À Sombra de Uma Mentira – Alex Marwood

À Sombra de Uma Mentira é o livro de estreia de Alex Marwood, que venceu o Prêmio Edgar Allan Poe em 2013, e foi trazido ao Brasil pela editora Bertrand Brasil.

20160901_124840

SOBRE O LIVRO:

O tema central do livro é bem simples: Duas meninas de 11 anos se conhecem em um dia de verão e ao final dele serão acusadas pelo assassinato de Chloe, uma garotinha de quatro anos. Um escândalo que tomou enormes proporções e chocou todo o país, as transformando nas “crianças mais odiadas do Reino Unido”. Jade e Bel  serão enviadas para reformatórios distintos, onde receberão uma ordem judicial que as  proíbe de entrar em contato uma com a outra enquanto viverem.

“A menina está morta. Não é preciso se aproximar para ter certeza. Queixo caído, sem sinais de percepção da visão, uma boneca de pano sem vida. Vestindo uma blusa listrada e uma saia tubinho, ambas enroladas em torno de sua cintura, seios fartos e coxas brancas refletidas no espelho, e no outro, e no outro espelho, e no outro, até o infinito.”

O livro alterna entre o passado, e o presente, vinte e cinco anos depois, onde elas são pessoas diferentes. Kirsty, uma respeitável jornalista freelancer de Londres e Amber, gerente de um parque de diversões no sul da Inglaterra.

No entanto, tudo pode mudar quando Amber encontra o corpo de uma adolescente em umas das atrações do parque em que trabalha. É o terceiro assassinato em um curto período de tempo em uma pacata cidadezinha litorânea, o que atrai jornalistas de vários lugares e, uma delas é Kirsty.

O encontro das duas pode fazer com que seus segredos venham à tona e destruam tudo que construíram, assim elas terão de lutar juntas para manter suas verdadeiras identidades e passados em segredo.


MINHA OPINIÃO:

Em À Sombra de uma Mentira, além de construir um suspense intrigante, a autora dá vida a suas personagens e traz à tona questões como a discussão entre índole/personalidade e criação. A edição está super bacana e a capa é muito bonita. Dividido em capítulos de tamanho razoável e letras de tamanho confortável, isso auxilia o leitor a manter o pique de uma leitura intrigante e voraz. A escrita de Alex também é super fluida.

Parece que a vida tomou rumos que  inverteram os papéis. Enquanto no passado Jade era filha de um criador de porcos mal educado e com um lar instável, Bel era exemplarmente educada, sendo enteada de um homem rico. Ao serem afastadas de suas famílias e transferidas a reformatórios onde receberam novas instruções e identidades, suas vidas foram alteradas bruscamente, onde hoje uma é bem sucedida e vive uma vida confortável e a outra, nem tanto.

“A sociedade é um problema, e sei. Eu sei. A sociedade. Mas vamos enfrentá-la: a sociedade realmente não se importa com quem culpa, desde que haja algum culpado.”

20160901_124931

Amber agora divide seu tempo entre o trabalho de “gerente dos zeladores” do parque no período noturno, cuidar de seu marido Vic e de suas preciosas cadelinhas. Apesar de ter se casado com o homem mais bonito da vizinhança (é o que todas dizem), e parecer sempre feliz e satisfeita, nem tudo é o que parece. Vic às vezes tem um temperamento complicado, o que faz com que Amber se questione algumas vezes sobre porque ainda está ao seu lado. Apesar de tudo, ela é quem cuida de seus vizinhos e amigos, como uma “santa”, como a chamam. Ao longo da narrativa descobrimos que apesar de sua dura realidade e convivência com o passado ela ainda mantém sua essência sendo uma nova mulher sem perder aquilo que sempre achou certo. Mantendo sua característica mais forte: o controle das situações a seu redor. 

Enquanto isso, Kirsty havia se tornado uma jornalista freelancer bem sucedida. Casada e mãe de dois filhos, no momento sustenta a casa por conta própria até o marido conseguir um emprego. Apesar das dificuldades ela vive uma vida maravilhosa e é grata por isso, afinal, quem diria que ela chegaria até ali. 

Ao decorrer da narrativa também somos apresentados a atual conjectura de vida dos personagens secundários que as cercam. Martin, Jackie e Victor, estão ligados à Amber, cada um a sua maneira e particularidades. Martin é quem leva um foco maior, já que somos apresentados a ele logo no início do livro. Ele é nada mais nada menos do que um maluco que persegue Jackie e jura que conseguirá conquistá-la. Ao decorrer da história ele vai se tornando cada vez mais bizarro e repugnante. O grande mistério que o envolve é qual será seu destino e qual é seu verdadeiro papel em meio a todos os acontecimentos e assassinatos da cidade.

O que mais me atraiu foi a curiosidade em saber o que aconteceria com as personagens e quem estava por trás dos assassinos das mulheres em Whitmouth, como realmente foi o assassinato de Chloe e se Kirsty e Amber seriam descobertas por suas famílias e conhecidos após uma vida de mentiras.

Quando as revelações começaram a chegar me vi aflita assim como as personagens, que viam suas vidas desmoronarem e serem destruídas. O fato de o livro ter sido escrito em capítulos intercalados entre passado e presente é o que mais contribui para essa expectativa, já que o leitor acompanha a história pouco a pouco.

A ênfase que autora da às características das personagens e suas experiências trazem ao leitor um novo sentimento e sensações distintas a cada página. Os dramas envolvendo os amigos, um maluco desconhecido, e suas vidas particulares, além da constante impressão de que algo ruim pode arruinar suas vidas a qualquer momento deixa tudo mais interessante.

Sem falar é claro de algo que está sempre a nos rodear: as mentiras. O que essas jovens tem a esconder e o quanto o passado ainda é uma sombra em suas vidas. Para todo bom fã de mistério e suspense, temos aqui um thriller super empolgante que tem tudo pra conquistar você.

thumb_livro

4estrelasb

À SOMBRA DE UMA MENTIRA

Autor: Alex Marwood

Editora: Bertrand Brasil

Ano de publicação: 2016

Poucas horas depois de se conhecerem, Jade e Bel, ambas com 11 anos, veem-se envolvidas na morte de uma garotinha e tachadas de assassinas. As duas meninas são enviadas a diferentes reformatórios, onde recebem novas identidades e são instruídas a nunca mais entrar em contato uma com a outra. Agora elas são Kirsty, uma respeitável jornalista freelancer de Londres, e Amber, gerente de um parque de diversões no sul da Inglaterra. Quando Amber encontra um corpo em uma das atrações do parque, a mídia fica em polvorosa, e Kirsty, enviada para cobrir os assassinatos, acaba cruzando o caminho de sua velha conhecida. Não demora muito para as duas se darem conta de o quanto sabem uma sobre a outra. Com medo de que seu passado seja descoberto e exposto pelo frenesi da imprensa, Kirsty e Amber lutam para manter o segredo a salvo.

É resenhista do Resenhando Sonhos.
Estudante de Direito, 20 anos, mineira, mora em Belo Horizonte e ama o universo literário.

  • Bruna Prata

    Quando comecei a ler essa resenha já tinha pensando em mil e um trejeitos do livro se desenvolver com uma investigação de assassinato infantil, fui ludibriada com essa mesclagem de passado e presente, mas nada que me faça desistir. Achei a história super interessante, tão interessante que já estou vendo todas as avaliações desse livro. Essa história me parece o tipo de história que merece ser lida.

    • Ana Luiza Oliveira

      Oi Bruna!
      Pode acreditar que sim. Espero que você consiga dar uma chance a ela sem se preocupar com aspectos que podem te incomodar de certa forma. Volta pra me contar o que achou!
      Boa leitura.
      Beeeijo

  • Lara Caroline

    Oi!
    Vi este livro estes dias e fiquei me perguntando como duas crianças mataram uma outra criança?? O livro parece ser bem interessante, e como eu adoro um bom suspense sou suspeita a falar que gostei bastante. Sua resenha me deixou ainda mais com vontade de ler o livro e descobrir o que acontece com as duas personagens.

    • Ana Luiza Oliveira

      Oi Lara!
      Bom, sobre esse aspecto, eu achei que ia ser algo tão terrível… Mas acredito que por sermos tão cativados pelas personagens principais, no entanto, você começa a se surpreender ao saber como realmente aconteceu. O mistério por trás da narrativa deixa o leitor cada vez mais ansioso.
      Espero que você aproveite a leitura.
      Volta pra me contar o que achou!
      Beeeeijo

  • Lili Aragão

    Oi Ana Luiza, eu não conhecia esse livro e fiquei bem interessada, ele parece ser acima de tudo uma leitura polêmica, já que trata do assassinato de uma criança e onde vemos que a vida seguiu e bem ao menos para uma das meninas que foi responsável pelo assassinato, mas como nada deve ser o que parece e apesar de que eu não gosto muito de livros que ficam intercalando passado e presente, nessa história isso parece ser fundamental pra manter o suspense até descobrirmos o que verdadeiramente aconteceu e ainda tem os assassinatos que estão acontecendo no presente. Enfim, curti a dica e vou procurar saber mais sobre o livro ;)

    • Ana Luiza Oliveira

      Oi Lili!
      Exatamente, você chegou aonde é preciso. Intercalar os fatos é o que de fato mantém a curiosidade do leitor para saber o que realmente aconteceu! A história sobre os assassinatos presentes vai acabar fazendo sentido e tudo vai ser um mistério muito maior. Espero que você goste, volta pra me contar o que achou!
      Beeeeijo

  • Marta Izabel

    Oi, Ana Luíza!!
    Que capa linda desse livro!! Ainda não conhecia esse livro, mais agora sem sombra de dúvida que muito ler!! E uma história muito interessante e sua sinopse desperta no leitor a vontade de ler!! A sua resenha é maravilhosa e aguçou mais ainda minha curiosidade para ler esse livro. Sempre gostei de livros de suspense e de mistério e esse livro tem todos elementos necessários para se ter um bom suspense.
    Beijoss

    • Ana Luiza Oliveira

      Oi Marta!
      Bom, muito obrigada, primeiramente *-*
      Espero que você seja atendida quanto às expectativas, o mistério por trás de tudo é o ponto chave da história, e a cada linha ficamos mais ansiosos para descobrir o que realmente aconteceu.

      Volta pra me contar o que achou, boa leitura!
      Beeeijo

  • Daiele

    Oi Ana!
    Vou confessar que achei a sinopse um pouco confusa, talvez pela troca de identidade das meninas. Também fiquei me perguntando como duas meninas de 11 mataram uma mais nova e por qual motivo. Fiquei um pouco curiosa por conta disso, mas nao consegui enxergar algo que me deixasse com muita vontade de ler a historia. Não vi um plot twist, haha.
    Achei o titulo bem interessante, talvez a historia seja mais focada nisso, em mentiras, passado e nao necessariamente em uma “reviravolta”.

    Bjs

    • Ana Luiza Oliveira

      Oi Daiele!
      Eu entendo, acho que para uma primeira impressão, seja comum você pensar dessa forma, mas prometo que você vai ficar realmente surpresa hsuahsas. A troca da identidade das meninas acaba por ser o fator “menos importante” para o desenrolar da narrativa, elas continuam com características da infância e talvez por isso, seja tão fácil e ao mesmo tempo tão difícil entender como de fato tudo aconteceu. A história “secundária” e o mistério de quem matou as mulheres no parque acaba por fazer sentido quando a verdade vem a tona, e acredite, é bizarro ver como os humanos tem ideias tão “?????” shaushas.
      Espero que você resolva se aventurar.
      Volta pra me contar o que achou!
      Beeeeijo

      • Daiele

        Bom, vc falando assim me lembrou muito Liane Moriarty, uma autora que eu adoro! Quem sabe eu dê uma chance?!

        Bjs

  • Anne

    Nossa, a Betrand tem umas capas lindíssimas né, mas bem carinho! Kkkkkkkk!! Eu quero ler esse livro agora. Fiquei intrigada pra saber quem matou a menina e as mulheres. Só não gostei muito de saber que a narrativa é entre o passado e o presente, eu não gosto muito desse tipo de narrativa, é meio cansativo pra mim. Mas vou por na lista dos desejados com certeza. Beijos Ana!

    • Ana Luiza Oliveira

      Oi Anne!

      Bom, quanto à forma da narrativa, não se preocupe, é colocado de forma super coerente com o momento narrado e acaba sendo fácil e confortável de fazer a leitura dessa forma, acho que vale a pena tentar sim. Também adorei a capa, antes de ler a sinopse, foi o que mais me chamou a atenção shaus. Bom, espero que você resolva se aventurar logo.

      Volta pra me contar o que achou, beeeeeijo.

  • ADRIANA HOLANDA TAVARES

    Ana que sinopse e que resenha eim? Eu sou a louca que ama trilhers e suspenses além de terror, mas esse me deixou encantada com a possibilidade de saber mais um pouco sobre o que realmente aconteceu. No início me lembrei de um caso sobre dois irmãos que mataram uma criança e foram condenados, e pensei que se tratasse dessa história, já achei o máximo, mas percebo que tem muito mais envolvido na trama! Já quero ler e decifrar tudo!

    • Ana Luiza Oliveira

      Oi Adriana!
      Pode acreditar que tive o mesmo sentimento que você só de ler a sinopse hahaha.
      Bom, se prepare, porque nem tudo, ou, quase nada, é do jeito que parece!
      Que caso? Me manda! Hahaha. Sou super curiosa com essas coisas uashaus.
      Bom, espero que você faça uma boa leitura e aproveite bastante!
      Não esquece de voltar pra me contar o que achou!
      Beeeeijo