Para Todos os Garotos Que Já Amei – Jenny Han

Para Todos os Garotos Que Já Amei é um livro da autora Jenny Han lançado em 2015 aqui no Brasil pela editora Intrínseca. A continuação, P.S. Ainda Amo Você também já foi está nas livrarias.

SOBRE O LIVRO

IMG_3973

Lara Jean é uma garota recatada, tímida e de apenas 16 anos. Ela é a filha do meio de três irmãs, mas todas bem diferentes uma das outras. Margot, a mais velha de 18 anos, é uma garota muito corajosa e que em breve irá para a faculdade, já Kitty, uma menininha de apenas 9 anos e que, apesar da pouca idade, é bastante determinada. Seu pai médico infelizmente não tem o tempo que queria para cuidar de suas três filhas.

Após a morte da mãe, Margot assumiu o papel para as irmãs mais novas, mas logo isso irá mudar por causa da sua ida à Escócia para fazer sua tão sonhada faculdade, o que deixa a nossa protagonista Lara Jean assustada com a responsabilidade de estar no comando após a partida da irmã.

Ela nunca foi muito de expressar seus sentimentos, na verdade Lara havia se apaixonado apenas 5 vezes em toda sua vida, mas nunca foi correspondida de verdade. Por causa do seu jeito, ela escrevia cartas para suas “paixonites” mas nunca as enviava, pois seu objetivo não era expor os seus sentimentos, e sim conseguir compartilhá-los por meio da escrita das cartas. Mas tudo muda de uma hora pra outra, quando ela se vê sendo obrigada a amadurecer rapidamente, e quando suas cartas antigas foram enviadas aos seus destinatários de um jeito misterioso. Entre essas cinco cartas, duas delas a preocupa bastante, uma vai para a Josh, o ex-namorado de Margot, que toda sua família é apegada. E a outra vai para Peter, o “riquinho bonitão” do colégio.

Apesar de amar sua irmã incondicionalmente, quando Margot termina com Josh e surge aquela questão: Será que agora ela terá sua chance? Será que seria vista com bons olhos ao se aproximar do ex-namorado da irmã que está indo embora? Afinal, Lara se apaixonou por ele primeiro, ela o viu primeiro.

“Josh Sanderson, eu gostei de você primeiro. Você era meu primeiro. E, se tivesse sido eu, eu o teria colocado em uma mala e levado comigo, ou, quer saber?, nem teria partido. Eu nunca abandonaria você. Nem em um milhão de anos, por nada neste mundo.”

Em contra partida Peter Kavinsky que de primeiro momento parece ser alguém irritante, pode surpreender o destino de Lara Jean de um jeito que ela não imagina. E agora, o que será que essas cartas vão reservar a essa garota?

MINHA OPINIÃO

Capas com rostos são um problema pra mim, mas devo dizer que essa capa é LINDA! Realmente imaginei a Lara como foi retratada aqui. A diagramação está perfeita, e o livro é bem gostosinho de ler, com uma narração de primeira pessoa sempre feita pela protagonista. Ganhei de presente da Tamirez aqui do blog <3 e me surpreendi muito positivamente com a história!

Sabe aquele livro que no começo você está torcendo LOUCAMENTE para um casal, mas lá pela metade da história você muda TOTALMENTE e começa a shippar outro? Foi exatamente assim comigo! Josh logo no começo da história se mostrou um rapaz muito doce com toda a família de Lara, e confesso que fiquei feliz quando ele e a Margot terminaram. Parecia que finalmente ele e Jean teriam uma chance! Ou não.

“Se o amor é como uma possessão, talvez minhas cartas sejam meu exorcismo.”

IMG_3971

Com um certo orgulho, Lara não quer que Josh perceba que ela está interessada nele e arma um plano com Peter, o personagem que mais me surpreendeu durante o livro. No começo, achei Peter bem chato, típico gato do colégio, mas aí me liguei que Jenny Han não é uma autora de escrever clichês básicos. Após ele tomar um pontapé da namorada, eles armam uma vingança. Ele e Lara iriam namorar por “contrato” para causar ciúmes. Mas a sutileza que a autora transmitiu nesse casal inesperado me fez começar a torcer mais por eles.

Além do romance, a história mostra um drama familiar bastante bem construído. O foco é como a protagonista vai se virar após a partida de Margot. Ela precisa dirigir, fazer comida e manter tudo certo com Kitty que é apenas uma criança. E, claro, também é necessário cuidar de seu pai, que apesar de ser adulto tem seus próprios dramas e problemas. Margot foi a personagem que menos me agradou, sua personalidade e decisões loucas me deixou tensa, mas pensando bem, a vida é feita de escolhas não é mesmo?

O final do livro foi um verdadeiro baque! Surpreendente. E me deu um verdadeiro soco na cara. Assim que terminei de lê-lo precisei ir atrás de sua continuação e fiquei feliz em saber que a editora Intrínseca iria publicá-lo. E pela minha felicidade, ganhei também de presente de aniversário! (foi um aniversário bem recheado de livros maravilhosos).

Para todos os garotos que eu já amei é um young adult super bonitinho, leve de ler e que eu super recomendo. Tenho certeza que logo irá sair aqui no blog a resenha de P.S. Ainda amo você e ai continuo contando pra vocês o que Jenny Han aprontou com a vida da nossa protagonista.

5estrelas01

IMG_3967

Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.
Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.

 

É resenhista do Resenhando Sonhos.
Nascida no interior Paulista, futura cientista da computação, se apaixonou por literatura quando conheceu o bruxo Harry Potter e o vampiro Edward Cullen. Adora ir no cinema e assistir séries em dias chuvosos.