Spider Bones – Kathy Reichs

Spider Bones, da autora Kathy Reichs, é um dos livros que compõem a série literária que deu origem ao seriado de TV Bones. A publicação no Brasil é da editora Fundamento, em 2014.

Sobre o Livro

Temperance Brennan é uma renomada antropóloga florense, que trabalha no Laboratório de Ciências Judiciárias e Medicina Legal de Montreal, e é chamada para investigar o aparecimento de um corpo em um lago, em Quebec no Canadá. Ao chegar lá e fazer um exame preliminar, as digitais do homem acabam batendo com John Charles Lowery, um militar.

O problema é que Lowery foi dado como morto em 1968, quando o helicóptero que o transportava caiu e seu corpo foi encontrado em más condições. Ele foi enterrado na Carolina do Norte, no Estados Unidos, como morto em combate na Guerra do Vietnã. Porém agora, muitas décadas depois, essa história terá de ser revista. Como é uma família e um caso militar, tudo é muito burocrático e difícil. A família sequer cogita que eles podem ter enterrado outra pessoa que não o filho. E se John realmente estava vivo, porque ele não voltou pra casa e se escondeu todos esse anos?

Com várias perguntas em torno do caso, resta somente pedir a exumação do corpo enterrado em 1968 e tentar, através de dados médicos e registros militares da época, fazer uma nova identificação em cima dos dois corpos, além de investigar mais a fundo o que realmente aconteceu nesse acidente.

“As primaveras do Quebec geralmente significam muito trabalho para mim. Os rios descongelam. A neve derrete. Os corpos emergem. A população abandona o conforto de seus sofás pelo ar livre. Algumas pessoas descobrem os corpos, outras se juntam a eles.”

20160918_155439

Para tal, Temperance junto com a filha Katy, vão para o Hawaii. A primeira com o intuito de usar os recursos da base militar lá situada, que serve exatamente para guardar os registros dos militares mortos em combate, assim como descobrir a identidade e direcionar qualquer pessoa morta durante a guerra para duas famílias. Já a filha está passando por um momento difícil, e Brennan acha que uma temporada no Hawaii pode ajudá-la.

Ao chegar lá, uma florense local pede sua ajuda em um caso que parece um ataque de tubarão, mas que pode se mostrar bem mais complicado do que isso. Será que de alguma forma o corpo encontrado em Quebec pode ter relação com os ataques acontecendo no Hawaii ou são coisas completamente diferentes e sem nenhuma conexão? Em meio a mistérios e dúvidas, Temperance vai usar todo o seu conhecimento e astúcia para desvendar esse caso e dar descanso às famílias envolvidas.


Minha Opinião

Eu sou super fã da série de TV Bones e fiquei empolgada por conhecer esse livro ao saber que a obra de Kathy Reichs havia inspirado o seriado. A autora é uma antropóloga florense e uma fonte inesgotável de informações tanto para os livros quanto para o programa, onde auxilia na produção. Mas, não se engane, a Temperance Brennan dos livros é bem diferente da da série.

Primeiro que estamos no Canadá e não nos Estado Unidos, como em “Bones”. Na série, a personalidade da protagonista também é super diferente. Essa Temperance é direta, mas não é tão alheia aos sentimentos quanto a que conhecemos no programa de TV. Spider Bones não é o primeiro livro e sim o 13º, porém, como são história independentes, é possível ler ele sem ter conhecimento dos outros, assim como a maioria dos episódios da série.

Para que o leitor não se perca com os detalhes de background da história, a autora insere as explicações sobre a vida da protagonista e sua relação com os outros personagens, contextualizando a história pessoal que não acompanhamos nos outros livros e que faria falta aqui se não estivesse presente. Essa Temperance já foi casada, tem uma filha adulta, um gato e um pássaro. Também já teve um caso com o tira do departamento de Homicídios com quem ela contracena, mas eles terminaram quando ele resolveu reatar um relacionamento passado.

20160918_155517

Ryan seria o equivalente a Seeley Booth do seriado, mas com bem menos carisma. Ele tem bem pouco destaque no livro e não é cativante. Mesmo sabendo que eles não tem mais um relacionamento e que ela permanece atraída por ele, recebemos a informação de que eles terminaram o que tiveram por escolha dele, mas o mesmo voltou a dar em cima de Temperance, passando o livro todo dando sugestões sobre se envolverem de novo, e eu simplesmente não consegui simpatizar com o personagem.

Já o contato dela no Hawaii é super cativante, porém já sabemos que ele é casado e que nada vai rolar entre eles, apesar de ser possível perceber que há uma história ali. E outra coisa que se apresenta diferente são as características físicas dos personagens, portanto é praticamente uma “Bones” alternativa, para quem é fã da série e já tem outros dados mentalizados. Porém, tudo isso é só o background da história e a verdadeira ação está em descobrir quem são os donos dos corpos confundidos.

Esse é um livro de investigação com muita tecnicalidade. É preciso gostar de acompanhar esse tipo de narrativa, onde vamos recebendo informações fracionadas de dados científicos que comprovam ou não algo, e que isso acaba por gerar outra descoberta. Por vários momentos achamos que matamos a charada, mas alguma peça muda de lugar e o final provavelmente não será nenhuma das opções que o leitor pensou no começo do livro.

Apesar das informações técnicas, a escrita da autora é super fluída e fácil de ler e eu gostei bem mais do livro do que estava esperando. Fazia tempos que eu não lia algo nesse estilo investigativo e retomar esse ar da mistério de forma leve me deixou com vontade de encarar outras coisas, apesar de não ser um gênero que eu me interesse por ler constantemente.

Acho que para os fãs de Agatha Christie, Harlan Coben ou até mesmo Dan Brown, que gostam de desvendar mistérios, Spider Bones pode ser uma boa pedida. O nome do livro faz sentido para mais o final e já aviso que a capa é bem mais sinistra que a história em si, portanto os mais receosos podem encarar tranquilamente. E, é claro, é um prato cheio para os fãs da série!

thumb_livro

4estrelasb

SPIDER BONES

Autor: Kathy Reichs

Editora: Fundamento

Ano de publicação: 2014

Quando a antropóloga forense Temperance Brennan é chamada para investigar a cena de um afogamento em Quebec, uma descoberta chocante à espera: a vítima, identificada como John Charles Lowery, era um soldado americano declarado como morto em 1968, no Vietnã. E as impressões digitais confirmam sua identidade. Então, quem estaria sepultado no túmulo desse veterano na Carolina do Norte? E como é que um ex-soldado americano, que supostamente morreu há mais de 40 anos, foi parar no Canadá?
Tempe decide investigar o túmulo de Lowery e levar os restos mortais para uma análise minuciosa na sede da JPAC, o Comando Conjunto de Responsabilidade pelos Desaparecidos em Ação e Prisioneiros de Guerra um verdadeiro complexo militar no Havaí. Com a ajuda de Andrew Ryan, seu colega e ex-amante, a intrincada investigação de Tempe a conduz a mais um conjunto de restos mortais. Agora ela tem em mãos um verdadeiro quebra-cabeças: três corpos, todos identificados como sendo de Lowery.
Investigações paralelas surgem quando a médica-legista de Honolulu pede a Tempe que a ajude a identificar dois corpos que apareceram na praia. Seriam simplesmente vítimas de ataques de tubarões?
Temperance vai ter que usar todo o seu conhecimento científico para desvendar esse emaranhado de corpos. Mas, definitivamente, desenterrar o passado pode ser muito mais perigoso do que se/ela imagina…

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.