fbpx

Um Veneno Sombrio e Sufocante – Jessica Cluess

Um Veneno Sombrio e Sufocante é um lançamento de 2018 da Galera Record. É o segundo volume da série da autora estadounidense Jessica Cluess.

SOBRE O LIVRO

A trama é retomada dois meses depois do final de Uma Sombra Ardente e Brilhante e, depois da pequena vitória conquistada, Henrietta Howell finalmente é oficial uma feiticeira a serviço da Rainha. Porém, em meio aos treinos com os outros feiticeiros e a suas investigações para descobrir como derrotar R’hlem e os Ancestrais, as inseguranças de Henrietta quanto ao seu lugar de direito ainda mostram-se presentes, principalmente porque ela continua sendo obrigada a lidar com homens que a tratam como se ela não merecesse estar ali.

“Ela é duas, a menina e a mulher,
e um precisa destruir a outra.
Porque somente então três poderão se tornar uma,
e o triunfo reinará na Inglaterra.”

Mesmo que pareça ter escolhido o seu lado feiticeira, Henrietta continua lidando, mais do que nunca, com seu lado mago. É no equilíbrio entre seus dois lados que ela pretende conseguir crescer e vencer, de uma vez por todas, Rh’lem e os Ancestrais. Mas seus poderes, mesmo se desenvolvidos na sua totalidade, serão de fato suficientes? Ou as descobertas que a aguardam mostrarão que esta guerra está acima de seu talento, seja como maga ou como feiticeira?


MINHA OPINIÃO

O principal traço que conquista o leitor, logo de cara, nesta leitura é o novo ritmo que a autora impõe, bem mais acelerado e dinâmico que no primeiro volume. Pois aqui encontramos Henrietta e os outros feiticeiros em constante estado de alerta, sabendo que a qualquer momento terão que lutar novamente contra os Ancestrais, e uma derrota pode ser fatal. Ao mesmo tempo, eles buscam desvendar os segredos que ainda cercam essas criaturas e R`hlem, fazendo com que a narrativa seja um misto interessante de ação e segredos desvendados.

“Agora, eu estava com medo de que um de nós ou os dois tivéssemos perdido completamente a coragem”.

Simultaneamente, vemos o que começou como um triângulo amoroso virar potencialmente um quadrado, algo que normalmente não me agrada, especialmente em uma história em que o futuro da humanidade está em jogo, mas é tão bem conduzido que não dá para criticar. É um desenvolvimento que faz sentido e não chega a tomar conta da narrativa, pois continua claro que sentimentos e relações ainda são menos importantes que a vitória.

Além disso, o desenvolvimento dessas relações nos ajuda a conhecer melhor os personagens masculinos que cercam Henrietta. Cada um deles vai ganhando contornos profundos e complexidade a partir dessa situação, de modo que eles crescem na narrativa e compreendemos melhor suas ações no passado e no presente. O romance os impulsiona e torna-os mais reais.

A história também funciona nesse ritmo mais rápido por conta de uma série de viradas surpreendentes (algumas mais do que outras), as quais são trabalhadas de forma coerente, sem dar ao leitor a sensação de que estão lá apenas para chocar o leitor e avançar a trama. Existe um caminho claro que faz com que eles façam sentido, pois, mesmo quando somos pegos de surpresa, conseguimos voltar atrás e entender o que nos levou até aquele momento.

“Não estávamos caçando, estávamos lutando. Havia uma diferença… não havia?”

Recebemos respostas para perguntas que nem sabíamos que deveríamos estar fazendo e a percepção do leitor do caminho ao qual esta história está nos levando muda radicalmente. A guerra que vai se desenhando mostra-se mais complicada do que apenas Bem contra o Mal, assim como a posição de Henrietta nela.

“As pessoas fazem o que acha ser a coisa certa, mas isso não as torna boas.”

Uma nova personagem, bruxa, completa o ciclo: agora os Magos, Feiticeiros e Bruxos estão juntos em uma mesma missão, e é muito interessante como a autora trabalha as relações e a separação corrente dessas três formas de magia. A série Reino em Chamas vai se mostrando, assim, uma forma instigante e potente de trabalhar o tema da magia e mal posso esperar pelo terceiro livro. Os fãs de fantasia histórica tem aqui um prato cheio e quem já gostou de Uma Sombra Ardente e Brilhante vai se apaixonar ainda mais pela história nesse segundo volume.

A edição segue no mesmo padrão do primeiro volume, focando em tons de verde e azul e dialogando fortemente com o tema do veneno, que não só compõe o título mas também tem papel importante no desenvolvimento da trama. A diagramação está bem confortável e ajuda a fazer com que a leitura dessas mais de 300 páginas voem.

UM VENENO SOMBRIO E SUFOCANTE

Autor: Jessica Cluess

Tradução: Carla Bitelli

Editora: Galera Record

Ano de publicação: 2018

Na emocionante sequência de Uma sombra ardente e brilhante, Henrietta tentar salvar seu amor, mas sua magia pode ser sua ruína. Henrietta Howel é a primeira mulher a se tornar uma Feiticeira em séculos. E, como tal, deve desempenhar seu papel dentro da Ordem para manter Rook seguro, seu melhor amigo e amor de infância. Mas será que ela pode realmente salvá-lo? O veneno impregnado em Rook está transformando-o em algo monstruoso conforme ele começa a dominar seus poderes sombrios. Correndo contra o tempo, Henrietta convence Blackwood, o misterioso conde de Sorrow-Fell, a viajar pela costa para procurar novas armas. E Magnus, corajoso e imprudente como sempre, se junta a eles na missão. Os três encontrarão monstros sanguinários e aliados poderosos em seu caminho e descobrirão a arma mais devastadora de todas: a verdade.

Escritora, mestre em Filosofia, mas, acima de tudo, apaixonada por livros. Carioca com preguiça de praia, gosta mesmo de uma tarde aconchegante na companhia de um livro e uma caneca de chá gigantesca.