Projeto Fotográfico 6×6: Cidades

6x6-projeto-fotografico

Quantas vezes caminhamos pelas mesmas ruas sem realmente ver o que há ao nosso redor? É comum vermos as coisas pelas quais cruzamos todos os dias passando despercebidas e não sendo mais algo que chame a atenção, está sempre lá, porque olhar com mais atenção hoje se amanhã cruzarei por ali igual?

Eu adoro Porto Alegre, a cidade me abraçou quando eu vim morar aqui, quatro anos atrás e eu encontrei pessoas maravilhosas com quem convivo. Mas nem tudo são flores, e a cidade tem sim problemas, apesar das belezas que queremos que todos vejam e admirem.

Já ouvi várias vezes as pessoas que moram em outros estados dizerem que o RS é quase um pais diferente, porque aqui as pessoas são mais humanas, mais simpáticas, mais preocupadas com o próximo e mais atenciosas. Como eu nunca subi Brasil a cima não tenho como confirmar, mas ao mesmo tempo em que tenho um orgulho por morar aqui, penso que como que pode ser tão mais ruim nos vizinhos de cima.

Eu já amei mais Porto Alegre, assim como amo São Sepé, minha cidade natal. Hoje tudo é mais lógico. A cidade está suja, violenta e as pessoas talvez não sejam tão simpáticas assim. Porém, nem isso apaga o amor e bairrismo que todo Gaúcho tem com sua terra.

A tempestade que se aproxima, os “cata-ventos”de Osório, a arte nos muros, o pôr do sol na orla, as obras intermináveis e o cobrador, que lá em 2014, que sem saber, alegrou um dia triste da minha vida, quando eu ao sentar no ônibus, vi que ele lia o mesmo livro que eu estava lendo, A Tormenta de Espadas.

3a607508-fea2-4eaa-9c67-432674ff8c5f

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.