#RESENHA: O Assassino do Rei – Robin Hobb

O Assassino do Rei é o segundo livro da Saga do Assassino, da autora Robin Hobb, e o primeiro livro, O Aprendiz de Assassino já foi resenhado aqui, caso você queira ler :D

A Saga está sendo publicada no Brasil pela Leya e esse livro estava na minha lista de Metas de Leitura pra 2015. O terceiro, A Fúria do Assassino também já foi lançado por aqui e pretendo lê-lo ainda esse ano também, pois a história do nosso bastardo está cada vez melhor.

Fitz foi introduzido na arte do assassinato no primeiro livro e, após passar por poucas e boas, ainda tem muitos desafios a frente. Com inimigos agora bem definidos e o Rei Sagaz sendo manipulado a deixar o destino dos Seis Ducados na mão de Majestoso, seu filho mais novo, Fitz precisa descobrir uma forma de ajudar Veracidade, o agora príncipe herdeiro, a seguir combatendo os Salteadores e seus Navios Vermelhos.

“Fala-se de um ‘navio branco’, um navio que vem separar almas. Não tomá-las ou destruí-las, mas separa-las”.

No primeiro livro os Navios Vermelhos devastaram a costa dos Seis Ducados e forjaram muitos cidadãos em animais sem sentimentos que atacam ao simples vislumbre de movimento. Essas “criaturas” estão cada vez mais perto da Torre do Cervo, sede do governo e, para tentar dete-los Veracidade vai partir em uma missão que pode definir o destino de todos.

Enquanto Veracidade não retorna Fitz e a Princesa Ketticken tentam manter a Torre do Cervo em ordem e contornar os inimigos, que estão cada vez mais perto. Além dessa ameaça Fitz também precisa lidar com seu coração, as escolhas pessoais que fez e tudo que teve que abdicar para servir seu Rei.

assassinodorei copy

Além de seu treinamento como assassino, Fitz também tem a Manha como arma e o pouco Talento que sabe usar. Porém ambas formas de magia podem se mostrar bastante perigosas se usadas por muito tempo ou de forma irresponsável.

“A Manha, dizem, dá à pessoa a capacidade de falar as línguas dos animais. Além disso, adverte-se que aqueles que praticam a Manha por muito tempo ou bem demais se transformam no animal ao qual se vinculam”.

A leitura desse segundo livro foi bem mais fácil que a do primeiro, que é bastante lento no início. Como já estava ambientada no universo criado por Robin Hobb pude aproveitar a história de forma plena e, fiquei muito satisfeita com o rumo das coisas. Achei, pela sinopse que o livro ria se perder muito em Moli, porém não foi o que aconteceu e trama política e de intrigas criada no primeiro livro, se apresentou ainda mais forte.

O ASSASSINO DO REI

Autor: Robin Hobb

Editora: Leya

Ano de publicação: 2014

ma nova e perigosa missão coloca a coragem de Fitz à prova. Será ele capaz de carregar o destino Reino em suas mãos?
O jovem Fitz, filho ilegítimo do nobre Príncipe Cavalaria, é ignorado por toda a realeza, exceto pelo tortuoso Rei Sagaz, que o treinou na obscura arte do assassinato. Fitz mal acaba de sobreviver à sua primeira missão, que quase esfacelou sua alma, e retorna à corte onde foi jogado de cabeça no tumulto da vida real.
Com o Rei à beira da morte, e com seu único aliado envolvido em uma missão com poucas chances de sucesso, o trono em si está ameaçado. Enquanto isso, o traiçoeiro Navio Vermelho renova seus ataques aos Seis Ducados, abatendo os moradores de todas as cidades da costa. Neste momento de grande perigo, fica claro que o destino do reino pode estar nas mãos de Fitz – e seu papel em sua salvação pode requerer de Fitz seu último sacrifício.

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.