Quando o Amor Bater a Sua Porta – Samanta Holtz

Quando o Amor Bater a sua Porta você vai deixa-lo entrar? O livro é uma obra nacional da autora Samanta Holtz, publicado em 2016 pela editora Arqueiro.

SOBRE O LIVRO

Malu só tem o seu avô, um senhor de 98 anos que vivem em um asilo e ainda pensa ser um Sargento. Três vezes na semana, ela tem como habito fazer um longo passeio de bicicleta até o aeroporto e a na volta visitar seu amado avô.

Ela é uma escritora de sucesso no Brasil, ja tem 7 obras lançadas e está prestes a terminar seu oitavo livro, quando o destino resolve lhe pregar uma peça. Tem alguém batendo à sua porta, e ao abrir, ela encontra um homem bem apresentável dizendo chamar-se Luiz Otávio. O mesmo nome do personagem principal de seu atual livro. Ele diz que perdeu a memória em um acidente de carro enquanto ia à uma reunião com ela. E tudo o que ele tem, é um papel com o nome de Malu.

“ Não precisamos ir à caça do amor, pois ele pode chegar das mais diversas formas: em uma compra no supermercado, um passeio no parque, na biblioteca… ou o amor pode literalmente bater à sua porta na forma do carteiro ou do entregador de gás.”

Não há registros do desaparecimento de Luiz em lugar algum, e Malu não se lembra da reunião que teria com ele, porque sua assessora é completamente estabanada e não anotou nada sobre isso. E nasce então, uma longa jornada de conhecimento, não só do homem que bateu à sua porta, mas dela mesma. Seus livros são sempre românticos e com finais felizes, porém ela nunca acreditou no amor. Em sua realidade, ela nem sabe o que o amor significa.


MINHA OPINIÃO

A história é bastante clichê, e talvez para fugir um pouco do comum, Samanta Holtz inseriu alguns mistérios sobre o passado de Malu, que ao meu ver foram desnecessários, já que não levou a lugar algum, pois a protagonista demora a crescer e quase comete o mesmo erro duas vezes. No entanto, a leitura é fluida e ao mesmo tempo que você sente que já conhece o enredo, a curiosidade para saber seu desenrolar é maior.

Foi muito difícil para mim me apegar a personagem principal, já ela tem hábitos bem fora da minha zona de conforto. Como as pedaladas que ela dá 3 vezes na semana e as comidas saudáveis que come para manter a forma. Seu jeito arrogante para com os outros e sua maneira solitária de viver são coisas longe do meu imaginável. E para finalizar, o cigarro que ela fuma para “se acalmar”.

Não consegui me aproximar de Malu e, por isso, a história se tornou um pouco decepcionante. Principalmente se compararmos a Malu com as personagens que ela cria: todas muito bem resolvidas. Mas, quando ela precisa tomar um rumo na vida, age totalmente diferente do que acredita. Seja fugindo de uma situação ou mudando o próprio nome.

“A vida é feita dos momentos que vivemos. Se serão eternos ou passageiros, depende apenas da importância que damos a eles.”

Algo que eu realmente apreciei na leitura foi o fato de Malu ser escritora, e assim podermos conhecer um pouco de como essa profissão funciona. São prazos a cumprir e nem sempre o seu gosto vai ser do agrado de uma editora ou de seus leitores. Ou seja, às vezes a sua ideia simplesmente vai ter que ser substituída e é preciso aprender como lidar com isso e com as demais frustrações do mercado editorial.

Quando o Amor Bater a Sua Porta é um romance que funcionaria muito bem para um filme de sessão da tarde, daqueles para se passar o tempo de uma forma agradável, que dá aquele quentinho no coração, mas não vai muito além disso. Então, se está precisando de uma boa dose de romance e um toque de mistério esse livro pode funcionar para você.

QUANDO O AMOR BATER À SUA PORTA

Autor: Samanta Holtz

Editora: Arqueiro

Ano de publicação: 2016

Ele tem um passado do qual não se lembra. Ela precisa esquecer o seu.
Malu Rocha é uma escritora de 29 anos independente, confiante e bem-sucedida. Mora sozinha em São José dos Pinhais, perto de Curitiba, onde mantém uma rotina regrada de pedalar todas as manhãs, escrever e, semanalmente, visitar o avô de 98 anos em uma casa de repouso.
Porém sua vida toda controlada sai do eixo quando um homem bate à sua porta e se apresenta como Luiz Otávio Veronezzi, dizendo ter perdido uma reunião marcada com ela. Malu não se lembra do compromisso e sua primeira reação é dispensá-lo. Mas o belo desconhecido insiste, explicando que sofreu um acidente de carro, ficou em coma e perdeu a memória, assim como seus documentos. As únicas coisas que restaram foram um pouco de dinheiro e um papel com o nome e o endereço de Malu, o nome dele e a data da reunião. Luiz confessa que a escritora era sua última esperança para descobrir a própria identidade.
O problema é que ela não tem a menor ideia de quem ele seja.
Desconfiada, mas sentindo-se responsável pelo acontecido, Malu decide ajudá-lo e embarca em uma jornada para descobrir quem ele é – o que acaba trazendo à tona muitos fatos sobre si mesma, seus medos e segredos mais bem guardados, além de um passado que preferia esquecer.
A bela narrativa e a trama que prende do começo ao fim nos convidam a acompanhar Malu e Luiz nessa busca que se transforma em uma história de amor de tirar o fôlego.

Colaboradora do Resenhando Sonhos.

25 anos, Técnica em Química e apaixonada por livros desde que me conheço por gente!