#RESENHA: Aniquilação – Jeff Vadermeer | VEDA #23

Aniquilação é o primeiro livro da Trilogia Comando Sul do autor Jeff Vadermeer, que está sendo publicada aqui no Brasil pela editora Intrínseca.

Sobre o livro

Essa história vai falar sobre a Área X, uma região onde um evento biológico aconteceu e, desde então se encontra isolada do resto do mundo. Durante os anos várias expedições foram enviadas para essa região, porém algo sempre acontece e as pessoas enviadas acabam mortas, vezes por elementos naturais, vezes por suicídio. O último grupo enviado desapareceu misteriosamente e reapareceu algumas semanas depois de volta em suas casas, sem nenhum memória. Após alguns dias de entrevistas e interrogatórios, sendo mantidos em observação, eles manifestam um câncer terminal e morrem em alguns meses.

Entre os membros dessa expedição estava um médico, que era marido de quem vai nos contar essa história. A bióloga, como é chamada durante toda a narrativa, já que os enviados a Área X devem manter o relacionamento completamente profissional e nem seus nomes são revelados. Após a volta intrigante de seu marido ela se candidata para ser um dos indivíduos enviados na 12ª expedição, onde somente mulheres serão enviadas.

A bióloga vai acompanhada de uma topógrafa, uma antropóloga e uma psicóloga, líder do grupo. Elas não podem levar nada de eletrônico e tudo é muito antigo. Cada uma recebe um diário e nele precisa escrever todas as suas impressões, descobertas e sentimentos sobre o local. Sem saber muito o que esperar, já que teoricamente, ninguém viveu muito para contar a história, ela entrar nessa Área X e lá vão encontrar seu primeiro desafio. Uma construção que nunca apareceu em nenhum mapa, uma torre ou um túnel já que elas não conseguem definir e que entra para dentro da terra e que pode esconder muitos mistérios.

Ao longo da narrativa vamos acompanhando do ponto de vista da bióloga como elas passam o dia, o que fazem, suas descobertas e medos, além da verdadeira realidade desse lugar misterioso que parece ser muito mais do que é revelado num primeiro olhar. Além disso é possível perceber que mais perigoso que esse lugar, possam ser os segredos que elas escondem entre si.


Capa e diagramação

20150419_202654

O livro é pequeno e há bastante cuidado aos detalhes da edição, porém não se engane, não é um leitura leve e pode tomar mais tempo do que se imagina. Conforme li fui entendendo o papel dos animais e grafismos presentes tanto na capa quanto por dentro do livro.


Minha opinião

Como falei antes, essa não é uma leitura leve e isso se deve a complexidade da história e das muitas lacunas que vão ficando conforme as páginas se passam. Esse é um dos problemas (ou diferenciais) do livro, como só temos a narrativa da bióloga, ficamos reféns do seu ponto de vista. Tudo é bastante confuso e nada se explica de forma concisa, tornando a leitura ao mesmo tempo interessante e decepcionante, já que nenhuma migalha é dada ao leitor.

20150422_213353

No melhor estilo da série Lost, Jeff Vandermeer construiu um universo que precisa de mais de um livro para se explicar e que talvez nem com três seja possível por todos os pingos nos ís dessa história. Ao mesmo tempo em que isso super me atraí, já que espero um fechamento de história espetacular, fico com um é atrás, pois não consigo medir a temperatura da história sem mais informações.

Ao fim do primeiro livro tive a sensação de ter lido muito e ter descoberto muito pouco, o que pode ser um pouco frustrante se você não tiver persistência. eu vou tocar pra frente a trilogia, que terá o segundo livro Autoridade saindo esse ano, porque realmente espero grandes coisas da Trilogia Comando Sul.

ANIQUILAÇÃO

Autor: Jeff VanderMeer

Editora: Intrínseca

Ano de publicação: 2014

Aniquilação, o primeiro livro da trilogia Comando Sul, apresenta um grupo de quatro mulheres enviadas para a Área X, um lugar incompreensível e isolado do restante do mundo há décadas, onde a natureza tomou para si os últimos vestígios da presença humana. Elas fazem parte da décima segunda expedição ao local, cujos objetivos são explorar o terreno desconhecido, tomar nota de todas as mudanças ambientais, monitorar as relações entre elas próprias e, acima de tudo, não se contaminarem. Uma missão mortal, visto que todas as expedições anteriores tiveram resultados assustadores, como suicídios em massa, tiroteios descontrolados e casos de mudança de personalidade súbita seguidos de morte por câncer. As mulheres partiram para a Área X esperando o inesperado… e foi exatamente isso que encontram.

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.