fbpx

Talvez um dia – Colleen Hoover

Talvez um dia é da autora americana Colleen Hoover, e foi lançado nos Estados Unidos em 2014 com o nome original Maybe Someday. No Brasil ele sai pela editora Galera Record como lançamento em 2016.

20160603_100927

SOBRE O LIVRO

Imagine que no seu aniversário de 22 anos, você descobre a traição do seu namorado, um relacionamento que parecia ser perfeito e que já durava dois anos. E pra piorar, essa traição foi com sua melhor amiga/colega de quarto. Esse foi o grande dia de nossa querida Sydney.

Antes de descobrir a traição, Sydney costumava passar as tardes na varanda de seu apartamento. Ela ficava ali para estudar, mas sempre no mesmo horário, o seu vizinho Ridge, aparecia para praticar música. Ela era encantada com cada nota que ele tocava. E assim, eles desenvolveram uma amizade graças à música.

“Bem, você alega que não me conhece muito bem, mas parece que você me conhece melhor do que eu mesma.”

Ridge adorava saber que Sydney o observava enquanto ele tocava. Mas o garoto estava passando por um bloqueio de criatividade, sem conseguir escrever nada. Até que uma ideia surge e ele envia uma mensagem de texto para Sydney, pedindo que ela o ajudasse a escrever. Muito tímida e com medo dele não gostar, ela envia uma letra, pensando que vai ser um fracasso total. E para surpresa dela, Ridge e seu irmão adoram a música, e veem nela um grande talento como compositora.

Após descobrir a terrível traição, Sydney fica sem ter pra onde ir, pois ela sai do apartamento após ter dado um soco na cara de Tori, sua ex-melhor amiga. Ela não quer voltar para casa dos pais, pois eles queriam que ela fosse advogada, e ela os contrariou. Pra piorar, ela percebe que esqueceu sua bolsa dentro do apartamento antigo,  sem dinheiro e sem saber o que fazer no meio da chuva, surge uma pessoa para ajudá-la. Bridgette, namorada de Warren, o melhor amigo de Ridge à leva para seu apartamento, que divide com os dois rapazes.

Ao se aproximar ainda mais de Ridge, a parceria musical entre eles começa a evoluir para uma paixão proibida e indesejada. Sydney acabou de sair de um relacionamento que terminou de forma trágica e Ridge tem uma namorada. Uma verdadeira guerra entre emoção e razão começa em talvez um dia, e essa guerra pode terminar em um final feliz.

MINHA OPINIÃO

É o quinto livro da Colleen Hoover que eu resenho aqui no blog, e à cada leitura que faço, eu me apaixono ainda mais por essa escritora incrível. A editora Galera Record novamente fez um belíssimo trabalho na edição, apesar da mudança na capa, eu gostei bastante da versão brasileira. E no livro, há um QR-Code que nos leva a uma página onde têm 8 músicas que são descritas durante a história, o que gerou uma experiência bem legal ao ler e ouvir a música no mesmo tempo. O cantor responsável pelas canções é o Griffin Peterson, ele apareceu na 12º temporada de American Idol e é o modelo que estampa a capa do livro Losing Hope (Sem Esperança) de Colleen.

20160603_100856

Os casais de Colleen são simplesmente apaixonantes, e nesse caso não foi diferente. Não é algo forçado e que acontece da noite pro dia, e sim algo bem elaborado. Sydney é a mocinha que nos faz sentir dó no começo. Fiquei muito brava com seu ex-namorado Hunter e Tori por causa do tamanho da cara de pau dos dois. Eles eram amigos antes mesmo de conhecerem Sydney, por isso ela sempre confiou fielmente nos dois. Apesar de todo sofrimento, ela não foi aquela mocinha fraca, que ficava enfiada na cama comendo chocolate e lamentando como o mundo foi ruim com ela.

Depois de ir morar com Rigde e seus amigos, Sydney tenta seguir em frente. Compondo músicas ela expõe seus sentimentos no papel, e seus sentimentos por ele começam a aflorar cada vez mais, pelo jeito que ele a trata e por eles terem tanto em comum. Sydney não quer ser como a Tori, mas nunca se sentiu tão atraída por alguém como está agora. Ela se vê entre a cruz e a espada.

“Não é tão fácil quando você está tentando vencer uma guerra contra o coração.”

Eu não torci logo de cara para que o relacionamento deles dessem certo. Pois diferente do comum, Maggie não era uma bruxa, muito pelo contrário. Colleen fez uma namorada maravilhosa para Rigde, ela é super atenciosa e gosta bastante de Sydney quando a conhece. Eu adorei esse sentimento misto, eu queria que ambos se apaixonassem e fossem felizes, mas e Maggie? Não seria justo com ela.

Outra parte sensacional do livro é Warren, ele é tão engraçado e apronta mil contra o Rigde, e Sydney entra na brincadeira assim que começa conviver com eles. Os personagens são bem construídos e a música deu um toque especial nesse livro. Assim como as poesias em Métrica, Colleen sempre coloca um elemento artístico em suas obras e isso da leveza à história. Ridge é meu personagem favorito da narrativa, ele se mostrou ser um homem de verdade e não mais um traidor, assim como Hunter.

O grande diferencial desse livro, e a abordagem da deficiência auditiva de Ridge. Ele consegue ser um músico, e dos bons, superando assim a sua limitação. Colleen sempre nos traz histórias bonitas, mas sempre nos dá algo a mais nessas histórias. Inserir um personagem assim dá um pouco de voz a todos que sofrem com essa situação, é um dos elementos essenciais na construção do personagem. E no livro essa doença não é o único tema abordado, a autora guardou mais segredos pro final.

Recomendo esse livro para todos os fãs de romance. Talvez um dia, com certeza, foi um dos melhores livros que li no ano. Se você ainda não conhece os livros de Colleen Hoover, fica aqui uma oportunidade de conhecer um pouco dessa incrível autora.

5estrelas

20160603_101715

Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento… Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.

 

É resenhista do Resenhando Sonhos.
Nascida no interior Paulista, futura cientista da computação, se apaixonou por literatura quando conheceu o bruxo Harry Potter e o vampiro Edward Cullen. Adora ir no cinema e assistir séries em dias chuvosos.