fbpx

Se eu morrer antes de você – Allison Brennan

Se eu morrer antes de você é da autora Allison Brennan e foi lançado pela Universo dos Livros em 2011.

love-me-to-death_se-eu-morrer-antes-de-voce_alta

Sobre o livro:

Há seis anos, quando Lucy Kincaid tinha 18 anos ela viu sua vida ruir. Lucy foi sequestrada, torturada, estuprada e mantida em cativeiro durante dias por dois lunáticos que gravavam tudo e transmitiam ao vivo para assinantes doentios que pagavam para vê-los assassinado e torturando, das mais variadas formas, as suas vítimas. Antes que conseguissem finalizar o seu intuito, Lucy foi salva. Após esse fatídico episódio Adam Scott, o agressor, é assassinado e seu comparsa Roger Morton é preso.

Passados todos esses anos Lucy tenta se livrar dos fantasmas que a assombram e da constante sensação de estar sendo observada, mas, ao contrário do que esperariam de uma vítima de tamanhas atrocidades, ela não se deixa abater e dedica-se a criar uma forma de prender esses bandidos que continuam fazendo outras vítimas. Após criar um programa que facilita o acesso a lista de nomes de prisioneiros que estão em condicional, ela começa a caçá-los, tudo isso como voluntária da PMC (que cuida de mulheres e crianças, que são as vítimas mais vulneráveis) além de tentar ingressar no FBI.

“Já não era a adolescente ingênua de seis anos atrás, que confiava com facilidade em qualquer um e se considerava invencível. Mas, finalmente, livrara-se de boa parte da dor e raiva. Um pouco de raiva e de ultraje pelas injustiças do mundo a mantinham focada no que era importante. Salvar inocentes. Deter criminosos.”

Ao descobrir que o cúmplice do seu agressor foi solto e assassinado e que todos os predadores que ela marcava encontros passam a morrer de forma misteriosa, Lucy se vê entrando em um jogo perigoso e que envolve muito mais segredos do que ela imagina. Seus familiares, que eram a sua maior base, passam a ser desconhecidos para ela após ela descobrir a teia de mentiras em que foi envolvida e isso põe em jogo toda a confiança que ela havia depositado neles. Paralelo a isso, temos Sean Rogan,  um gênio da computação e sócio de um dos irmãos de Lucy e que demonstra um interesse especial nela, mas ele terá que disputar o seu coração com seu ex-namorado e colega de profissão Cody Lorenzo.

Quando todas as provas apontam que Lucy está envolvida nas mortes dos prisoneiros, ela precisa correr contra o tempo para provar a sua inocência e encontrar o traidor que está dentro da PMC, além de descobrir quem são os seus verdadeiros amigos de confiança. Mas e essa sensação de estar sendo constantemente observada? Seria real ou apenas um trauma que ficou do passado? Durante a narrativa entramos na mente de um psicopata e observamos o ódio que ele sente pelas mulheres e temos acesso aos seus pensamentos mais doentios.


Minha Opinião:

Esse livro é incrível. Tratar de um tema como o estupro é muito importante e deveria ser mais explorado. A autora tocou em um assunto que é tabu e que precisa ser conversado e levado à debate nos mais variados meios. Mostrar um outro lado da história, do ponto de vista da vítima e em como foi o processo dela para encarar e superar tudo o que ela passou foi genial. Desde o começo percebemos que Lucy é uma mulher forte e decidida que viu nesses obstáculos formas de galgar novos horizontes e buscar o seu lugar principalmente lutando contra novos agressores e defendendo possíveis novas vítimas.

Lucy é uma daquelas personagens que nos marcam por ter uma personalidade tão forte e por possuir um senso de justiça muito aguçado. Ela usa de todos os horrores que passou, como arma contra esses agressores e, dessa forma, consegue salvar diversas garotas de passarem pelo mesmo que ela passou. Outro ponto que achei importantíssimo no livro foi que eles tentaram passar um pouco do que se passava na mente do psicopata e todo o ódio que ele sente das mulheres.

Nessas partes senti um grande desconforto, pois é horrível imaginar que tantas meninas sofrem na mão desse tipo de pessoa, parece algo surreal para a gente, mas realmente existem mentes doentias a esse ponto. E, para quem é mulher, sabemos a constante insegurança que sentimos ao andarmos pelas ruas. O livro retrata muito esse perigo que as mulheres correm todos os dias e o pouco caso que é feito pelas autoridades e também pela sociedade.

“Eu sou o professor. Sou o mestre. Sou o guardião da verdade, da justiça, do modo americano de ser. […] Educo as fêmeas, o quanto essas criaturas fracas, vazias e estúpidas podem ser educadas. As fêmeas me enojam.”

foto2

Apesar de Lucy ser a nossa personagem principal, Sean consegue ocupar o seu espaço no livro (e junto aos nossos corações) por seu humor e por não desistir dela em nenhum momento e ir até o final para provar a sua inocência e protege-la. O livro trata também de um ponto que merece toda a atenção: tentarem culpar a vítima. Isso é abordado em várias falas, pois os agressores sempre tentam intimidar suas vítimas e fazer com que elas se sintam culpadas e que nada disso aconteceria se elas não os “provocassem”. Tanto que na mente do sádico as mulheres são seres inferiores e que merecem ser ensinadas para servi-los. Nessas partes senti um enjoo com tamanha doença desse psicopata.

Infelizmente o livro é fraqueja na história, achei meio fantasiosas algumas partes e por ser um tema tão importante a autora poderia explorar melhor. A capa não possui nenhuma referência visível com a história e muito menos com o título. Mas o livro ganha pontos pela diagramação e capítulos curtos que auxiliam na leitura, principalmente por se tratar de um livro extenso. Então, Se eu Morrer Antes de Você é um livro que aborda um tema delicado e que possui muita adrenalina do começo ao fim, e se você gosta desse tipo de suspense é só aproveitar a leitura.

thumb_livro

4estrelasb

SE EU MORRER ANTES DE VOCÊ

Autor: Allison Brennan

Editora: Universo dos Livros

Ano de publicação: 2011

Seis anos atrás, Lucy Kincaid foi atacada e quase morta por um predador que conheceu online. Ela sobreviveu. Seu agressor não. Agora o objetivo de Lucy é juntar-se ao FBI e lutar contra o cyber-crime, mas nesse meio tempo, ela é voluntária em um grupo de direitos das vítimas, navegando na internet disfarçada para enganar e atrair agressores sexuais para as mãos da lei. Mas quando os predadores que ela caça começam a aparecer como vítimas de assassinatos, o FBI tem todo um novo interesse por Lucy. Com seu futuro e possivelmente até sua liberdade em perigo, Lucy descobre que ela é um peão na história de alguém para obter justiça. Ela junta suas forças com o especialista em segurança Sean Rogan e, juntos, eles traçam seu caminho desde salas de chat online até as ruas de Washington, DC. Mas outra pessoa está seguindo-os: um perseguidor tem os olhos em Lucy. O único jeito de ela escapar de sua brutalidade pode ser outra luta até a morte.

É colaboradora do Resenhando Sonhos.
Natural de São Sepé, atualmente morando em Santa Maria.
Formada em Gestão da TI pela URCAMP e cursando Produção Editorial na UFSM.
Apaixonada por livros, Johnny Cash e cachorros.