando o autor nos faz entrar na mente do personagem. E se eu tinha dúvidas, a referência a Coraline me ganhou, rs. Beijos!

  • Samanta Samy

    Olá!
    Você disse thriller psicológico?
    Já quero!
    Achei interessante o fato da obra abordar questionamentos como a existência de Deus e tudo aquilo que o rodeia.
    Vou dar uma olhada no Skoob.

  • Gabriela Souza

    Oi! Não costumo ler thrillers psicológicos, mas achei a proposta do livro bem curiosa. Achei legal também o livro abordar outros aspectos, como a existência de Deus. Pretendo ler. Beijos

  • Natália Costa

    Interessante a ideia deste livro, achei bem original. Acredita que nunca li um thriller psicológico? Quero muito me aventurar neste estilo, pois tenho a impressão que ficarei viciada! hahaha

  • Samuel

    Amo esse livro, que se tornou um dos preferidos da vida. O vespeiro além de instigante é complexo e fascinante. Excelente leitura