#RESENHA: Lua de Larvas – Sally Gardner

Lua de Larvas é da autora Sally Gardner e foi publicado aqui no Brasil em 2014 pela WMF Martins Fontes.

Eu estava esperando um livro ao estilo de Extraordinário e tive uma grande surpresa ao ler Lua de Larvas. Ele nos leva de volta aos anos 50 em um mundo distópico, com um regime de governo muito parecido com o nazismo alemão, onde as pessoas são categorizadas e eliminadas. O livro á narrado em primeira pessoa pelo protagonista Standish Treadwell, um garoto disléxico e que possui um olho de cada cor.

O país/planeta (?) se chama Terra Mãe e está se preparando para ser o primeiro a por os pés na Lua, e está usando esse acontecimento para encantar o povo que vive oprimido pelo regime de governo. As pessoas que são diferentes ou mais contrárias ao governo são colocadas na zona 7 e é lá que Standish mora com seus avô, já que seus pais misteriosamente desapareceram. Num vai e vem entre o presente e o passado, vamos acompanhar esse garoto nos contando sua história e tentando descobrir o que aconteceu com o seu melhor amigo Hector, que recentemente também desapareceu. Hector se mudou para a casa vizinha e se tornou o defensor de Treadwell no colégio, onde ele era regularmente agredido.

“Hector disse que a gravata representava algo diferente. Era igualzinha a uma coleira no pescoço de um cachorro. Ela dizia que você fazia parte de algo maior do que você sozinho jamais conseguiria ser. Hector dizia que o uniforme era um jeito de fazer que fôssemos todos iguais, não mais que números, números certinhos, com o formato de garotos, a serem registrados num livro. Hector não era um número certinho, e acho que pode ser que eles o tenham apagado, mas não posso ter certeza. O que eu sabia era que ele estava certo. O nó da gravata representava a sobrevivência.”

luadelarvas

A pobreza e miséria são a realidade e o governo recompensa os delatores e apoiadores, deixando a população a mercê de suas escolhas e opiniões. Toda um história é criada ao redor desse esperado envio do homem a Lua, bem como acompanhamos Standish no seu dia a dia e na sua busca por respostas. Esse garoto que é inteligente e ingênuo vai caminhar com a gente por situações que vão ser chocantes e causar revolta.

A autora usa de uma ‘brincadeira’, introduzindo o episódio da ida do homem a Lua e todas as teorias de que isso não aconteceu de verdade, apimentando a história, quanto levantando questões importantes da sociedade, do bullying e de como agimos em situações extremas. O fim do livro deixa um gostinho de quero mais, principalmente porque somos apresentados a esse universo de forma rasa, ja que quem nos conta toda a história é o garoto e só ficamos sabendo o que ele entende ou conhece sobre esse universo.

“Os ‘e se’ são infinitos como as estrelas.”

Com uma diagramação maravilhosa, ilustrações ao longo das páginas que contam uma história paralela que se funde com a narrativa principal, Sally Gardner construiu uma obra surpreendente e tocante. Lua de Larvas foi um dos livros mais inesperadamente positivos do ano e que me fez repensar várias coisas, bem como sentir vários sentimentos controversos ao longo da leitura.

thumb_livro

4estrelasb

LUA DE LARVAS

Autor: Sally Gardner

Editora: Martins fontes

Ano de publicação: 2014

Quando seu melhor amigo, Hector, é de repente levado embora, Standish Treadwell percebe que cabe a ele, a seu avô e a um pequeno grupo de rebeldes enfrentar e derrotar a opressão permanente das forças da Terra Mãe. História de extrema originalidade e contundência. É impossível não se comover com a narrativa enfática e o heroísmo inesquecível de Standish.

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.