fbpx

#RESENHA: Maze Runner – Correr ou Morrer

Correr ou Morrer é primeiro livro da saga Maze Runner do autor James Dashner. Lançado em 2010, no Brasil, pela V&R Editoras, vai ganhar sua versão em filme em setembro desse ano. Para conferir a resenha em vídeo é só dar play ou seguir lendo aqui no blog (:

Thomas acorda em um elevador sem nenhuma memória. Quando as portas se abrem ele se vê rodeado por um monte de garotos, que também não possuem lembranças do passado. Eles estão presos nesse lugar chamado Clareira. Um grande espaço ao ar livre, cercado por muros de pedra com aberturas que levam a labirintos e que se fecham a noite para evitar que o que está pra lá dos labirintos ataque os garotos.

Na clareira é formada uma comunidade, com cerca de 60 garotos, onde cada um exerce uma função. Ao chegar lá, Thomas tem a estranha sensação de que já esteve lá antes e que gostaria de ser um corredor. Os Corredores são os garotos que saem para percorrer o labirinto durante o dia, tentando descobrir uma saída. Após cada dia, eles traçam mapas, pois os muros do labirinto mudam de lugar durante a noite.

Há dois anos atrás o primeiro grupo de garotos foi mandado pra esse lugar e após isso, cada mês um novo jovem chegava pelo elevador. Eles também recebem mantimentos e comida pelo mesmo mecanismo. Porém, com a chegada de Thomas as coisas começam a mudar e no dia seguinte um novo, e inesperado elevador chega, trazendo uma garota e um alerta. Um bilhete avisando que ela será a última a ser enviada. Como a primeira mulher a chegar na Clareira e, segundo o alerta, a última, o suspense em volta de Teresa e de seu relacionamento com Thomas cresce a cada dia.

Correndo contra o tempo para conseguir achar uma saída, após receberam o ultimato dos chamados “criadores”, os sobreviventes da Clareira precisam achar uma solução rapidamente. O sol não brilhará mais, a comida não vai mais chegar e o mais importante, os muros de pedra que antes os protegiam dos monstros nos labirintos não irá mais se fechar, deixando-os a mercê das misteriosas criaturas.

A linguagem do livro é bem juvenil no início e a tradução de alguns termos não ajuda muito caso você esteja acostumado a uma leitura mais pesada. Antes de começar Maze Runner eu estava lendo A Dança dos Dragões do George R. R. Martin e foi bastante complicado sair da escrita densa e aterrissar no mundo de James Dashner. Após a adaptação a leitura fluiu muito rápido e o livro se provou uma agradável surpresa. Fiquei bastante intrigada para o próximo livro, que se chama Prova de Fogo.

dylanobrien

O filme está saindo aqui no Brasil em 18 de setembro e traz na pele de Thomas o ator Dylan O’Brien. Ele é mais conhecido por seu papel como Stiles e Teen Wolf e confesso que adorei a escolha, pois curto muito o papel dele na série (apesar de achar ela bem fraquinha), e conforme li o livro consegui vê-lo como Thomas, o que é super positivo para não se frustar com o filme.

 

Sinopse

Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, a única coisa que Thomas consegue lembrar é de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho. Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam A Clareira, um espaço aberto cercado por muros gigantescos.

 

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.