Piores Filmes de Terror

Filmes de terror buscam assustar o público de todas as formas possíveis, trazendo às telas seus piores medos. Mas nem todos os filmes conseguem realizar esses objetivos. Há filmes que deixam a desejar, que não assustam ou até mesmo que se tornam maçantes. Para você não acabar assistindo um filme ruim, fizemos aqui uma lista com alguns dos piores filmes de terror de todos os tempos.

O SEGREDO DA CABANA

Em o Segredo da Cabana uma jovem decide ir com amigos em uma viagem diferente nas montanhas, para passar alguns dias em uma cabana. A Cabana fica isolada no meio da floresta e em pouco tempo os amigos descobrem que o passeio se transformará em algo que jamais imaginaram.

A premissa trazida no filme é boa, mas a sua trama toda faz uma mistura de vários elementos sobrenaturais que não chegam a fazer sentido. O filme se torna muito chato e cansativo, e quando finalmente termina, a sensação é de alívio.


FENÔMENOS PARANORMAIS

Um apresentador de um reality show decide ir gravar um episódio de seu programa em um hospital psiquiátrico abandonado. A fama do local era de ser mal assombrado, e com isso seria um ótimo lugar para se realizar um show ao vivo. Só que não.

O filme tenta impressionar o telespectador dizendo ser baseado em fatos reais, então tinha tudo para ser uma história de botar medo. Mas não é o que acontece. O filme abusa dos efeitos especiais e com isso tudo fica irreal de mais, muito “forçado”, o que tira toda a credibilidade da trama, não assusta e pior ainda, torna a história maçante. Reflexo disso é que o filme lucrou só 3 milhões a mais do que gastou para ser produzido.


ATIVIDADE PARANORMAL 4

Quando criança, Katie ouve barulhos estranhos e sussuros pela casa. Agora, adulta, ela está morando com seu namorado que decide gravar o cotidiano deles dois na nova casa. Porém, coisas estranhas começa a acontecer na casa, e a vida dos dois se torna um inferno.

Há quem idolatra esse filme, não sei porque, e há quem o odeie. Isso porque o filme não é aterrorizante, tão pouco supera as expectativas de quem assite. De uma hora para outra Katie é atormentada por espíritos, sem ter muito sentido, e a forma como os eventos estranhos acontecem chegam a ser entediantes. O filme até tenta assustar com uma cena ou outra, mas no geral, é um filme que você assiste sem demonstrar muito interesse.


PIRANHAS 3D

Um grupo de amigos está curtindo mais um dia a beira de um lago, céu limpo e muitas bebidas. Tudo parece muito bom até que um terremoto no fundo do lago liberta inúmeras pirinhas famintas. Todos que estão na água se tornam presas fáceis para esses animais demoníacos.

Esse é daqueles filmes que não precisavam ter sido feitos. A história é previsível, abusa dos efeitos 3D e não envolve quem está assistindo. Resultado: é um filme clichê, sem sentido e com roteiro fraco.


O EXORCISTA 2 – O HEREGE

Anos depois dos eventos que ocorrem no primeiro filme, a jovem Regan volta a ouvir vozes e a ter visões de coisas sobrenaturais. Assim, um padre e um psiquiatra são chamados para expular – mais uma vez – o demônio que atormenta Regan.

Não há como negar que O Exorcista é até hoje um dos primeiros filmes lembrados quando se fala em terror. Mas a sua continuação passa longe de merecer esse crédito. O filme foi muito mal falado pelas críticas, não possui a mesma essência do primeiro filme e ainda por cima tem um roteiro cuspido, daqueles que embarca na fama do anterior para tentar se promover. Tudo o que tem de assustador no primeiro – sangue, cabeças virando, vozes demoníacas – nesse aqui mal aparece, e quando aparece, nem chega perto do que o primeiro filme foi capaz de fazer.


MAMA

Em Mama, duas garotas perderam sua mãe, que foi assassinada pelo pai. Elas fogem assustadas para uma floresta e por cinco anos nunca mais ninguém ouviu falar delas. Tempos depois elas reaparecem e todo mundo fica surpreso que elas estejam vivas. As duas irmãs foram então adotadas pelos seus tios, que em pouco tempo percebem que há algo de errado com as meninas: as duas conversam com uma entidade invisível o qual a chamam de Mama.

A premissa do filme é até interessante, mas já um pouco repetitivo essa história de fazer “amigos” invisíveis. Além disso, o filme não chega a assustar, ficando mais para suspense do que para terror. O começo é bom, mas da metade para frente não começa a mais fazer sentido, não assuta e dá a impressão que os roteiristas não sabiam como finalizar a história e tornar ela envolvente. Com isso, o filme termina de qualquer jeito e sem lógica.


FIQUE DE OLHO NO MÊS DO PESADELO

mesdopesadelo23

 

É colaborador do Resenhando Sonhos.
Catarinense, Publicitário formado pela UNOESC, apaixonado por sci-fi, distopias e suspense policial. Fã de Arquivo X e Supernatural, sonha um dia encontrar os aliens.