Six of Crows – Leigh Bardugo

Six of Crows é o primeiro livro da nova série da autora Leigh Bardugo, Sangue e Mentiras. Ela também escreveu a Trilogia Grisha, composta por Sombra e Ossos, Sol e Tormenta e Ruína e Ascensão, todos já resenhados aqui no blog. O lançamento de Six of Crows é de 2016 pela editora Gutenberg.

Sobre o Livro

A Oeste de Ravka, na ilha de Kerch, em um local onde os Grishas são escravizado, fica Ketterdam, a capital desse local dominado pelas gangues e mercadores. O nome do momento nas ruas é o de Kaz Brekker, o Mãos Sujas. Ele é um dos mais altos postos da gangue Dregs e comanda o porto 5, um local que com muita desconfiança de seu líder, ele tornou lucrativo e a maior entrada de renda da cidade para as gangues. Ele também comanda o Clube do Corvo, onde a jogatina rola solta e ele também tira o seu lucro.

Famoso por suas trapaças e por ter recursos sempre na manga ele é abordado por Van Eck, representante do Conselho Mercante, para ir em uma missão muito importante. Preso em uma prisão impenetrável em Fierda está o homem que desenvolveu uma variação poderosíssima da jurda, erva que amplifica o poder dos Grishas. Porém, essa droga aperfeiçoada eleva as habilidades dos Grishas a níveis inimagináveis e imprevisíveis, porém também vicia e leva seus consumidores à morte.

“Havia apenas seis pessoas, mas mil maneiras de aquele plano insano dar errado.”

20160821_173046

Visando o lucro, o conselho quer ter sob o seu poder esse homem e a fórmula desse entorpecente. Para essa missão Kaz recruta seus melhores aliados – e também inimigos – e bola um plano muito perigoso. Irão lhe acompanhar Inej – A espectro -, uma jovem da sua gangue com a habilidade de passar despercebida em qualquer lugar e ser praticamente uma sombra; Nina, uma grisha sangradora; Matthias, um ex caçador de grishas que está condenado; Jasper, um poderoso atirador; e Wylan, capaz de construir e destruir qualquer coisa.

Cada um deles possui seus próprios motivos para topar essa jornada, assim como possuem seus segredos. Se eles falharem o que os espera pode ser a morte ou uma prisão eterna de sofrimentos. Será que o dinheiro que vão ganhar vale o risco das suas liberdades?

Minha Opinião

Primeiro acho que é importante deixar claro que esse livro se passa no mesmo mundo da Trilogia Grisha, anos depois dos acontecimentos do 3º livro, mas sem envolver os personagens da outra série. Estamos em outro lugar e não iremos a Ravka – cenário da outra história -. Mas o mundo está sim sofrendo as consequências do que aconteceu na primeiro trilogia e os fatos são mencionados para contextualizar o leitor.

Em Ravka escravizar o Grisha é um crime gravíssimo, já em Kerch é algo que acontece o tempo todo. Num momento onde essa raça passou por um grande massacre anos atrás, eles são cada vez mais raros e difíceis de capturar, e quem possui um grisha ou é muito rico ou tem vários contatos. Em compensação, em Fierda eles caçam essas pessoas e às condenam a morte, como se fossem demônios. Esses caçadores são chamados de Druskelles.

20160821_173107

Raz, nosso protagonista central, é um dos mais altos “generais” de Per Haskell, o líder dos Dregs. Esse jovem que veio do nada conquistou sua fama através de sua mente esperta, das estratégias que traçou e da fama que construiu. Mãos Sujas é o seu nome de rua, e com ele vem o peso de sempre resolver, ser frio, calculista, nunca decepcionar e estar sempre um passo à frente. A pessoa mais próxima de Raz é Inej, um garota que é como uma sombra. Ninguém a vê chegando ou partindo e ela é a melhor espiã da cidade. Com uma lealdade que possui motivos questionáveis, Inej participa dos mais importantes golpes e ajuda Raz a se manter no topo. Porém, o que ela quer mesmo é conseguir dinheiro suficiente para quitar a dívida de sua compra pelos Dregs e ser livre para viver o que quiser. E essa oportunidade cai no colo dela, com a proposta que Raz recebe.

“O coração é uma flecha. Ele precisa de mira para acertar.”

Inej pra mim é a melhor personagem, ela é esperta, taciturna, sabe se virar, é durona, mas ao mesmo tempo possui um bom coração e sabe diferenciar o certo do errado. Por mais que algumas vezes tenha que fazer o duvidoso para sobreviver. Ela me lembrou muito o Sevro de Fúria Vermelha, só que com sentimentos.

Raz por outro lado é duro, seco e estrategista. Não deixa ninguém se aproximar e é cheio de segredos, a começar pelas mãos que mantém enluvadas. Nem mesmo Inej que está sempre por perto realmente o conhece. Eles são companheiros de gangue, parceiros de golpe, mas certamente não se qualificam como amigos. Raz sequer deixa ser tocado. Mas, de certa forma, há sim uma cumplicidade com ela que não há com mais ninguém.

“Os vivos exigiam mais de você do que os mortos.”

Untitled

Nina e Mathias também são ótimos personagens com seus próprios segredos. Aliás, se há algo nesse livro são histórias ocultas. Cada personagem possui um passado e aos poucos vamos descobrindo o que cada esconde. Jaspes e Wylan são os menos carismáticos, mas tem seus momentos também. Toda a trama é desenvolvida como um jogo de xadrez. Por mais que tenhamos capítulos com pontos de vistas diferentes e estejamos olhando pelos olhos dos personagens, estamos sempre três ou quatro passos atrás do que eles estão pensando e somos constantemente surpreendidos pelas decisões que tomam. Especialmente Raz, que é uma completa incógnita.

Da missão impossível aos problemas que surgem no caminho, a relação entre eles se solidifica um pouco e vai revelando mais e mais sobre cada um. Nunca há uma explicação plena sobre tudo, somos conduzidos a fragmentos para montarmos um quebra-cabeça maior.

Acho que minha maior surpresa ao ler esse livro foi ver o quanto a escrita da Leigh Bardugo amadureceu da trilogia anterior pra cá. É quase como se estivesse vendo outra autora se apropriando do mundo dela para contar sua história. A trama ficou complexa, a escrita ficou mais rica e densa e o livro é um emaranhado de segredos. Cada parágrafo esconde algo, não há como ler rápido ou sem atenção sem perder algo relevante. Como já mencionei ali em cima pra outra coisa, volto a citar aqui Fúria Vermelha, pois a forma como Bardugo escreve esse livro me lembrou muito Pierce Brown na construção da sua narrativa em Red Rising.

Mesmo eu já conhecendo o mundo, tendo um background com a história anterior (que não é necessário), o começo do livro foi um pouco difícil. São muitas informações e muitos novos personagens apresentados. Ficava me perguntando quem era relevante, de quem eu precisava me lembrar. Foi somente entre as páginas 60 e 80 que a história se consolidou pra mim e pude mergulhar sem medo na leitura. Estava situada, conhecia o cenário e os novos personagens e compreendia pra que lado a história iria caminhar. Então, tendo isso em vista, a dica que fica é que se deve começar o livro com calma e avançar as primeiras páginas com muita atenção para não se perder no mar de informações em que você será atirado.

Acho que a palavra que define esse livro é surpresa. Não esperava uma mudança tão drástica no estilo de escrita e nem uma trama tão complexa. E, de forma alguma isso é ruim. Acho muito legal acompanhar a evolução da autora, principalmente quando é alguém de quem já sou fã. Mas, algo que vale mencionar aqui é que fiquei muito mais apegada aos personagens do que à história em que eles foram inseridos. Pra mim faltou alguma coisa, alguma reviravolta maior no final, um “bum”. Mesmo assim fiquei curiosa para o que virá no próximo livro, graças ao cliff hanger bem colocado no final.

Para os fãs do mundo criado por Leigh Bardugo há aqui uma nova oportunidade de viver nele, porém tenha em mente que a condução da história será muito diferente, e a leveza da Trilogia Grisha é deixada de lado para dar vida a personagens mais sombrios e à uma trama bem mais complexa. A autora me surpreendeu, me ganhou com personagens excepcionais e fico agora mais ansiosa para continuar acompanhando suas jornadas em Crooked Kingdom.

4estrelas

14102946_1240465965964647_8678193607640384916_o

A OESTE DE RAVKA, ONDE GRISHAS SÃO ESCRAVIZADOS E ENVOLVIDOS EM JOGOS DE CONTRABANDISTAS E MERCADORES… fica Ketterdam, capital de Kerch, um lugar agitado onde tudo pode ser conseguido pelo preço certo. Nas ruas e nos becos que fervilham de traições, mercadorias ilegais e assuntos escusos entre gangues, ninguém é melhor negociador que Kaz Brekker, a trapaça em pessoa e o dono do Clube do Corvo.

Por isso, Kaz é contratado para liderar um assalto improvável e evitar que uma terrível droga caia em mãos erradas, o que poderia instaurar um caos devastador. Apenas dois desfechos são possíveis para esse roubo: uma morte dolorosa ou uma fortuna muito maior que todos os seus sonhos de riqueza.

Apostando a própria vida, o dono do Clube do Corvo monta a sua equipe de elite para a missão: a espiã conhecida como Espectro; um fugitivo perito em explosivos e com um misterioso passado de privilégios; um atirador viciado em jogos de azar; uma grisha sangradora que está muito longe de casa; e um prisioneiro que quer se vingar do amor de sua vida.

O destino do mundo está nas mãos de seis foras da lei – isso se eles sobreviverem uns aos outros.

 

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos. Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo. Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.
  • Bruna Prata

    Estou com a trilogia Grisha a muito tempo na minha lista de desejados, mas nunca tive um empurrão que me fizesse finalmente comprar os livros, até agora. Esse livro tem sido muito bem recomendado, há que digas que é até melhor que os livros anteriores da autora. Estou ansiosa pela leitura.

  • Daiele

    Tamirez, vc me assustou um pouco falando desse livro, este é aquele tipo de livro que eu ja amo sem nem mesmo ter lido, haha. Isso pq a trilogia Grisha é uma das minha favoritas <3
    Mas fiquei aliviada por vc ter gostado, mesmo que tenha sido mais dos personagens do que da historia em si. Na trilogia Grisha pra mim foi ao contrario, num geral eu gostei mais da historia do que dos personagens, haha. Estou muito ansiosa para a leitura de Six of Crows, saudade dos Grishas e de todo o mundo deles <3

  • Lara Caroline

    Olá!
    Adorei a sua resenha, pois você é sempre sincera e o jeito que você fala dos livros me deixa super curiosa. Fiquei extremamente animada para conferir essa estória e este mundo que parece incrível. Já quero ler todos os livros.

  • ADRIANA HOLANDA TAVARES

    Adorei sua resenha, não conheço os outros, será que dá pra ler direto esse ou terei uma certa dificuldade por não conhecer o ambiente que já é dos outros livros? Fiquei meio perdida, porque quero ler esse mas não quero me perder. Quero ler bem com calma, mas sem depender doa anteriores. Muito interessante sobre a questão política que é trabalhada nesse livro. Já quero

  • Bárbara Branco

    Eu quero tanto ler esse livro! Eu gostei muito da primeira trilogia da autora e estou muito animada para começar a nova série.
    Só estou um pouco bolada porque a capa original é mais bonita do que a nacional, que ficou um pouco estranha com essas letras tridimensionais douradas…

  • Ilana Rafaely

    Li o primeiro da trilogia grisha mas estava com muita expectativa e acabei me decepcionando. Dai soube que ia lançar outro da Leigh Bardugo e me animei novamente mas agora que vi que é do mesmo mundo de sombra e ossos me deixou com um pé atras. Gostei muito dessa nova história e dos personagens (e seus ”segredos obscuros” – adoro quando tem isso) mas não sei se algum dia irei comprar six of crows, talvez quando tiver alguma promoção eu der outra chance para a Bardugo porém por enquanto irei ficar admirando essa capa linda só de longe kkkkkk

  • viviane baptista

    Eu li o primeiro livro da trilogia grisha e como nao gostei muito estou dando um tempo da serie; eu adorei a resenha e me parece que six of crows é um livro bom mas vou esperar para terminhar os outros livros.

  • Vitória Silva

    Ainda não tinha ouvido falar desua série, mas tenho um livro dessa autora ( sombra e ossos, embora ainda não tenha tido tempo de ler) mas me disseram que é um ótimo livro mas acho que vou esperar lançar todos (já estou esperando por muitas continuações)