Perto o Bastante Para Tocar – Collen Oakley

Perto O Bastante Para Tocar é um romance da autora Colleen Oakley, com publicação de 2017 pela editora Bertrand.

SOBRE O LIVRO

Jubilee Jenkins não conhece outro lugar a não ser sua própria casa, em Nova Jersey. Quando criança ela foi diagnosticada com uma rara doença alérgica. Não pode tocar e nem ser tocada por ninguém. No entanto, ela teve uma infância normal até a adolescência, quando após o episódio traumático de seu primeiro beijo ela decide viver reclusa em casa.

Aos 26 anos de idade, Jubilee vive completamente sozinha e não ter contato com ninguém é bastante complicado para ela, todavia ela vêm lidando bem com isso. Até que sua mãe, que enviava a ela todos os meses dinheiro para despesas, falece. Com essa fatalidade, ela se vê obrigada a sair e procurar um emprego. Enfrentar seu maior medo, socializar…

“Eu sei que se eu tenho aprendido alguma coisa, é que o amor é confuso. Não vem para nós em uma caixa perfeita, tudo embrulhado em um arco. É mais como um presente de uma criança, rabiscada e amarrotada. Imperfeito. Mas sempre um presente da mesma forma. É que nem todos os presentes devem durar para sempre.”

Erick Keegan e acaba de se mudar para Nova Jersey a trabalho. Sua filha não fala com ele desde o divórcio. Além disso, Erick tem um filho adotivo, Aja, o qual era filho de seu melhor amigo, agora falecido. Aja vêm enfrentando diariamente problemas de convivência e Erick não sabe mais como lidar com isso. Sua vida saiu completamente dos eixos. E é em algum ponto dessa história que essas duas vidas descompensadas vão acabar se cruzando.


MINHA OPINIÃO

Fazia um certo tempo que eu não lia nada que me desse aquele quentinho no coração que a gente tanto ama. Li vários livros hypados com promessas de serem incríveis e nada funcionava. Decidi então optar por algo diferente, um ebook em inglês que apareceu para mim em uma promoção, e que escolha fantástica.

Nossos dois protagonistas sofrem com problemas tão delicados que é impossível não se comover com suas histórias de vida. Jub, com sua alergia rara de não poder tocar as pessoas me deixou diversas vezes apreensiva e muito deprimida. Que vazio seria ter uma vida onde você prefere ficar trancada em casa deo que sair, não podendo nem dar um aperto de mão ou um abraço. Uma infância difícil e uma adolescência pior ainda, onde seus hormônios estão ativados e você se sente muito mais eufórico por contato com pessoas. E para piorar, uma mãe que prefere o caminho mais fácil, o abandono. É difícil de imaginar tudo isso.

Erick, ao se divorciar, perdeu também o amor de sua filha, que o ignora totalmente e está enfrentando diversos problemas adolescentes, incluindo má companhia e drogas. Seu filho adotivo Aja, mal se comunica com ele, tem 10 anos e enfrenta diariamente problemas consigo mesmo que poderiam levá-lo a uma depressão.

“A infância não é a hora de ser idealista? A hora de sonhar? Ela terá muito tempo para ser cínica quando crescer.”

Todos os personagens apresentados tem seus problemas. Porém, eu senti um afeto muito grande por Aja. Ele é só uma criança, perdeu os pais em um trágico acidente e mesmo assim consegue ser adorável. Uma criança que te dá vontade de colocar no colo e abraçar bem forte.

Eu gostei muito de como a história toma seu rumo. Nem tudo são flores e coisas ainda ficam pendentes no final. Nosso epílogo se passa após 7 anos de história, e ele é curto. Então fica aquele sentimento de o que aconteceu nesse tempo todo? Contudo, esse gostinho de “quero mais” é de certa forma aceitável, finalizando o livro de um jeito bom.

Em leituras em inglês eu sou nova, mas me surpreendi em como Colleen Oakley tem uma escrita fácil e fluida. Além de que os capitulo são intercalado entre Erick e Jubilee, permitindo-nos os dois pontos de vista. Li muito rápido e com certeza, foi a melhor leitura em inglês que fiz até o momento. Então, como já temos no Brasil a publicação, também fica acessível para quem, como eu, quer algo bacana e que proporcione um bom sentimento ao fim da leitura.

PERTO O BASTANTE PARA TOCAR

Autor: Colleen Oakley

Editora: Bertrand Brasil

Ano de publicação: 2017

Jubilee Jenkins é uma jovem com uma condição médica rara: ela é alérgica ao toque de outros humanos. Depois de uma humilhante experiência de quase morte na escola, Jubilee tornou-se uma reclusa, vivendo os últimos nove anos nos confins da pequena Nova Jersey, na casa que sua mãe deixou quando fugiu com um empresário de Long Island. Mas agora, sua mãe está morta, e, sem seu apoio financeiro, Jubilee é forçada a sair de casa e encarar o mundo do qual tem se escondido – e as pessoas que o habitam.
Uma dessas pessoa é Erik Keegan, um homem que acabou de se mudar para a cidade por causa de seu trabalho e que está lutando para descobrir como sua vida saiu dos livros. Até que um dia, ele conhece uma mulher misteriosa chamada Jubilee..

Colaboradora do Resenhando Sonhos.

25 anos, Técnica em Química e apaixonada por livros desde que me conheço por gente!