Orange (5 volumes)- Ichigo Takano

Orange é um mangá em 5 volumes de Ichigo Takano, publicado originalmente em 2012 no Japão. Ele veio ao Brasil em 2015 pela JBC, mesmo ano em que ganhou uma adaptação cinematográfica em animé por Mitsujirō Hashimoto.

Sobre o mangá

Orange conta a história de cinco amigos que estão no segundo ano do colegial e que são muito unidos.  Numa manhã inusitada, a protagonista Naho Takamiya recebe cartas datadas de 10 anos no futuro, que teriam sido enviadas por ela mesma, para alertar sobre coisas que a garota deveria fazer para alterar o presente.

A Naho do futuro tem alguns arrependimentos e acredita que com as instruções dia a dia para sua versão do passado, possa corrigir essas coisas e fornecer um futuro melhor para todos os envolvidos.

20170130_124845

Os alertas giram em torno de Kakeru Naruse, um garoto que está chegando na escola de outra cidade e que deve se unir ao seu circulo de amizades. Porém há algo sobre ele que deve ter uma maior atenção, e com as dicas fornecidas pela carta, Naho teria a oportunidade de fazer ajustes importantes para o futuro dele também. Porém, as perguntas que ficam no ar são: como essas cartas chegaram até ela e, o que é que precisa tanto ser consertado?


Minha Opinião

Eu sou uma novata no mundo dos mangás e comecei a me aventurar somente no ano passado com Fullmetal Alchemist. Orange acabou entrando na lista de desejados depois que vi muita gente falando sobre ele e também pelo fato de serem apenas 5 volumes e todos já terem sido publicados aqui no Brasil, o que facilita bastante.

Apesar de trabalhar o gênero da ficção científica pela viagem no tempo das cartas, esse não é o foco da história, bem pelo contrário. Segundo informações que eu recebi, esse mangá seria equivalente ao que chamamos de um chick-lit aqui no Brasil, um romance mais voltado para o público feminino, apesar de eu não concordar completamente com isso.

Esse é um mangá sobre a amizade e sobre o quanto mesmo com as melhores intenções ainda é possível errar. Naho recebe aqui uma segunda chance, algo que ela jamais imaginou. Ela nem sabe quem é o garoto novo até que chega na escola, ela sequer acredita nas cartas logo que as recebe e, mesmo assim, conforme as coisas vão acontecendo, vê sua crença testada. Porém, ela é tímida e não consegue expressar direito os seus pensamentos e sentimentos, o que dificulta bastante sua missão de mudar as coisas.

20170130_125312

Logo de cara percebemos que algo muito ruim aconteceu e que isso envolve o Kakeru diretamente. O sentimento que surge entre ele e Naho é imediato e a menina se sente ainda mais confusa frente a tudo. Mas ela ainda tem o apoio dos amigos e, por mais que eles não saibam por completo o que está acontecendo, sabem que há algo rolando e tentam apoiá-la da melhor maneira possível.

Ao longo dos 5 volumes veremos a trama se desenvolver e intercalar o presente da Naho que recebeu as cartas com o futuro daquela que as enviou. Não há transição entre uma linha temporal e a outra e isso pode ser um pouco confuso no começo, mas depois você se acostuma em ver os personagens com roupas diferentes e já sabe quando estamos em um outro momento.

Os volumes tem seus seus altos e baixos e achei os dois últimos os melhores. O terceiro é o mais fraco de todos e acaba acrescentando bem pouco a trama, podendo ter explorado outros aspectos que ficaram esquecidos, como uma atenção melhor aos outros amigos. O Suwa é o meu personagem favorito e certamente ganha pontos pela forma como sua personalidade é desenvolvida. Ele é de longe o que mais tem a perder e também o mais altruísta, deixando a própria felicidade de lado para que os outros possam alcançar aquilo que lhes parece mais certo.

Aos poucos iremos compreender como cada um se encaixa na trama e porque de comportamentos específicos. Naho e Kakeru ficam com o protagonismo e confesso que não sou a maior fã da menina. Ela é toda travada e isso é compreensível, porém a forma como isso é retratado no mangá deixa a gente beeem nervoso com ela. As vezes basta que ela diga algo ou dê um passo a frente, ela já tem o roteiro em mãos, basta segui-lo, e muitas vezes ela não consegue e ficamos frustrados.

Já o Kakeru é um garoto fechado e quase 90% das descobertas que fazemos sobre ele vem das informações contidas nas cartas. Cartas essas que não terão uma explicação fantástica para terem viajado no tempo. Esse não é o foco e o autor apenas nos dá uma possibilidade para que não fique inexplicado. Portanto, é preciso focar na história da amizade em si, do que nas questões de viagem no tempo.

20170130_125142

Eu fiz essa leitura em buddy read com o Cadu, do Fetiche Literário, e foi uma experiência super bacana comentar volume a volume o que estávamos sentindo sobre os fatos e bolar teorias sobre o que aconteceria. No final, o saldo foi bem positivo e ambos gostamos bastante de ter conhecido a história. E, o mais legal, é que o final fica semi aberto, pautado para interpretação, e cada um de nós pensou nele de uma forma diferente, baseado nas pistas deixadas pelo autor em suas ilustrações finais.

O último volume foi de longe o que eu mais gostei e o que mais me emocionei. Há partes onde você precisa parar e pensar em que linha temporal está para que o que você está lendo não lhe provoque pânico, e isso é muito bacana.

Orange é um mangá sobre o valor da amizade e sobre quanto algo pequeno pode mudar completamente o curso de nossas vidas. Na vida real ainda não temos esse recurso de viajar no tempo e tentar mudar o passado, então precisamos viver o presente da melhor forma possível e esperar estar no caminho certo.

Essa é uma boa recomendação pra quem ainda não lê mangás e quer começar, pois como é uma história juvenil e contemporânea, a linguagem é bem mais fácil que um mangá com luta, por exemplo. Além da história ser curta, fofinha e já ter todos os volumes publicados.

ORANGE

Autor: Ichigo Takano

Editora: JBC

Ano de publicação: 2015

Na primavera do segundo ano do colégio, chega uma carta vinda de dez anos no futuro. Nela, estava contido o desejo da Naho de 26 anos para a Naho de 16 anos, dizendo para ela não passar pelos mesmos arrependimentos que eu passei. E a Naho adolescente vai descobrir que o arrependimento é em relação ao Kakeru Naruse, o aluno novo que é transferido de Tóquio e o motivo da Naho adulta ter escrito a carta!

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.
  • Marta Izabel

    Oi, Tamirez!!
    Nossa amei a resenha!! Fiquei muito curiosa para ler esse mangá!! Já faz muito tempo que não leio nenhum tipo de mangá só assisto os animes. Mas adorei conhecer um pouco sobre Orange!! Sem dúvida fiquei bem interessada para conhecer essa história !! Gostei muito da indicação!!
    Beijoss

  • Lili Aragão

    Ainda não tive nenhum contato com mangas mas achei a ideia desse bem legal, assim as séries de livros que estamos acostumadas, os mangas tem altos e baixos ao longo da história e achei essa série uma ótima dica pra quem quer começar a ler esse tipo de história. Fiquei curiosa pra saber como as cartas chegam e como elas vão influenciar na história ;)

  • Gabriela Souza

    Oi Tami.
    O único contato que tive com “mangás” foi com a turma da mônica jovem hahaha Confesso que não me interessei pela história, e não pretendo entrar no mundo dos mangás tão cedo. Beijos

  • Daiele

    Oi Tamii
    Se vc é novata com mangás imagina eu que so li Orange mesmo. Resolvi começar por esse pelos mesmo motivos que vc decidiu ler e nao me arrependo nenhum pouco. Foi dificil para mim me acostumar com a forma de contar historia de um mangá e quando peguei a coisa, os volumes acabaram e fiquei querendo mais. Acho linda a mensagem de amizade que a historia nos da, contada de uma forma que para mim é original. Quem dera se pudessemos ter uma segunda chance paara mudar algumas coisinhas nao é? Haha. A personagem principal me irritou tbn, primeiro por demorar tanto para ler a carta e depois por ser tao “lerda” mas quem nunca passou por isso nessa idade nao é? Logo a perdoei quando lembrei de como era eu… Como eu nunca li mangá antes nao sei se seria uma boa eu falar que quria muito que orange tivesse bem mais volumes! ♡

  • Pamela Liu

    Oi Tami.
    Faz tempo que não leio mangás, porque são muitos volumes e são caros rs
    Gostei do fato de Orange ter só 5 volumes e de todos eles já terem sido lançados por aqui.
    Achei a história ok. Parece passar uma boa mensagem sobre amizade.
    Adorei a capa dos mangás.

  • rudynalvacorreiasoares

    Tamirez!
    Não tenho costume de ler mangás, mas tenho muita vontade e gosto de conhecer o que os fãs estão lendo e como foram as leituras.
    Bem vindo Cadu!
    Um mangá que fala sobre um grupo de amigos e ainda recebem cartas do futuro é bem interessante.
    Ver a história passar no pensamento dos personagens, deve mesmo causar uma pequena irritação.
    Gostaria de conhecer os vários tipos de mangás.
    O que achei mais interessante é que mesmo que tenha uma história geral, cada livro da série traz um sentimento diferente para o leitor e isso é bem legal!
    Obrigada por apresentar a série.
    cheirinhos
    Rudy

  • Thaynara Ribeiro

    Nunca tive a experiência de ler um mangá e apesar de achar a resenha bem interessante, não leria desse estilo. Em se tratando desse tipo de leitura e até animes prefiro os sobrenaturais

  • Bruna Prata

    Todos os mangás que li, já tinha assistido seu anime antes. Não tenho o costume de lê-los com frequência, mas até que a sinopse desse é extremamente interessante.